Laboratório virtual de pesquisa escolar com gramática

educação científica em aulas de língua materna

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1983-3652.2024.47835

Palavras-chave:

Jogos didáticos, Estudo da gramática, Educação científica

Resumo

Este artigo descreve uma estratégia inovadora do estudo da gramática, em aulas de Língua Portuguesa, em uma escola pública brasileira. Tal estratégia foi mediada por materiais didáticos produzidos colaborativamente por representantes de escola básica e de universidade, orientados pela abordagem investigativa e pedagógica da educação científica, desenvolvida no campo indisciplinar da Linguística Aplicada. Trata-se de uma investigação interventiva caracterizada como uma pesquisa baseada em design, pois se assume o esforço colaborativo para o aprimoramento da prática de ensino e para o fortalecimento de teorias de referência. É uma pesquisa financiada pelo governo federal do Brasil, dentro do Programa Ciência na Escola (PCE). A análise comparativa de respostas compartilhadas por estudante, em entrevistas orais realizadas por suas professoras, antes e depois da intervenção pedagógica, revelou uma expressiva ressignificação de representações discentes sobre aulas de língua materna, gramática, pesquisa e ciência. Isso resultou na superação de compreensões pelos estudantes, as quais foram compartilhadas previamente de forma ampla e equivocada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner Rodrigues Silva, Universidade Federal do Tocantins, Palmas, TO, Brasil

Possui Licenciatura Plena em Letras (Língua Portuguesa e Inglesa) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mestrado, doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e pós-doutorado em Linguística Aplicada pela The Hong Kong Polytechnic University (PolyU) e pela Aswan University (Egito). Durante o curso de graduação, foi bolsista de Iniciação Científica (CNPq/PIBIC) por três anos. É professor Titular (Classe E) na Universidade Federal do Tocantins (UFT), Câmpus de Palmas, onde leciona na área de linguagem na Licenciatura em Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Letras. Também atua como docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Letras: Ensino de Língua e Literatura, na Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT). É coordenador do grupo de pesquisa Práticas de Linguagens (PLES) e do Laboratório Virtual de Pesquisa Escolar com Gramática (LabGram). Foi docente do Mestrado Profissional em Letras (ProfLetras), na UFT. É bolsista de produtividade do CNPq (PQ 1D), membro do Comitê de Assessoramento de Letras e Linguística - CA-LL/CNPq (2021-2024) e segundo secretário da Gestão 2023-2025, Pluralizar e Democratizar, da Associação de Linguística Aplicada do Brasil (ALAB). É representante regional (Regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil) da comissão gestora da Associação de Linguística Sistêmico-Funcional da América Latina (2017-2020/2020-2023). Tem experiência na área de Linguística Aplicada, atuando principalmente nos Estudos do Letramento, compreendendo os seguintes conteúdos: ensino de gramática, gêneros textuais, alfabetização, material didático, currículo, práticas de escrita, práticas de leitura, formação de professores e educação científica. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Letras: Ensino de Língua e Literatura (Mestrado e Doutorado) durante quatro anos. Foi membro da Diretoria (2016-2017) e do Conselho Consultivo (2018-2019) da ALAB. É membro da ALAB, da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN) e do Grupo de Trabalho Formação de Educadores na Linguística Aplicada (ANPOLL). 

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-3994-1225

Andreia Cristina Fidelis, Universidade Federal do Norte do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura, Araguaína, TO, Brasil

Possui licenciatura em Pedagogia e Língua Portuguesa pela Universidade do Estado do Pará (UEPA), Especialista em Pedagogia Escolar pela Universidade Internacional de Curitiba (FACINTER), Mestrado Profissional em Letras pela Universidade Federal do Tocantins (UFT) e é doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Letras: Ensino de Língua e Literatura, da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFT) . Atualmente é professora efetiva da Secretaria de Estado de Educação do Pará (SEDUC/PA). Na rede municipal atuou como formadora do Programa Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) e como articuladora do Programa de Inovação Educação Conectada do Ministério da Educação. 

Kiahra Antonella, Universidade Federal do Norte do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura, Araguaína, TO, Brasil

É mestra pelo Programa de Mestrado Profissional em Letras - PROFLETRAS pela Universidade Federal do Tocantins, Campus Araguaína - TO. É licenciada em Letras pela Universidade Federal do Tocantins - UFT (2012). Tem experiência em docência na Educação Básica, em coordenação tecnológica e como formadora do Programa Um Computador por Aluno - PROUCA/MEC/UFT, responsável por preparar profissionais da escola para o uso integrado das tecnologias digitais ao currículo. Atuou como professora de Língua Portuguesa e Inglesa na rede estadual de ensino do Tocantins bem como em cursos de graduação pelo Instituto particular IDESP Educacional. Atualmente é professora efetiva da educação básica e tecnológica do Instituto Federal do Tocantins ( IFTO). Desde 2019, faz Doutorado em Letras: Ensino de Língua e Literatura e pela Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT).

Referências

ANDERSON, Terry; SHATTUCK, Julie. Design-Based Research:A Decade of Progress in Education Research? Educational Researcher, v. 41, n. 1, p. 16–25, 2012. ISSN 0013-189X. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/41413081. Acesso em: 23 nov. 2023.

ANTONELLA, Kiahra. Recontextualização conceitual e terminológica de categorias do sistema de transitividade para a abordagem da educação científica. 2024. Doutorado (Doutorado em Linguística e Literatura) – Universidade Federal do Norte do Tocantins, Araguaína.

BERNSTEIN, Basil. Pedagogy, Simbolic Control, and Identity: theory, research, critique. Boston: Rowman Littlefield Publishers, 2000.

BERRY, Roger. Terminology in English language teaching: nature and use. Bern ; New York: Peter Lang, 2010. (Linguistic insights: studies in language and communication, v. 93). ISBN 9783034300131.

BRASIL. Chamada Pública MCTIC/CNPq Nº 05/2019 – Programa Ciência na Escola. [S. l.]: Brasília, 2019.

EGGINS, Suzanne. An Introduction to Systemic Functional Linguistics. London: Continuum, 2004.

FRANCHI, Carlos. Criatividade e gramática. Trabalhos em Linguística Aplicada, v. 9, n. 1, p. 5–45, 1987. ISSN 2175-764X. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8639037. Acesso em: 23 nov. 2023.

FREITAS, Mirella de Oliveira. Educação científica do professor em formação inicial: uma experiência a partir da curricularização da prática. Revista de Educação do Vale do Arinos - RELVA, v. 9, n. 2, p. 78–96, dez. 2022. ISSN 2359-0041. DOI: 10.30681/relva.v9i2.10683. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/relva/article/view/10683.

GEE, James Paul. Bons videogames e boa aprendizagem. Perspectiva, v. 27, n. 01, p. 167–178, jul. 2009. ISSN 0102-5473. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-54732009000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 23 nov. 2023.

HALLIDAY, Michael Alexander K. Grammar and daily life: cocurrence and complementarity. In: LOCKWOOD, David G.; FRIES, Peter H.; COPELAND JAMES, E. (ed.). Functional approaches to language, culture and cognition: papers in honor of Sydney M. Lamb. Amersterdam: John Benjamins Publishing Company, 2000. p. 221–237.

HALLIDAY, Michael Alexander K.; MATTHIESSEN, Christian Matthias I. M. Halliday’s Introduction to Functional Grammar. London: Routledge, 2014.

HASAN, Ruqaiya. Literacy, every talk and society. In: HASAN, Ruqaiya; WILLIAMS, Geoff (ed.). Literacy in Society. London: Longman, 1996. p. 376–424.

MAGALHÃES, Tânia Guedes. Formação docente na perspectiva do letramento científico: práticas com artigos, notícias de divulgação científica e podcasts. 23, v. 1, p. 82–102, jun. 2023. ISSN 2358-5870. DOI: 10.5281/ZENODO.8021665. Disponível em: https://zenodo.org/record/8021665. Acesso em: 23 nov. 2023.

MENDONÇA, Márcia. Análise linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. In: BUNZEN, Clécio; MENDONÇA, Márcia; KLEIMAN, Angela (ed.). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

PRENSKY, Marc. Aprendizagem baseada em jogos digitais. São Paulo: Editora Senac, 2012.

PRETI, Dino. Discurso oral culto. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1999. (Projetos paralelos, 2). ISBN 9788598292649.

RIBEIRO, Michael A. Produção de jogos didáticos digitais para conscientização gramatical: aspectos dinâmicos e protocolo de atuação. 2021. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Tocantins, Porto Nacional.

RIBEIRO, Michael Araujo; SILVA, Wagner Rodrigues. Professores como protagonistas na produção de jogo: aspectos dinâmicos e protocolo de atuação. Revista da Anpoll, v. 52, n. 2, p. 62–89, nov. 2021. ISSN 1982-7830. DOI: 10.18309/ranpoll.v52i2.1537. Disponível em: https://revistadaanpoll.emnuvens.com.br/revista/article/view/1537. Acesso em: 23 nov. 2023.

SANTOS, Susanna. Construção de saberes para estudo da gramática em projeto colaborativo com escola e universidade. Relatório Final de Iniciação Científica, Universidade Federal do Tocantins, Palmas, 2021.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos. Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafios. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 36, p. 474–492, dez. 2007. ISSN 1413-2478. DOI: 10.1590/S1413-24782007000300007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782007000300007&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 23 nov. 2023.

SIGNORINI, Inês. Apresentação. In: SIGNORINI, Inês (ed.). Significados da inovação no ensino de Língua Portuguesa e na formação de professores. Campinas: Mercado de Letras, 2007. p. 7–15.

SILVA, Wagner R. Estudo da gramática no texto: demandas para o ensino e a formação do professor de língua materna. Maringá: Eduem, 2011.

SILVA, Wagner R. Letramento científico na formação inicial do professor. Práticas de Linguagem, v. 6, especial, p. 8–23, 2016.

SILVA, Wagner R. Conveniência da ciência na política brasileira de alfabetização. Revista X, v. 15, n. 4, p. 60, 2020. ISSN 1980-0614, 1980-0614. DOI: 10.5380/rvx.v15i4.76142. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/revistax/article/view/76142. Acesso em: 23 nov. 2023.

SILVA, Wagner R. Educação científica como estratégia pedagógica e investigativa de resistência. Trabalhos em Linguística Aplicada, v. 59, n. 3, p. 2278–2308, 2020. ISSN 2175-764X. DOI: 10.1590/01031813829221620201106. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132020000302278&tlng=pt. Acesso em: 23 nov. 2023.

SILVA, Wagner R. Letramento ou literacia: ameaças da cientificidade. In: SILVA, Wagner R. (ed.). Contribuições sociais da Linguística Aplicada: uma homenagem a Inês Signorini. Campinas: Pontes Editores, 2021. p. 111–162.

SILVA, Wagner R.; FERREIRA, Roseane; GUIMARÃES, Elton Vieira; MENDES, Jaquelene; ANTONELLA, Kiahra; FIDELIS, Andreia Cristina. Construção de imagens pela gramática: uma proposta de jogo. Revista Linguítica, v. 17, n. 2, p. 84–107, jun. 2021. ISSN 2238-975X, 1808-835X. DOI: 10.31513/linguistica.2021.v17n2a42659. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rl/article/view/42659. Acesso em: 23 nov. 2023.

SILVA, Wagner R.; MENDES, Jaquelene. Educação científica na linguística aplicada: contribuições para o ensino básico. Trabalhos em Linguística Aplicada, v. 62, n. 1, p. 158–177, jan. 2023. ISSN 2175-764X. DOI: 10.1590/010318138671566v6212023. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132023000100158&tlng=pt. Acesso em: 23 nov. 2023.

SILVA, Wagner R.; SANTOS, Susanna Soares; ANTONELLA, Kiahra. Desafios do trabalho colaborativo num projeto interdisciplinar de pesquisa científica. Leia Escola, v. 23, n. 1, p. 103–127, jun. 2023. DOI: 10.5281/ZENODO.8021677. Disponível em: https://zenodo.org/record/8021677. Acesso em: 23 nov. 2023.

SILVA, Wagner Rodrigues; SILVEIRA, Raimunda Araújo Da; REIS, Aylizara Pinheiro Dos. Construção paradigmática do ensino de português como língua materna. Eutomia, v. 1, n. 23, p. 108, nov. 2019. ISSN 1982-6850, 1982-6850. DOI: 10.51359/1982-6850.2019.240212. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/EUTOMIA/article/view/240212. Acesso em: 23 nov. 2023.

SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. São Paulo: Editora Contexto, 2003.

VIGOTSKI, Lev S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001. ISBN 9788533613614.

Downloads

Publicado

17-01-2024

Como Citar

SILVA, W. R.; FIDELIS, A. C.; ANTONELLA, K. Laboratório virtual de pesquisa escolar com gramática: educação científica em aulas de língua materna. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 17, p. e47835, 2024. DOI: 10.1590/1983-3652.2024.47835. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/47835. Acesso em: 28 maio. 2024.