INTELECTO GERAL

ORIGEM E SUPERAÇÃO DE UM EQUÍVOCO DE KARL MARX

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-037X.2022.39227

Palavras-chave:

Intelecto geral, Karl Marx, Marxismo, Economia Política

Resumo

No trecho dos Grundrisse, conhecido como Fragmento sobre as máquinas, Marx discute o papel do conhecimento coletivo, que ele chama de intelecto geral, em processos de produção da grande indústria, onde a automação industrial tende a expulsar do processo de trabalho o único agente capaz de criar valor: o trabalhador. Nesse exercício de reflexão, Marx imagina que essa contradição poderia abalar as bases do modo de produção capitalista e abrir uma janela para sua superação. O intelecto geral de Marx é o ponto de partida do artigo, que tem como objetivos: (i) analisar a controversa hipótese acerca do intelecto geral que Marx registra nos Grundrisse; (ii) apresentar a origem da expressão intelecto geral, que data do começo do século XIX, décadas antes do seu registro nesse manuscrito; e (iii) revelar como Marx supera aquela interpretação alguns anos depois, ao expor suas conclusões sobre o papel da ciência e da técnica nos processos de produção capitalistas. Este artigo estabelece uma interlocução com algumas reflexões de Matteo Pasquinelli e Michael Heinrich, entre outros autores, em confronto com os escritos que Marx nos legou.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Moreno Marques, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutor e mestre em Ciência da Informação pela Escola de Ciência da Informação (ECI) da UFMG. Professor e pesquisador da Escola de Ciência da Informação da UFMG, no Departamento de Teoria e Gestão da Informação (DTGI)

Referências

BABBAGE, Charles. On the Economy of Machinery and Manufactures. London: Charles Knight, 1832.

BELLOFIORE, Riccardo; STAROSTA, Guido; THOMAS, Peter D. (Orgs.). In Marx’s Laboratory: Critical Interpretations of the Grundrisse. Leiden: Koninklijke Brill NV, 2013.

BOLAÑO, César Ricardo. Processo de trabalho e crítica do trabalho imaterial sobre o intelecto geral, comunicação e conhecimento. In: Encontro Nacional de Economistas Marxistas, 2007, Curitiba. Anais... Curitiba: UFPR, 2007.

BOLAÑO, César Ricardo. Sobre intelecto geral, capital, comunicação e conhecimento: uma leitura dos Grundrisse. Revista de Economia. v. 34, número especial. 2008.

BRIGGS, Asa; CALLOW, John. Marx in London. London: Lawrence and Wishart, 2008.

FERGUSON, Adam. An Essay on the History of Civil Society. 5th edition. London: T. Cadell, W. Creech & J. Bell, 1782.

HANCHER, Michael. From Street Ballad to Penny Magazine: ‘March of Intellect in the Butchering Line’. In: BRAKE, L.; BELL, B.; FINKELSTEIN, D. (Orgs.). Nineteenth-century Media and the Construction of Identities. London: Palgrave, 2016.

HARD, Michael; NEGRI, Antônio. Império. Rio de Janeiro: Record, 2001.

HEINRICH, Michael. The ‘Fragment on Machines’: A Marxian Misconception in the Grundrisse and its Overcoming in Capital. In: BELLOFIORE, R.; STAROSTA, G.; THOMAS, P. D. (Orgs.). In Marx’s Laboratory: Critical Interpretations of the Grundrisse. Leiden: Koninklijke Brill NV, 2013.

HODGSKIN, Thomas. Popular Political Economy: Four lectures delivered at the London Mechanics Institution. London: Tait, 1827.

LAZZARATO, Maurizio. Immaterial Labour. In: VIRNO, P.; HARDT, M. (Orgs.). Radical Thought in Italy: A Potential Politics. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1996.

GORZ, Andre. O Imaterial: Conhecimento, Valor e Capital. São Paulo: Annablume, 2005.

MANDEVILLE, Bernard. The Fable of the Bees or Private Vices, Publick Benefits. Oxford: Clarendon Press, 1732.

MARQUES, Rodrigo Moreno. Polarization of information and knowledge: a dialectical approach. International Review of Information Ethics, v. 26, 2017.

MARQUES, Rodrigo Moreno. A atualidade de Marx diante do trabalho na era digital. In: RASLAN FILHO, G.; VISIBELI, J. (Orgs.). Comunicação, desenvolvimento, trabalho: perspectivas críticas. Porto Alegre: Editora Fi, 2020.

MARQUES, Rodrigo Moreno; KERR PINHEIRO, Marta Marcedo. Voices from Silicon Valley expose the polarization of knowledge in the information age. ETD: Educação Temática Digital, v. 21, 2019.

MARX, Karl. Capital: A Critique of Political Economy - Volume III. New York: International Publishers. 1894.

MARX, Karl. O Capital, Livro I: capítulo VI (inédito) de O capital. São Paulo: Livraria e Editora Ciências Humanas, 1978.

MARX, Karl. Carta de Marx à Engels, 8 de dezembro de 1857. In: MARX, K., ENGELS, F. Collected Works, v. 40, London: Lawrence & Wishart, 1983a.

MARX, Karl. Carta de Marx à Lassalle. 12 de novembro de 1858. In: MARX, K., ENGELS, F. Collected Works, v. 40, London: Lawrence & Wishart, 1983b.

MARX, Karl. Economic Manuscript of 1861-1863. In: MARX, K., ENGELS, F. Collected Works, v. 30, London: Lawrence & Wishart, 1994a.

MARX, Karl. Economic Manuscript of 1861-1863. In: MARX, K., ENGELS, F. Collected Works, v. 34, London: Lawrence & Wishart, 1994b.

MARX, Karl. Contribuição à Crítica da Economia Política. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MARX, Karl. Manuscritos de 1861-1863 Fragmento de “a mais-valia relativa - acumulação”. In: ROMERO, D. Marx e a técnica: um estudo dos manuscritos de 1861-1863. São Paulo: Expressão Popular. 2007.

MARX, Karl. Para a crítica da economia política, Manuscritos de 1861-1863, Cadernos I a V, Terceiro Capítulo – O capital em geral. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010a.

MARX, Karl. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2010b.

MARX, Karl. Grundrisse. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARX, Karl. Crítica do programa de Gotha. São Paulo: Boitempo. 2012.

MARX, Karl. O Capital - Livro I. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. O Capital - Livro III. São Paulo: Boitempo, 2017a.

MARX, Karl. Miséria da Filosofia. São Paulo: Boitempo, 2017b.

MEHRING, Franz. Karl Marx: A história de sua vida. São Paulo: Sundermann, 2014.

MOULIER-BOUTANG, Yan. Cognitive Capitalism. London: Polity Press, 2011.

OWEN, Robert. Essays on the Formation of the Human Character. Manchester: Hartley and Walker. 1837.

PASQUINELLI, Matteo. On the origins of Marx’s general intellect. Radical Philosophy, v. 2.06, 2019.

PAULA, João Antônio de (Org.). O Ensaio Geral: Marx e a Crítica da Economia Política (1857-1858). Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

PRADO, Eleutério Fernando da Silva. Intelecto Geral. In: MARQUES, R. M.; RASLAN, F.; MELO, F.; KERR PINHEIRO, M. M. (Orgs.). A Informação e o Conhecimento sob as Lentes do Marxismo. Rio de Janeiro: Garamond, 2014.

ROMERO, Daniel. Marx e a técnica: estudos dos manuscritos de 1861-1863. São Paulo: Expressão Popular. 2005.

ROSDOLSKY, Roman. Gênese e estrutura de O Capital de Karl Marx. Rio de Janeiro: Contraponto. 2001.

THE LONDON MAGAZINE. Education of the people. Third series, v. 1, April-July, 1828.

THOMPSON, William. An Inquiry into the Principles of the Distribution of Wealth Most Conducive to Human Happiness, Applied to the Newly Proposed System of Voluntary Equality of Wealth. London: Longman, 1824.

URE, Andrew. The Philosophy of Manufactures: or An Exposition of the Scientific, Moral, and Commercial Economy of the Factory System of Great Britain. London: Charles Knight. 1835.

VERCELLONE, Carlo. From Formal Subsumption to General Intellect: Elements for a Marxist Reading of the Thesis of Cognitive Capitalism. Historical Materialism¸ v. 15, n. 1, 2007.

VIRNO, Paolo. Citazioni di fronte al pericolo. Luogo comune, v. 1, n. 1, 1990.

Downloads

Publicado

2022-05-27

Como Citar

MARQUES, R. M. INTELECTO GERAL: ORIGEM E SUPERAÇÃO DE UM EQUÍVOCO DE KARL MARX. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 31, n. 1, p. 47–67, 2022. DOI: 10.35699/2238-037X.2022.39227. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/39227. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.