O futebol amador em Ponta Grossa/PR: uma análise da dimensão simbólica e instituinte do ritual de preparação para os jogos do Mirante Esporte Clube

  • Miguel Archanjo de Freitas Junior Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
  • Edilson de Oliveira Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Resumo

A presente investigação etnográfica tem o objetivo de analisar a função simbólica e instituinte das ações que compõem o ritual de preparação dos jogadores do Mirante Esporte Clube, equipe de futebol pertencente ao campo futebolístico amador da cidade de Ponta Grossa, localizada no estado do Paraná-Brasil. No processo de aprendizagem e interpretação deste ritual, recorreu-se à etnografia, visto que o que se procura fazer em uma investigação etnográfica é compreender como os homens e mulheres tentam viver suas vidas. Para além da dimensão simbólica e espiritual do ritual, foi possível identificar ao longo do campeonato amador, que as ações executadas pelos jogadores contribuíam para a estruturação das posições sociais no grupo e no campo futebolístico amador pontagrossense. Deste modo, os atos do rito eram também atos de instituição, através dos quais alguém era notificado sobre a sua “nova” posição social. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miguel Archanjo de Freitas Junior, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
Possui doutorado em História pela Universidade Federal do Paraná (2009), mestrado em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2000). Atualmente é professor do Departamento de Educação Física da UEPG, professor do Programa Stricto Sensu em Ciências Sociais Aplicadas (UEPG); Líder do Grupo de Pesquisa Esporte, Lazer e Sociedade; membro do grupo de Pesquisa Futebol e Sociedade. 
Edilson de Oliveira, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
Atualmente é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas e Professor Colaborador do Departamento de Educação Física, ambos na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Possui mestrado em Ciências Sociais Aplicadas (UEPG), especialização em Educação Física Escolar e graduação em Licenciatura em Educação Física (UEPG). Integrante do Núcleo de Estudos, Esporte, Lazer e Sociedade.

Referências

ANGROSINO, Michael. Etnografia e observação participante. Porto Alegre: Artmet, 2009.

BOUMARD, Patrick. O lugar da etnografia nas epistemologias construtivistas. Londrina, Revista de Psicologia Social e Institucional, v.1, n.2, p. 1-6, 1999.

BOURDIEU, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento. Daniela Kein, Gilheme J. F. Teixeira, Porto Alegre: Zouk, 2008a.

BOURDIEU, Pierre. A Economia das Trocas Linguísticas: O que Falar Quem Dizer. Sérgio Miceli. 2ª edição. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1998.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. Trad. Cássia R. da Silveira e Denise Moreno Pegorim, São Paulo: Brasiliense, 2004.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Trad. Fernando Tomaz. 5ª edição, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: Sobre a teoria da ação. Trad. Mariza Correa, 9ª edição, Campinas: Papirus, 2008b.

CAMPOS, Fernando Rosseto Gallego. Ligas municipais e Copa dos Rios de Seleções: integração do espaço amazonense através da centralidade subterrânea. Curitiba, Revista Ra’E Ga, v. 35, p. 288-313, 2015.

CANAL, Jean-Luc; QUINTILLA Caroline. Du mec au joueur. Marseille, Corps et Culture, v. 1, n. 4, 1999, p. 1-11.

CHAUI, Marilena de Sousa. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. 12ª edição, São Paulo: Cortez, 2007.

CUNHA, Leonardo Costa da; et. al. Sport Club Barrense: memórias de um clube de futebol amador do município de São José do Norte/RS. Marechal Cândido Rondon, Espaço Plural, v. 14, n. 29, p. 67-89, 2013.

DAMO, Arlei Sander. Monopólio estético e diversidade configuracional no futebol brasileiro. Porto Alegre, Movimento, v. 9, n. 2, p. 129-156, 2003.

DAMO, Arlei Sander. Do dom à profissão: a formação de futebolistas no Brasil e na França. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

DAOLIO, Jocimar. Cultura: educação física e futebol. Campinas: Editora da Unicamp, Campinas 3ª edição, 2006.

FREITAS JUNIOR, Miguel Archanjo de; OLIVEIRA, Edilson de; LINHARES, Wendell Luiz. O Mirante Esporte Clube: um estudo etnográfico do processo de aprendizagem e reprodução do gosto pela prática futebolística amadora na cidade de Ponta Grossa-Paraná (2013-2017). Mosaico, Rio de Janeiro, v. 9, n. 14, p. 302-320, jul. 2018.

FREITAS JUNIOR, Miguel Archanjo de; OLIVEIRA, Edilson de; GABRIEL, Bruno José. Interdependências estabelecidas na configuração futebolística amadora pontagrossense: uma análise etnográfica (2013-2016). Pensar a Prática, Goiânia, v. 21, n. 3, p. 577-587, 2018.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

GEERTZ, Clifford. El antropologo como autor. Barcelona: Paidos, 2010.

GEERTZ, Clifford. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Petrópolis: Editora Vozes, 2003b.

GEERTZ, Clifford. Nova luz sobre a antropologia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

LIGA DE FUTEBOL DE PONTA GROSSA. Regulamento do Campeonato de Futebol Amador de Ponta Grossa – 2016. Liga de Futebol de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2016.

MYSKIW, Mauro; STIGGER, Marco Paulo. O futebol “de várzea” é “uma várzea”!? Etnografia da organização no circuito municipal de Porto Alegre. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 445-469, 2014.

OLIVEIRA, Allan de Paula. Entre a várzea e o profissional: sobre um campeonato de futebol amador. Marechal Cândido Rondon, Espaço Plural, v. 14, n. 29, p. 114-139, 2013.

OLIVEIRA, Edilson de. Redescobrindo o sentido do jogo: um estudo etnográfico do processo de aprendizagem da cultura futebolística no mirante esporte clube em Ponta Grossa-Paraná (2013-2017). Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas), UEPG, Ponta Grossa, 2018.

PEIRANO, Mariza. Rituais ontem e hoje. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

PETROGNANI, Claude. Futebol e religião no Brasil: um estudo antropológico do "fechamento". 2016, 236 f. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Programa de PósGraduação em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2016.

RIBEIRO JUNIOR, José Cação. Futebol Ponta-Grossense: Recortes da História. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2004.

RIGO, Luiz Carlos. Amizade, pertencimento e relações de poder no futebol de bairro. Pensar a Prática, Goiânia, v. 10, n. 1, p. 83-98, 2007.

STEBBINS, Robert A. Serious Leisure: A Perspective for Our Time. New York: Routledge, 2017.

WACQUANT, Loic. Corpo e Alma: Notas etnográficas de um aprendiz de boxe. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

Publicado
2019-04-24
Seção
DOSSIÊ