Fidelização econômico-torcedora e laços de vinculação com o clube: uma análise dos programas sócio-torcedor cariocas

Main Article Content

Jimmy Medeiros
Philippe Guedon

Resumo

As formas de torcer podem ser manifestadas por meio de diversas atitudes, assim como através de distintos laços com o clube. Em meio ao atual projeto modernizador do futebol verifica-se a tendência a elitização dos estádios, elevação do valor do ingresso e conversão do torcedor em espectador ou consumidor. Uma das faces desse projeto é o mecanismo de fidelização torcedora: os programas de sócio-torcedor. Essa fidelização, de modo específico, é um fenômeno que responde a diversas motivações, racionais ou não. Assim, o objetivo do artigo é compreender os motivadores para a adesão, suas vantagens e desvantagens. Mais ainda, é pretendido avaliar diferenças no torcer e no relacionamento com outros indivíduos e grupos. O foco pesquisado são os programas atuais dos quatro grandes clubes de futebol do Rio de Janeiro. Metodologicamente, o trabalho conta com entrevistas qualitativas e análise dos discursos oficiais dos clubes e movimentos para a associação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Medeiros, J., & Guedon, P. . (2020). Fidelização econômico-torcedora e laços de vinculação com o clube: uma análise dos programas sócio-torcedor cariocas. FuLiA/UFMG, 4(2), 25–42. https://doi.org/10.17851/2526-4494.4.2.25-42
Seção
DOSSIÊ

Referências

FAGNANI, Eduardo. Piso de proteção social: o debate internacional e a experiência brasileira. Texto para discussão, IE/Unicamp, Campinas, n. 203, 2012.
HOLLANDA, Bernardo Buarque de; MEDEIROS, Jimmy. Do “Colosso do Derby” a Arena do Maracanã?: a cidade, o estádio e as percepções dos torcedores de futebol sobre a Copa do Mundo 2014. Interseções, UERJ, v. 16, p. 328-353, 2014.
LIMA-LOPES, Rodrigo; PIMENTA, Izadora. #MULHERESNOFUTEBOL: transitividade e avaliatividade na identificação de padrões sexistas. Revista Humanidades & Inovação. Palmas, v. 4, n. 6, p. 116-131, 2017.
LYSARDO-DIAS, Dylia. A construção e desconstrução de estereótipos pela publicidade brasileira. Stockolm Review of Latin American Studies, n. 2, 2007.
MENEZES, Isabella Trindade. Entre a fúria e a loucura: análise de duas formas de torcer pelo Botafogo de Futebol e Regatas. Rio de Janeiro: Editora Multifoco, 2017.
MURAD, Maurício. Para entender a violência no futebol. Rio de Janeiro: Editora Benvirá, 2012.
PRIETRO, Gustavo; VIANA, Juliana Nazaré Luquez. No templo do futebol, a privatização da vida cotidiana: da festa para a elitização na cidade do espetáculo. In: SANCHÉZ, Fernando; BIENENSTEIN, Glauco; OLIVEIRA, Fabrício Leal de; NOVAIS, Pedro. (Orgs.). A Copa do Mundo e as cidades: políticas, projetos e resistências. São Paulo: Boitempo, 2014.
SANTANA, Thiago José Silva. O clube no coração e/ou no bolso: os processos de mercantilização do torcer a partir de um programa de sócio-torcedor. Dissertação (Mestrado em Educação Física e Lazer), Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.
TEIXEIRA, Rosana da Câmara. Futebol, emoção e sociabilidade: narrativas de fundadores e lideranças dos movimentos populares de torcedores no Rio de Janeiro. Esporte e Sociedade. Rio de Janeiro, ano 8, n. 21, março, 2013.
TOLEDO, Luiz Henrique de. Torcidas organizadas de futebol. Campinas: Autores Associados/ANPOCS, 1996.