Lógica fuzzy associada ao risco de inundação no município de Nova Lima/MG

Autores

  • Júlio Ramissés Ladeia Ramos Departamento de Cartografia – UFMG
  • Marcos Antônio Timbó Elmiro Departamento de Cartografia – UFMG https://orcid.org/0000-0001-7680-3131
  • Marcelo Antonio Nero Departamento de Cartografia – UFMG https://orcid.org/0000-0003-2124-5018
  • Plínio da Costa Temba Departamento de Cartografia – UFMG
  • Gilmar Rosa Centro Universitário Unihorizontes

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20.2018.19369

Palavras-chave:

Sensoriamento remoto, Geoprocessamento, Fuzzy, AHP, SIG, Inundações

Resumo

O dados provenientes de Sensoriamento Remoto (SR) quando integrados a Sistemas de Informações Geográficas (SIG) permitem identificar, reduzir e reestruturar diferentes questões ambientais relacionadas ao planejamento urbano. Tratando-se de fenômenos naturais severos, como é o caso das inundações, essas questões podem envolver vidas humanas, bens materiais e infraestruturas decisivas. Nessa conjuntura, o presente trabalho desenvolveu um modelo de análise multicritério de apoio à decisão do tipo fuzzy com pesos de evidências aliado à Análise Hierárquica de Processos (AHP).  As análises e aplicações do trabalho utilizaram dados e métodos de sensoriamento remoto e geoprocessamento para determinar riscos à inundação em áreas do município de Nova Lima na região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Na construção dos modelos, foram utilizadas diversas variáveis de entrada, tais como: Modelo Digital de Elevação (MDE), Declividade, Uso e Ocupação do Solo, Área de Preservação Hidrográfica Permanente, Isoietas Climáticas, Geologia e Tipo de Solo. A fuzzificação por pesos de evidência foi realizada para identificar regiões aptas e não aptas em relação à inundação para cada variável, produzindo-se mapas individuais valorados de 0 a 1. Na composição do processo, utilizou-se o método AHP na multiplicação dos mapas fuzzificados por meio de notas de especialistas e de pesquisa bibliográfica produzindo-se um mapa crítico com os níveis de susceptibilidade à inundação. A validação dos resultados do estudo foi feita por meio da comparação com dados de referência preexistentes obtidos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD), da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) e de informações locais. O processo de validação apresentou coerência de 86%, indicando a eficácia da metodologia desenvolvida. A execução simples, o baixo custo e a coerência dos resultados obtidos deixa evidente o caráter inovador  da metodologia. Portanto, a identificação das áreas susceptiveis ao risco à inundação usando a metodologia fuzzy e AHP, mostrou-se importante para identificar áreas que necessitam de maior atenção do poder público e de investimentos em ações de proteção, prevenção e mitigação. Dessa forma, o estudo é uma contribuição para a gestão de riscos e desastres em áreas atingidas por inundação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRAGHIN M.A.; SILVA, A.B. Proposta de Novo Método de Análise Booleana em Pesquisa Metalogenética. Caderno de Informação Georeferenciadas,1:2, 1997.

COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS - CPRM. Projeto APASul RMBH: uso e cobertura da terra, mapas cobertura e uso da terra, escala 1:50.000, Graziela da S. Rocha Oliveira, Patrícia D. Jacques, Edgar Shinzato - Belo Horizonte:

SEMAD/CPRM, 2005.

COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS – CPRM. Carta de Suscetabilidade a Movimento Gravitacionais de Massa e Inundações – Municipio de Nova Lima. Março de 2015. Disponível em: <http://rigeo.cprm.gov.br/xmlui/bitstream/handle/doc/14945/CS- NovaLima.pdf?sequence=1>Acesso: 24 de Março de 2018.

CAMPOS, A. R. Análise espaço-temporal da expansão dos plantios florestais comerciais no Brasil sob a condição de minimização de impactos negativos e potenciais conflitos. Revista GEOgrafias, Edição Especial - II Simpósio Modelagem de

Sistemas Ambientais e Gestão da Paisagem: Desafios e aplicações, p. 8-22, 2017.

COSTA, E. L, SOUZA, I. N. P., OLIVEIRA, K. K. R., HERCULANO, R. N., SOARES FILHO, B. Modelagem espacial da expansão da mancha urbana de Mateus Leme/MG. Revista GEOgrafias, Edição Especial - II Simpósio Modelagem de Sistemas mbientais

e Gestão da Paisagem: Desafios e aplicações, p. 99-106, 2017.

ECKHARDT, R. R., SALDANHA, D. L., ROCHA, R. S., 2008. Modelo Cartográfico aplicado ao mapeamento das áreas urbanas sujeitas às inundações na cidade de lajeado/ RS. Revista Brasileira de Cartografia [online] 60. Disponível: http://www.lsie.unb.br/rbc/index.php/rbc/article/view/335. Acesso: 03 de abril 2017.

ESRI, Enviromental Systems Research Institute. Html Help Control Version 10, disponível: http://help.arcgis.com/en/arcgisdesktop/10.0/help/index.html#/How_Edit_TIN_3D_Analyst_works/00q90000007w000000/ >, acessado em 28 de março de 2017.

FORMAN, RICHARD T.T. Land mosaics: The ecology of landscapes and regions. Cambridge, Cambridge University Press, 1995.

FRANÇA, B. T., RIBEIRO, C. B de M., 2003. Modelagem hidrológica e hidráulica para mapeamento de áreas de risco de inundações urbanas na bacia hidrográfica do rio Pomba. XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos.

GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. da. (org) Impactos Ambientais Urbanos no Brasil. 2 ed., Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.416p.

HIRATA, E., GIANNOTTI, M. A., LAROCCA, A. P. C; QUINTANILHA, J. A., 2013. Mapeamento Dinâmico e Colaborativo de Alagamentos na Cidade de São Paulo. Boletim de Ciência Geodésicas [online] 19, 602-623. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/bcg/v19n4/a06v19n4.pdf. Acesso: 03 de abril 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Disponível em: http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?dados=11&uf=00 Acesso: 04 de Abril de 2017.

LEAO, R. P - Carta de suscetibilidade a movimentos gravitacionais de massa de Nova Lima - MG. Dissertação de Mestrado – UFOP, 2016.

MARCELINO, E. V., NUNES, L. H., KOBIYAMA, M. 2006. Mapeamento de risco de desastres naturais do Estado de Santa Catarina. Caminhos de Geografia 8, 72 - 84.

QUINHONEIRO, F. H. F., Desenvolvimento de Metodologia de Análise de indicadores de sustentabilidade como ferramenta para tomada de decisão utilizando lógica fuzzy. Dissertação de Mestrado em Ciências na Área de Tecnologia Nuclear ‐ Reatores. Instituto De Pesquisas Energéticas E Nucleares. USP. São Paulo. 2015.

PMSB – Plano Municipal de Saneamento Básico de Nova Lima/MG. Produto I/V Diagnostico Setorial. Caracterização socio-econômica e geoambiental, Maio de 2016.PDM-NL – Plano Diretor do Municipio de Nova Lima, Lei Municipal

/2007.

PMSB – Plano Municipal de Saneamento Básico de Nova Lima – MG. Produto I/V Diagnostico Setorial. Caracterização socioeconômica e geoambiental, maio de 2016.

RODRIGUES, D.S.; SILVA, A.N.R.; RAMOS, R.A.R.; MENDES, J.F. G. Avaliação multicritério da acessibilidade em ambiente SIG. In: VII Encontro de Utilizadores de Informação Geográfica, Lisboa, 2002. 13p.

SANTANA, C. F. Mapeamento Das Áreas De Risco De Inundação No Município De João Monlevade - Mg, Com A Utilização De SIG. V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental Belo Horizonte/MG – 24 a 27/11/2014

SAATY, T. L. The Analytic Hierarchy Process: Planning, Priority Setting, Resource Allocation. New York: McGraw-Hill, 1980.

SILVA, A. P. M. Elaboração de Manchas de Inundação para o Município de Itajubá, utilizando SIG. Itajubá, MG. UNIFEI. Engenharia da Energia. 2006.

SILVA, J. X. DA; ZAIDAM, R. T. (org) Geoprocessamento & Análise Ambiental: Aplicações. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004. 368p.

SILVA JUNIOR, C. H. L. Lógica Fuzzy e Processo Analítico Hierárquico (AHP) aplicados ao Zoneamento de Áreas Suscetíveis a Deslizamentos: Uma Revisão. Revista Monografias Ambientais - REMOA v. 14, n.3, Set-Dez. 2015, p.42-58 Revista do

Centro de Ciências Naturais e Exatas - UFSM, Santa Maria e-ISSN 2236 1308 - DOI: 10.5902/2236130818976 2015.

SOUZA, M., P., Utilização de Lógica Fuzzy no Apoio à Decisão Multicritério. Dissertação de Mestrado 2006. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

SUI, D.Z.A. Fuzzy GIS modeling approach for Urban land evaluation. Computers, Environment and Urban Systems, 16(2): 101-115, 1992.

UFMG/CODEMIG. Baltazar, O.F.; Baars F.J.; Lobato, L.M.; Reis, L.B.; Achtschin, A.B.; Berni, G.V.; Silveira, V.D. 2005. Mapa Geológico na Escala 1: 50.000 comNota Explicativa. In: Projeto Geologia do Quadrilátero Ferrífero - Integração e Correção Cartográfica em SIG com Nota Explicativa. Lobato et al. (2005). Belo Horizonte.

UFV - CETEC - UFLA - FEAM. Mapa de solos do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte, Fundação Estadual do Meio Ambiente, 2010. 49p. Disponível em:<http://www.feam.br/noticias/1/949-mapas-de-solo-do-estado-de-minas-gerais> Acesso em: 04 de abr. de 2017.

WRIGHT, J. T. C.; GIOVINAZZO, R. A. Delphi: uma ferramenta de apoio ao planejamento prospectivo. Cadernos de Pesquisa em Administração, São Paulo, v. 1, n. 12, p. 54-65, 2000

Downloads

Publicado

2020-02-26

Como Citar

Ramos, J. R. L. ., Elmiro, M. A. T. ., Nero, M. A., Temba, P. da C. ., & Rosa, G. (2020). Lógica fuzzy associada ao risco de inundação no município de Nova Lima/MG. Revista Geografias, 26(2), 125–144. https://doi.org/10.35699/2237-549X .2018.19369

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)