Saberes e práticas do pedagogo como coordenador pedagógico

Palavras-chave: Coordenação pedagógica, Formação do pedagogo, Saberes e práticas pedagógicas

Resumo

O presente artigo visa suprir uma lacuna existente nas produções acadêmicas acerca dos saberes e práticas necessários ao pedagogo para atuação na coordenação pedagógica das escolas. Problematizando questões diversas sobre essa temática, busca promover uma reflexão profícua nos meios acadêmicos, sobretudo nas faculdades de educação, agências encarregadas da formação do pedagogo. A coordenação pedagógica está relacionada a um cargo ou a uma função? O termo “coordenador pedagógico” constituiuse, apenas, como atenuante para a conotação negativa do termo “supervisor pedagógico”, aquele que exercia mera atividade controladora da prática pedagógica docente? O que se espera hoje da atuação dos profissionais que coordenam a prática pedagógica dos/as professores/as? Quais saberes devem possuir? Qual o seu principal papel? Pode-se considerar o coordenador pedagógico o “educador do educador”? Esperase contribuir para o debate e evidenciar os saberes e práticas demandadas a esse profissional e que devem fazer parte de sua formação profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Quirino, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG)

Pedagoga pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNIBH); mestre em Educação Tecnológica pelo CEFET-MG; doutora em Educação pela Faculdade de Educação (FaE) da UFMG, com estágio pós-doutoral concluído na mesma instituição. Professora adjunta do CEFET-MG, no qual atua como docente no Programa de Pós-Graduação em Educação Tecnológica (PPGET) e no Programa Especial de Formação Pedagógica de Docentes (PEFPD). Atua como pesquisadora na área de formação e qualificação profissional, dialogando, sobretudo, com as relações de gênero na Ciência e Tecnologia (C&T), no trabalho e na educação profissional e tecnológica. Na formação docente, atua nas áreas de Didática e Estágio Supervisionado.

Referências

ALARCÃO, Isabel. (Org.) Escola reflexiva e supervisão:uma escola em desenvolvimento e aprendizagem. Porto: Porto Editora, 2001.

ALMEIDA, P. C. A; BIAJONE. J. Saberes docentes e formação inicial de professores: implicações e desafios para as propostas de formação. São Paulo, Educação e Pesquisa, v. 33. n. 2, p. 281-295, mai./ago. 2007.

ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. Petrópolis: Vozes, 2000.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Ministério da Educação. Referenciais para formação de professores. Brasília, 2002.

ENRICONE, Délcia. (Org.) Ser professor. Porto Alegre: EDIPURS, 2004.

FALCÃO FILHO, José Leão Marinho. Escola: ambientes, estruturas, variáveis e competências. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação. Belo Horizonte. Vol. 8. jul. /set. 2000.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1977.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

GAUTHIER, C. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí, Rio Grande do Sul: Editora Unijuí, 2013.

LEITE, Yoshie U. F. A formação de professores em nível de 2º grau e a melhoria do ensino da escola pública. 1995. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, UNICAMP, Campinas, 1995.

MARX, Karl. Os pensadores. 2. ed. São Paulo: Abril, 1978.

PICONEZ, Stela. (Coord.) A prática de ensino e o estágio supervisionado. Campinas: Papirus, 1991.

PIMENTA, Selma Garrido. O pedagogo na escola pública. São Paulo: Vozes, 1992.

PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores – unidade, teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1994.

PIMENTA, Selma Garrido. Pedagogia, ciência da educação? São Paulo: Cortez, 1996.

PIMENTA, Selma Garrido. (Org.) Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 2002.

SANTOS, Lucíola Licínio de Castro Paixão; OLIVEIRA, Nilza Helena de. O coordenador pedagógico no contexto de gestão democrática da escola. Disponível em: https://www.google.com.br/o-coordenador-pedagogico-no-contexto-de-gestao-democratica-da-escola. Acesso em 2 mai. 2015.

SAVIANI, Dermeval. O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. In: FERRETI, Celso João et al.Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis-RJ: Vozes, 1994.

SAVIANI, Dermeval. Os saberes implicados na formação do educador. IV Congresso estadual paulista sobre formação de educadores. Águas de São Pedro-SP, mai. 1996. Anais.

TARDIF, Maurice. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, n. 13. Jan./fev./mar./abr. 2000.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes & formação profissional. Petrópolis-RJ: Vozes, 2002.

THERRIEN, Jacques. A pedagogia e o/a pedagogo/a na sociedade contemporânea: os saberes da racionalidade de uma profissão. Fórum Nacional de Pedagogia. Pedagogia: formação, identidades, práticas. Belo Horizonte, 11 a 14 jul. 2004. Anais.

TOMASI, Antônio. (Org.) Da qualificação à competência: pensando o século XXI. Campinas-SP: Papirus, 2004.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. São Paulo: Libertad, 2002.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

Publicado
2016-01-07
Como Citar
QUIRINO, R. Saberes e práticas do pedagogo como coordenador pedagógico. Revista Docência do Ensino Superior, v. 5, n. 2, p. 31-56, 7 jan. 2016.
Seção
Artigos