Reflexões sobre a saúde docente no contexto de mercantilização do ensino superior

Autores

  • Daniel Alberto Santos e Santos Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana, BA, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-6695-3638
  • Caroline Almeida de Azevedo Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana, BA, Brasil.
  • Tânia Maria de Araújo Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana, BA, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-2766-7799
  • Jorgana Fernanda de Souza Soares Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2016.2105

Palavras-chave:

Saúde, Docente, Ensino superior, Mercantilização

Resumo

As modificações sociopolíticas e econômicas intensificadas a partir da década de 1990 produziram diversas mudanças no âmbito do trabalho docente. O modelo de organização passou a exigir maior produtividade e qualificação profissional cada vez mais especializada, com base na acentuação do trabalho, provocando, assim, o surgimento de novas atribuições, as quais vêm repercutido negativamente na saúde desses profissionais. Nesse cenário, os docentes passam a conviver com um ambiente precarizado, regido pela lógica empresarial, levando a situações de sobrecarga, de estresse e de competição, além de fragilizar as relações interpessoais e dificultar o uso adequado do tempo livre, aspectos esses que comprometem a qualidade de vida dos docentes. Nesse contexto, e entendendo que a forma como as condições de trabalho são estruturadas desempenha papel crucial no processo saúde-doença ocupacional, o presente ensaio teórico tem como finalidade problematizar o processo de mercantilização nas universidades brasileiras e os efeitos desse processo na saúde docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Alberto Santos e Santos, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana, BA, Brasil.

Mestrando em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Possui graduação em Psicologia pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). Especialista em Saúde Mental com Ênfase em Dependência Química. Pesquisador integrante do Núcleo de Epidemiologia (NEPI-UEFS).

Caroline Almeida de Azevedo, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana, BA, Brasil.

Mestranda em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS); especialista em Psicologia do Trânsito (UNIP); graduada em Psicologia pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), Feira de Santana – Bahia, Brasil; pesquisadora integrante do Núcleo de Epidemiologia (NEPI-UEFS).

Tânia Maria de Araújo, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana, BA, Brasil.

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestrado em Saúde Comunitária pela Universidade Federal da Bahia, doutorado em Saúde Pública pela Universidade Federal da Bahia e pós-doutorado na University of Massachusetts. Professora titular da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Jorgana Fernanda de Souza Soares, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA, Brasil.

Bacharel, licenciada (licenciatura plena) e mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Doutora em Saúde Pública com área de concentração em Epidemiologia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora adjunta no Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da Bahia – Universidade Federal da Bahia e colaboradora do Programa de PósGraduação em Saúde Coletiva da Universidade Estadual de Feira de Santana.

Downloads

Publicado

2016-05-23

Como Citar

SANTOS, D. A. S. e; AZEVEDO, C. A. de; ARAÚJO, T. M. de; SOARES, J. F. de S. Reflexões sobre a saúde docente no contexto de mercantilização do ensino superior. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 6, n. 1, p. 159–186, 2016. DOI: 10.35699/2237-5864.2016.2105. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2105. Acesso em: 20 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)