Recursos educacionais e multimodalidade na construção de significados em aulas de Estereoquímica do Ensino Superior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2023.40897

Palavras-chave:

meios mediacionais, recursos educacionais, modos semióticos, Química Orgânica, Ensino Superior

Resumo

Neste trabalho, analisamos aspectos da ação performática de duas professoras de Química Orgânica de uma universidade federal, em termos de uso de modos semióticos (por exemplo fala, gestos, proxêmica e olhar) e recursos educacionais (como representações em quadro e tela e modelos moleculares 3D). Os dados foram coletados a partir da videogravação de aulas das professoras, ministradas a graduandos em Química (Licenciatura, Bacharel e Tecnológica). Para a análise, selecionamos as aulas nas quais elas ensinavam Estereoquímica e identificamos, caracterizamos e analisamos os modos semióticos e os recursos educacionais que elas utilizaram para explicar a “regra do giro”. Como alguns resultados principais, observamos que o uso de modos semióticos pelas professoras era idiossincrático e influenciado pelo recurso educacional escolhido para ensinar. Além disso, observamos que rotas de ação com recursos e modos possibilitaram diferentes maneiras de construir significados. Assim, tecemos considerações sobre a importância de professores explorarem as possibilidades que os modos semióticos e os recursos educacionais apresentam na construção de significados em aulas de Química do Ensino Superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Oliveira, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP, Brasil.

Professor Doutor de Ensino de Química na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Licenciado em Química, Mestre e Doutor em Educação e Ciências pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Referências

BURKE, Kenneth. A grammar of motives. Berkeley: University California Press, 1969.

BUTY, Christian; MORTIMER, Eduardo Fleury. Dialogic/authoritative discourse and modelling in a high school teaching sequence on optics. International Journal of Science Education, v. 30, n. 12, p. 1635-1660, 2008. DOI: https://doi.org/10.1080/09500690701466280. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/09500690701466280?. Acesso em: 10 jul. 2023.

CRYSTAL, David. Prosodic systems and intonation in english. Cambridge: University of Cambridge Press, 1969.

CUNHA, Maria Isabel. O bom professor e sua prática. 21. ed. São Paulo: Papirus, 2009.

GIBSON, James J. The ecological approach to visual perception. Hillsdale: Lawrence Erlbaum, 1986.

HALL, Edward T. A system for the notation of proxemic behavior. American Anthropologist, v. 65, n. 5, p. 1003-1026, 1963.

HALLIDAY, Michael A. K.; MATTHIESSEN, Christian M. I. M. Introduction to functional grammar. London: Arnold. 2014.

INGOLD, Tim. Tres en uno: Como disolver las distinciones entre cuerpo, mente e cultura. In: CRIADO, Tomás Sánchez. Tecnogénesis: la construcción técnica de las ecologias humanas. Madrid: AIBR. 2008, p. 1-33.

JEWITT, Carey. Technology, literacy, learning: a multimodality approach. London: Routledge, 2006.

KENDON, Adam. Gesture: visible action as utterance. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

KRESS, Gunther; JEWITT, Carey; OGBORN, Jon; TSATSARELIS, Charalampos. Multimodal teaching and learning: the rhetorics of the Science classroom. London: Continuum, 2001.

KRESS, Gunther. Multimodality: a social semiotic approach to contemporary communication. New York: Routledge, 2009.

LEMKE, Jay L. Talking Science: language, learning, and values. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

MORTIMER, Eduardo Fleury; MASSICAME, Tomas; BUTY, Christian; TIBERGHIEN, Andrée. Uma metodologia para caracterizar os Gêneros de Discurso como tipos de estratégias enunciativas nas aulas de Ciências. In: NARDI, Roberto. A Pesquisa em Ensino de Ciência no Brasil: Alguns Recortes. São Paulo: Escritura, 2007. p. 53-94.

MORTIMER, Eduardo Fleury; QUADROS, Ana Luiza. Multimodalidade no Ensino Superior. Ijuí: Unijuí, 2018.

NEVILE, Maurice. Looking for action talk and gaze: home position in the Airline Cockpit. Australian Review of Applied Linguistics, v. 33, n. 1, p. 3.1-3.21, 2010. DOI: https://doi.org/10.2104/aral1003.

NORRIS, Sigrid. Analyzing Multmodal Interaction: a methodological framebook. New York: Routledge, 2004.

OLIVEIRA, Leandro Antônio; SÁ, Eliane Ferreira; MORTIMER, Eduardo Fleury. Transformação da ação mediada a partir da ressignificação do uso de objetos mediadores em aulas do ensino superior. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, p. 251-274, 2019. DOI: https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2019u251274. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4951. Acesso em: 12 jul. 2023.

OLIVEIRA, Leandro Antônio; MORTIMER, Eduardo Fleury. Os percursos de transformação da ação mediada por recursos educacionais: O ponto de vista de uma professora de Química Orgânica de Ensino Superior. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 22, p. 1-24, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1983-21172020210134. Disponível em: https://www.scielo.br/j/epec/a/B6hCZQzhhqWHb6hmPMdfFmk/?lang=pt. Acesso em: 12 jul. 2023.

OLIVEIRA, Leandro Antônio; MORTIMER, Eduardo Fleury. Percepções de professores de Química do Ensino Superior sobre o uso de modelos moleculares em seus percursos profissionais. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, p. 1-29, 2022. DOI: https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2022u935963. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/38016. Acesso em: 12 jul. 2023.

QUADROS, Ana Luiza de; MORTIMER, Eduardo Fleury. Fatores que tornam o professor de Ensino Superior bem-sucedido: analisando um caso. Ciência & Educação, Bauru, v. 20, n. 1, p. 259-278, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/1516-731320140010016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/TJjxpFsfS5wkLRnLwT94fsj/?lang=pt. Acesso em: 12 jul. 2023.

QUADROS, Ana Luiza; GIORDAN, Marcelo. Rotas de transição modal e o ensino de representações envolvidas no modelo cinético molecular. Investigações em Ensino de Ciências, v. 24, n. 3, 2019. DOI: https://doi.org/10.22600/1518-8795.ienci2019v24n3p74. Disponível em: https://ienci.if.ufrgs.br/index.php/ienci/article/view/1296. Acesso em: 12 jul. 2023.

VYGOTSKY, Lev Semenovich. Mind in society: The development of higher psychological processes. Cambridge: Harvard University Press, 1978.

WERTSCH, James. Mind as action. New York: Oxford Uni Press, 1998.

Downloads

Publicado

18-08-2023

Como Citar

OLIVEIRA, L. Recursos educacionais e multimodalidade na construção de significados em aulas de Estereoquímica do Ensino Superior. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 13, p. 1–21, 2023. DOI: 10.35699/2237-5864.2023.40897. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/40897. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos