Repercussões da pandemia de COVID-19 na saúde mental, estado de ânimo e atividades escolares de adolescentes brasileiros

Autores

  • Ariana Paula da Silva Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Belo Horizonte, MG - Brasil. https://orcid.org/0000-0002-3970-1416
  • Crizian Saar Gomes Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública. Belo Horizonte, MG - Brasil. https://orcid.org/0000-0001-6586-4561
  • Kênia Lara Silva Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Aplicada. Belo Horizonte, MG - Brasil. https://orcid.org/0000-0003-3924-2122
  • Deborah Carvalho Malta Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Saúde Pública. Belo Horizonte, MG - Brasil. https://orcid.org/0000-0002-8214-5734
  • Maria Imaculada de Fátima Freitas Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Saúde Pública. Belo Horizonte, MG - Brasil. https://orcid.org/0000-0002-0273-9066

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2022.38632

Palavras-chave:

Adolescente, COVID-19, Saúde Mental, Isolamento social, Brasil

Resumo

Objetivo: compreender as repercussões do distanciamento social no estado de ânimo, na saúde mental e nas atividades escolares de adolescentes brasileiros durante a pandemia de COVID-19, comparando os resultados obtidos por uma pesquisa nacional quantitativa e uma investigação qualitativa. Métodos: estudo de métodos mistos, utilizou-se a triangulação de dados para cotejar os resultados obtidos nas duas investigações: eixo quantitativo, desenvolvido com a aplicação de um questionário virtual em âmbito nacional, do qual participaram 9.740 adolescentes; no eixo qualitativo, conduzido por investigadores da Universidade Federal de Minas Gerais, foram realizados grupos focais com 27 adolescentes. Foram avaliadas questões relacionadas à qualidade do sono, atividades escolares, sentimentos e emoções vivenciados neste período. Resultados: entre 25%-50% dos adolescentes referiram sintomas como solidão, nervosismo, mau humor, irritabilidade e tristeza durante o período de distanciamento social. Alterações na qualidade de sono foram percebidas por 23,9%, além de dificuldades relacionadas ao ensino à distância. O componente qualitativo desvelou de forma mais aprofundada os aspectos relacionados à saúde mental e estado de ânimo dos adolescentes. Conclusão: os resultados obtidos em ambas investigações demonstraram piora na saúde mental e estado de ânimo dos adolescentes durante o período de distanciamento social. A saúde mental foi umas das mais afetadas, com piora do desempenho escolar, sofrimento emocional e problemas de sono. Compreender esses diferentes aspectos da experiência pode ajudar a traçar estratégias que minimizem tais repercussões e que garantam o desenvolvimento integral e saudável dos adolescentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Jiang L, Dphil KT, Levin PM, Irfan O, Morris SK, Wilson PK, et al. COVID-19 and multisystem inflammatory syndrome in children and adolescents. Lancet Infect Dis. 2020[citado em 2022 fev. 5];20:276-88. Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/laninf/article/PIIS1473-3099(20)30651-4/fulltext

Barros MBA, Malta DC, Szwarcwald CL, Azevedo RCS, Romero D, Souza Júnior PRB, et al. Relato de tristeza/depressão, nervosismo/ansiedade e problemas de sono na população adulta brasileira durante uma pandemia de COVID-19. Epidemiol Serv Saúde. 2020[citado em 2022 jan. 15];29(4):e2020427. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s1679-49742020000400018

Abawi O, Willing MS, Van Den Eynde E, Van Rossum EFC, Halberstadt J, Van Den Akker ELT, et al. COVID-19 related anxiety in children and adolescents with severe obesity: A mixed- methods study. Clin Obes. 2020[citado em 2021 mar. 24];10(6):e12412. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7685119

Nissen JB, Hojgaard DRMA, Thomsen PH. The immediate effect of COVID-19 pandemic on children and adolescents with obsessive compulsive disorder. BMC Psychiatry. 2020[citado em];20:511. Disponível em: https://doi.org/10.1186/s12888-020-02905-5

Miliauskas CR, Faus DP. Saúde Mental de adolescentes em tempos de COVID-19: desafios e possibilidades de enfrentamento. Physis: Revista de Saúde Coletiva. 2020[citado em 2021 mar. 25];30(4). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000400301

Loads ME, Chatburn E, Sweeney NH, Reymolds S, Shafran R, Brigden A, et al. Rapid Systematic Review: The impact of social isolation and loneliness on the mental health of children and adolescents in the context of COVID-19. J Am Acad Child Adolesc Psychiatr. 2020[citado em 2021 mar. 26];59(11):1218-39. Disponível em: https://jaacap.org/article/S0890-8567(20)30337-3/fulltext

Zhou J, Yuan X, Qi H, Liu R, Li Y, Huang H, et al. Prevalence of depression and its correlative factors among female adolescents in China during the coronavirus disease 2019 outbreak. Global Health. 2020[citado em 2021 mar. 26];16(19). Disponível em: https://globalizationandhealth.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12992-020-00601-3

Saurabh K, Ranjan S. Compliance and psychological impact of quarantine in children and adolescents due to COVID-19 pandemic. Indian J Pediatr. 2020[citado em 2021 abr. 12];29:1-5. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7257353

Santos KSS, Ribeiro MC, Queiroga DEU, Silva IAP, Ferreira SMS. O uso de triangulação múltipla como estratégia de validação em um estudo qualitativo. Ciênc Saúde Colet. 2020[citado em 2022 jan. 10];25(2). Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232020252.12302018

Denzin N. The research act: a theoretical introduction to sociological methods. Routledge: London; 2009.

Carter N, Lucosius DB, DiCenso A, Blythe J, Neville AJ. The use of triangulation in qualitative research. Oncol Nurs Forum. 2014[citado em 2022 jan. 23];41(5):545-47. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1188/14.ONF.545-547

Minayo MCS, Souza ER, Constantino P, Santos NC. Métodos, técnicas e relações em triangulação. Rio de Janeiro, Fiocruz, 2005. p. 71-103.

Gagnon JH. Uma interpretação do desejo: ensaios sobre o estudo da sexualidade. Tradução Lucia Ribeiro da Silva. Rio de Janeiro: Garamond, 2006.

POPE, C.; MAYS, N. (org.).Pesquisa qualitativa na atenção à saúde. Tradução Ananry Porto Fajardo. 3ªed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 172p. Original inglês.

Demazière D, Dubar C. Analyser les entretiens biographiques, l'exemple de récits d'insertion. Paris: Nathan, Coll. Essais & recherches, 1997. 350 p.

Barthes R, Greimas AJ, Bremond C, Eco U, Gritti J, Morin V, et al. Introdução à análise Estrutural da narrativa In: BARTHES, R. A aventura semiológica. São Paulo: Martins Fontes, 2001. 272 p.

Nabuco G, Oliveira MHPP, Afonso, MPD. O impacto da pandemia pela COVID-19 na saúde mental: qual é o papel da Atenção Primária à Saúde? Rev Bras Med Fam Comunidade. 2020[citado em 2021 jul. 6];15(42):2532. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/2532

Qi M, Zhou SJ, Guo ZC, Zhang LG, Min HJ, Li XM, et al. The effect of social support on mental health in chinese adolescents during the outbreak of COVID-19. J Adolesc Health. 2020[citado em 2021 mar. 29];67(4):514-18. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7395830

Szwarcwald CL, Malta DC, Barros MBA, Souza Júnior PRB, Romero D, Almeida WS, et al. Associações de Fatores Sociodemográficos e Comportamentos de Saúde com o Bem-Estar Emocional de Adolescentes durante a Pandemia de COVID-19 no Brasil. Int J Environ Res Public Health. 2021[citado em 2021 jul. 6];18(11):6160. Disponível em: https://doi.org/10.3390/ijerph18116160

Chen S, Cheng Z, Wu J. Fatores de risco para a saúde mental dos adolescentes durante a pandemia COVID-19: uma comparação entre Wuhan e outras áreas urbanas na China. Global Health. 2020[citado em 2021 mar. 28];16:96. Disponível em: https://globalizationandhealth.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12992-020-00627-7#citeas

Panda PK, Gupta J, Chowdhury SR, Kumar R, Meena AK, Madaan P, et al. Psychological and behavioral impact of lockdown and quarantine measures for COVID-19 pandemic on children, adolescents and caregivers: A systematic review and meta-analysis. J Trop Peditr. 2020[citado em 2021 maio 4];67(1):1-13. Disponível em: https://doi.org/10.1093/tropej/fmaa122

Adarkwah MA. A strategic approach to onsite learning in the era of SARS-COV-2. SN Comput SCI. 2021[citado em 2021 jun. 7];2(4):258. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s42979-021-00664-y

Arquivos adicionais

Publicado

2022-09-23

Como Citar

1.
Silva AP da, Gomes CS, Silva KL, Malta DC, Freitas MI de F. Repercussões da pandemia de COVID-19 na saúde mental, estado de ânimo e atividades escolares de adolescentes brasileiros. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 23º de setembro de 2022 [citado 30º de setembro de 2022];26. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/38632

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)