Consumo de alimentos açucarados e qualidade do sono no primeiro ano de vida

Dados de uma coorte de nascimentos no nordeste do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2022.38794

Palavras-chave:

Sono, Crianças, Açúcares

Resumo

Objetivo: investigar a duração do sono (DS), a frequência de despertares noturnos (DN) e o consumo de alimentos açucarados no primeiro ano de vida e verificar a associação entre o consumo desses alimentos e a má qualidade do sono. Métodos: a população do estudo foi composta de 179 crianças integrantes de uma coorte de nascimentos de Rio Largo-AL. As mães foram questionadas sobre a oferta regular de alimentos açucarados (açúcar/farinhas de cereais instantâneas com açúcar/bebidas açucaradas/doces) e o sono foi investigado pelo questionário traduzido e validado Brief Infant Sleep Questionnaire. Foram considerados indicadores de má qualidade do sono DS<12h e DN>2. Os testes de qui-quadrado de Pearson e exato de Fisher foram adotados para verificar associações entre o consumo de açucarados e a má qualidade do sono aos seis e 12 meses (p<0,05). Resultados: mais da metade das crianças apresentou DS<1 2h (60,3%) e cerca de ¼ DN>2. O consumo regular de pelo menos uma das categorias de açucarados foi verificado entre 50,6, 91,1 e 100% das crianças aos três, seis e 12 meses de idade, respectivamente. Não foram encontradas associações entre o consumo desses alimentos e os indicadores de má qualidade de sono. Conclusão: o consumo de açucarados e a má qualidade de sono foram frequentes em nosso estudo, no entanto, não se identificou associação entre as variáveis. Mais investigações são necessárias para elucidar como o sono e a alimentação se inter-relacionam e se potencializam mutuamente como fatores determinantes do crescimento e desenvolvimento de lactentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Tham EK, Schneider N, Broekman BF. Infant sleep and its relation with cognition and growth: a narrative review. Nat Sci Sleep. 2017[citado em 2020 ago. 26];9(1):135-49. Disponível em: https://doi.org/10.2147/NSS.S125992

Trosman, I, Ivanenko, A. Classification and Epidemiology of Sleep Disorders in Children and Adolescents. Child Adolesc Psychiatric Clin N Am. 2020[citado em 2021 out. 27];30(1):47-64. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.chc.2020.08.002

Hirshkowitz M, Whiton K, Albert SM, Alberth EM, Alessi C, Bruni O. National Sleep Foundation`s sleep time duration recommendations: methodology and results summary. Sleep Health. 2015[citado em 2020 ago. 22];1(1):40-3. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.sleh.2014.12.010

Ohayon M, Wickwire EM, Hirshkowitz, M, Albert SM, Avidan A, Daly FJ, et al. National Sleep Foundation`s sleep quality recommendations: first report. Sleep Health. 2017[citado em 2020 ago. 22];3(1):6-19. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.sleh.2016.11.006

Chaput JP, Gray CE, Poitras VJ, Carson V, Gruber R, Olds, T, et al. Systematic review of the relationships between sleep duration and health indicators in school aged children and youth. Appl Physiol Nutr Metab. 2016[citado em 2021 nov. 08];4:S266–S282. Disponível em: https://doi.org/10.1139/apnm-2015-0627

Reynaud E, Vecchierini MF, Heude B, Charles MA, Plancoulaine S. Sleep and its relation to cognition and behavior in preschool aged children of the general population: a systematic review. J Sleep Res. 2018[citado em 2021 nov. 08];27:e12636. Disponível em: https://doi.org/10.1111/jsr.12636

Gangwisch JE, Hale L, St-Onge MP, Choi L, LeBlanc ES, Malaspina D, et al. High glycemic index and glycemic load diets as risk factors for insomnia: analyses from the Women’s Health Initiative. Am J Clin Nutr. 2019[citado em 2020 nov. 06];111(2):1-11. Disponível em: https://doi.org/10.1093/ajcn/nqz275

Godos J, Grosso G, Castellano S, Galvano F, Caraci F, Ferri R. Association between diet and sleep quality: a systematic review. Sleep Med Rev. 2021[citado em 2021 nov. 09];57:101430.Disponível em: doi:10.1016/j.smrv.2021.101430

Ginkel MWH, Kool RE, Houtum L, Belmon LS, Huss A, Chinapaw MJM, Vrijkotte TGM. Potential determinants during ‘the first 1000 days of life’ of sleep problems in school-aged children. Sleep Medicine. 2020[citado em 2021 nov. 09];69:135-44. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.sleep.2019.12.020

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados estatísticos Rio Largo. 2019[citado em 2020 out. 26]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/al/rio-largo.html

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Guia alimentar para crianças brasileiras menores de 2 anos. Brasília: MS; 2019[citado em 2020 out. 18]. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/guia_da_crianca_2019.pdf

Nunes ML, Kampff JP, Sadeh A. BISQ Questionnaire for Infant Sleep Assessment: translated into Brazilian Portuguese. Sleep Sci. 2012[citado em 2021 nov. 09];5(3):89-91. Disponível em: http://www.sleepscience.org.br/details/50

Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério de Classificação Econômica Brasil 2015: atualização da distribuição de classes para 2016. 2016[citado em 2021 nov. 09];1-6. Disponível em: http://www.abep.org/criterio-brasil

Almeida GMF, Nunes ML. Sleep characteristics in Brazilian children and adolescents: a population-based study. Sleep Medicine. 2019[citado em 2021 nov. 03];X(1):100007. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.sleepx.2019.100007

Jenni OG. Typical Sleep Development. The Encyclopedia of Child and Adolescent Development. 2020[citado em 2021 nov. 09];1-16. Disponível em: https://doi.org/10.1002/9781119171492.wecad035

Kaar JL, Schmiege SJ, Kalkwarf HJ, Woo JG, Daniels SR, Simon SL. Longitudinal Assessment of Sleep Trajectories during Early Childhood and Their Association with Obesity. Child Obes. 2020[citado em 2021 nov. 09];16(3):211-7. Disponível em: https://doi.org/10.1089/chi.2019.0126

El Halal CS, Nunes ML. Sleep and weight-height development. J Pediatr. 2019[citado em 2021 nov. 03];95(l):2-9. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jped.2018.10.009

Zeron-Rugerio MF, Trinitat C, Izquierdo-Pulido M. Sleep Restriction and Circadian Misalignment: Their Implications in Obesity. In: Watson RR, Predy V, editors. Neurological modulation of sleep. Mechanisms and function of sleep health. Academic Press. 2020[citado em 2020 nov. 21];131-43. Disponível em: https://doi.org/10.1016/B978-0-12-816658-1.00014-4

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Atlas da Obesidade Infantil no Brasil. Brasília: MS; 2019[citado em 2021 nov. 03]. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/dados_atlas_obesidade.pdf

NCD Risk Factor Collaboration (NCD-RisC). Worldwide trends in body-mass index, underweight, overweight, and obesity from 1975 to 2016: a pooled analysis of 2416 population-based measurement studies in 128·9 million children, adolescents, and adults. Lancet. 2017[citado em 2021 nov. 09];16;390(10113):2627-42. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(17)32129-3

Budreviciute A, Damiati S, Sabir DK, Onder K, Schuller-Goetzburg P, Plakys G, et al. Management and Prevention Strategies for Non-communicable Diseases (NCDs) and Their Risk Factors. Front Public Health. 2020[citado em 2021 nov. 09];8:574111. Disponível em: https://doi.org/10.3389/fpubh.2020.574111

Nilson EAF, Andrade RCS, Brito DA, Oliveira ML. Custos atribuíveis a obesidade, hipertensão e diabetes no Sistema Único de Saúde, Brasil, 2018. Rev Panam Salud Publica. 2020[citado em 2021 nov. 09];44:e32. Disponível em: https://doi.org/10.26633/RPSP.2020.32

Sadeh A. A Brief Screening Questionnaire for Infant Sleep Problems: Validation and Findings for an Internet Sample. Pediatrics. 2004[citado em 2020 nov. 05];113(6):570-7. Disponível em: https://doi.org/10.1542/peds.113.6.e570

Arquivos adicionais

Publicado

08-04-2022

Como Citar

1.
Lima M de O, Fernandes JB, Oliveira PMB de, Menezes RCE de, Longo-Silva G, Marinho P de M, Silveira JAC da. Consumo de alimentos açucarados e qualidade do sono no primeiro ano de vida: Dados de uma coorte de nascimentos no nordeste do Brasil. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 8º de abril de 2022 [citado 4º de fevereiro de 2023];26. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/38794

Edição

Seção

Pesquisa