Conhecimento dos profissionais de enfermagem sobre dermatite associada a incontinência e lesão por pressão

Autores

  • Carla Lucia Goulart Constant Alcoforado Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica, Belo Horizonte MG , Brazil, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica. Belo Horizonte, MG – Brasil http://orcid.org/0000-0002-0907-6795
  • Fabiana Onesio Lopes Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica, Belo Horizonte MG , Brazil, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica. Belo Horizonte, MG – Brasil http://orcid.org/0000-0002-9342-2792
  • Raquel de Araújo Fernandes Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica, Belo Horizonte MG , Brazil, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica. Belo Horizonte, MG – Brasil http://orcid.org/0000-0002-3774-5845
  • Rafael Lima Rodrigues de Carvalho Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica, Belo Horizonte MG , Brazil, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica. Belo Horizonte, MG – Brasil http://orcid.org/0000-0003-3576-3748
  • Mariana Raquel Soares Guillen 3M, Serviços Profissionais da 3M do Brasil, Belo Horizonte MG , Brazil, 3M, Serviços Profissionais da 3M do Brasil. Belo Horizonte, MG – Brasil http://orcid.org/0000-0002-9478-3426
  • Flavia Falci Ercole Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica, Belo Horizonte MG , Brazil, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica. Belo Horizonte, MG – Brasil http://orcid.org/0000-0002-1356-0854
  • Tânia Couto Machado Chianca Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica, Belo Horizonte MG , Brazil, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica. Belo Horizonte, MG – Brasil http://orcid.org/0000-0002-8313-2791

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49806

Palavras-chave:

Cuidados de Enfermagem, Lesão por Pressão, Dermatite das Fraldas, Incontinência Fecal, Incontinência Urinária, Conhecimento

Resumo

A dermatite associada a incontinência (DAI) e lesão por pressão (LP) é dano que acomete a pele, principalmente de indivíduos hospitalizados em situações críticas. Esses eventos podem ter apresentação clínica semelhante, sendo fundamental que os profissionais de saúde saibam diferenciá-los. Este estudo visa avaliar o conhecimento da equipe de Enfermagem quanto à LP nos estágios 1 e 2 e da DAI em relação ao conceito, identificação, prevenção e tratamento. É pesquisa descritiva exploratória, transversal, com análise quantitativa, realizada com 76 profissionais de Enfermagem. Os dados foram coletados no mês de outubro de 2017 e foi realizada abordagem prévia com os profissionais para informá-los sobre a pesquisa e o questionário. O instrumento foi distribuído aos participantes durante o horário de trabalho, e estes o preencheram e retornaram aos pesquisadores. Foi aplicado questionário com questões sobre definição, avaliação e prevenção e tratamento da DAI e LP. O estudo revelou no teste de conhecimento que, entre as alterações cutâneas de DAI e LP, os acertos foram maiores naquelas questões sobre a DAI. Em relação à categoria avaliação, o índice de acertos foi próximo do médio (56,58%). Na categoria prevenção e tratamento, o maior percentual de acertos foi entre questões que envolviam a importância da capacitação dos profissionais e medidas de cuidados diretos ao paciente. Concluiu-se que, entre as afecções cutâneas DAI e LP nos estágios iniciais, os profissionais demonstraram menos conhecimento sobre a LP.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Beeckman D. A decade of research on Incontinence-Associated Dermatitis (IAD): evidence, knowledge gaps and next steps. J Tissue Viability. 2016[citado em 2017 set. 23];26(1):47- 56. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0965206X1600022X?via%3Dihub

Beeckman D, Campbell J, Campbell K, Chimentão D, Coyer F, Domansky R, et al. Proceedings of the Global IAD Expert Panel. Incontinence associated dermatitis: moving prevention forward. Wounds International Best Practice Principles. 2015[citado em 2017 set. 19]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/276468311_Proceedings_of_the_Global_IAD_Expert_Panel_Incontinence-associated_dermatitis_moving_prevention_forward

Black JM, Gray M, Bliss DZ, Kenneedy-Evans KL, Logan S, Baharestani MM, et al. MASD Part 2: incontinence-associated dermatits and intertriginous dermatitis. A Consensus. J Wound Ostomy Continence Nursi. 2011[citado em 2017 set. 22];38(4):359-70. Disponível em: https://insights.ovid.com/crossref?an=00152192-201107000-00009

National Pressure Ulcer Advisory Panel. The NPUAP serves as the authoritative voice for improved patient outcomes in pressure injury prevention and treatment through public policy, education and research. Washington, DC: NPUAP; 2016. [citado em 2017 set. 21]. Disponível em: http://www.npuap.org/.

Kottner J, Beeckman D. Incontinence-associated dermatitis and pressure ulcers in geriatric patients. G Ital Dermatol Venereol. 2015[citado em 2017 set. 20];150(6):717-29. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26186379.

Beeckman D, Schoonhoven L, Fletcher J, Furtado K, Heyman H, Paquay L, et al. Pressure ulcers and incontinence-associated dermatitis: effective ness of the Pressure Ulcer Classification education tool on classification by nurses. Qual Saf Health Care. 2010[citado em 2017 out. 01];19(4).1-4. Disponível em: https://qualitysafety.bmj.com/content/19Z5/e3

Martins DA, Soares FFR. Conhecimento sobre prevenção e tratamento de Úlceras de Pressão entre trabalhadores de Enfermagem em um hospital de Minas Gerais. Cogitare Enferm. 2008[citado em 2017 set. 15];13(1):83-7. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/11956

Baessa CEB, Meireles VC, Balan MAJ. Ocorrência de dermatite associada à incontinência em pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva. Rev Estima. 2014[citado em 2017 set. 15];12(2). Disponível em: https://www.revistaestima.com.br/index.php/estima/article/view/89

Rodrigues MM, Souza MS, Silva JL. Sistematização da assistência de Enfermagem na prevenção da Lesão Tecidual por Pressão. Cogitare Enferm. 2008[citado em 2017 set. 10];13(4):566-75.Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/13117/8875

Ercole FE, Macieira TGR, Wenceslau LCC, Martins AR, Campos CC, Chianca TCM. Revisão integrativa: evidências na prática do cateterismo urinário intermitente/demora. Rev Latino-Am Enferm. 2013[citado em 2017 set. 09];21(1). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v21n1/pt_v21n1a23

Conselho Nacional de Saúde (BR). Resolução n o 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília: CNS; 2012. [citado em 2017 set. 05]. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/reso466.pdf

Souza LM, Wegner W, Gorini MIPC. Educação em saúde: uma estratégia de cuidado ao cuidador leigo. Rev Latino-Am Enferm. 2007[citado em 2017 set. 19];15(2). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v15n2/pt_v15n2a22.pdf

Galvão NS, Serique MAB, Santos VLCG, Nogueira PC. Conhecimentos da equipe de Enfermagem sobre prevenção de úlceras por pressão. Rev Bras Enferm. 2017[citado em 2017 set. 19];70(2):312-8. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/reben/v70n2/pt_0034-7167-reben-70-02-0294.pdf

Fernandes LM, Caliri MHL, Haas VJ. Efeito de intervenções educativas no conhecimento dos profissionais de Enfermagem sobre prevenção de úlceras por pressão. Acta Paul Enferm. 2008[citado em 2017 set. 12];21(2):305-11. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v21n2/pt_a12v21n2.pdf

Gray M, Giuliano KK. Incontinence-Associated dermatitis and immobility as pressure injury risk factors a multisite epidemiologic analysis. J Wound Ostomy Continence Nurs. 2017[citado em 2017 nov. 03]. Disponível em: doi: 10.1097/W0N.0000000000000390. [Epub ahead of print]

Holroyd S. Incontinence-associated dermatitis: identification, prevention and care. Br J Nurs. 2015[citado em 2017 out. 11];4(9). Disponível em: https://www.magonlinelibrary.com/doi/10.12968/bjon.2015.24.Sup9.S37

Rolim JA, Vasconcelos JMB, Caliri MHL, Santos IBC. Prevention and treatment of pressure ulcers in the daily lives of intensivist nurses. Rev Rene. 2013[citado em 2017 out.11];14(1):148-57.Disponível em: http://connection.ebscohost.com/c/articles/88182393/prevention-treatment-pressure-ulcers-daily-lives-intensivist-nurses

Matozinhos FP, Velasquez-Melendez G, Tiensoli SD, Moreira AD, Gomes FSL. Factors associated with the incidence of pressure ulcer during hospital stay. Rev Esc Enferm USP 2017[citado em 2017 out. 11];51:e03223. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342017000100421

Publicado

09-05-2019

Como Citar

1.
Alcoforado CLGC, Lopes FO, Fernandes R de A, Carvalho RLR de, Guillen MRS, Ercole FF, Chianca TCM. Conhecimento dos profissionais de enfermagem sobre dermatite associada a incontinência e lesão por pressão. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 9º de maio de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49806

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>