Reconstruindo narrativas - mediação e conflitos de gênero e sexualidade no ambiente escolar

Autores

  • Igor Campos Viana Bacharel em Direito e mestrando da Linha História, Poder e Liberdade do Programa de Pós Graduação da Faculdade de Direito e Ciências do Estado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). http://orcid.org/0000-0002-8132-1185
  • Jéssica Luiza Moreira Barbosa Bacharel em Direito e mestranda linha Acesso à justiça do Programa de Pós Graduação da Faculdade de Direito e Ciências do Estado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). http://orcid.org/0000-0001-7733-164X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-8036.2017.5056

Resumo

Os conflitos de gênero e sexualidade no ambiente escolar são marcados por uma forte lógica naturalizadora de hierarquizações identitárias que ocultam sua própria historicidade. A partir dessa naturalização estabelece-se um complexo sistema de controle de identidades transgressoras que oprime e invisibiliza outras inteligibilidades de mundo possíveis. Nesse contexto, a mediação apresenta-se enquanto atividade promotora de intersubjetividade e intercompreensão que pode jogar luz sobre a historicidade e “não naturalidade” desse sistema. Uma possibilidade para que os sujeitos determinem autonomamente seus caminhos em direção a uma sociedade menos opressora e a uma democracia radical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-31

Como Citar

VIANA, I. C.; BARBOSA, J. L. M. Reconstruindo narrativas - mediação e conflitos de gênero e sexualidade no ambiente escolar. Revista de Ciências do Estado, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, 2017. DOI: 10.35699/2525-8036.2017.5056. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/5056. Acesso em: 20 ago. 2022.