Os tetos pintados da igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso, em Caeté

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2021.20511

Palavras-chave:

Pintura. Arte colonial. Minas Gerais.

Resumo

A exploração mineral na cidade de Caeté, Minas Gerais, ao longo do século XVIII, proporcionou a construção da Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso, que no decorrer dos anos oitocentos foi adornada com obras pictóricas que recobrem o forro da nave e sacristia. Nesse sentido, este texto tem como orientação realizar a análise histórica, formal e iconográfica das pinturas da igreja Matriz de Caeté. Intenciona-se, também, estudar a desaparecida pintura que recobria a capela-mor, devidamente registrada em fotografias e documentação passíveis de deslindar fragmentos importantes de sua composição formal e percurso histórico. Os resultados desta pesquisa permitirão resgatar elementos essenciais referentes à arte que ornamenta o supracitado templo.

Biografia do Autor

Aziz José de Oliveira Pedrosa, Universidade do Estado de Minas Gerais - Brasil

Especialista em História e Cultura da Arte (UFMG); Mestre em Arquitetura e Urbanismo - História da Arte e da Arquitetura (UFMG); Doutor em Arquitetura e Urbanismo - Departamento de História da Arte e da Arquitetura.

Referências

ARQUIVO DO ESCRITÓRIO DO IPHAN – Rio de Janeiro. Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso, pasta 0447, 1943.

ARQUIVO DO ESCRITÓRIO DO IPHAN – Rio de Janeiro. Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso, Caeté, Minas Gerais, pasta 0447, 1945.

ARQUIVO DO ESCRITÓRIO DO IPHAN – Rio de Janeiro. Série Inventário. Histórico e Descrição do Bem. Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso, Caeté, Minas Gerais, pasta I-MG-022-01, 194 [?].

ARQUIVO DO ESCRITÓRIO DO IPHAN – Rio de Janeiro. Série Inventário. Histórico e Descrição do Bem. Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso, Caeté, Minas Gerais, pasta I-MG-022-01, 1981.

ARQUIVO ECLESIÁSTICO DO ARCEBISPADO DE MARIANA. Livro de Tombo – Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso (Caeté), Prateleira W11.

ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO. Compromisso da Irmandade das Almas da Freguesia de Nossa Senhora do Bom Sucesso do Caeté. Coleção Avulsos da Capitania - 01, 1713.

ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO. Compromisso da Irmandade de Nossa Senhora da Presentação da Freguesia de Nossa Senhora do Bom Sucesso da Vila Nova da Rainha no Caeté. Coleção Avulsos da Capitania – 02, 1738.

ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO. Compromisso da Irmandade de Nossa Senhora do Bom Sucesso da Vila Nova da Rainha do Caeté. Coleção Avulsos da Capitania – 03, 1738.

ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO. Compromisso da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Freguesia de Nossa Senhora do Bom Sucesso do Caeté. Coleção Avulsos da Capitania - 08, 1745.

ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO. Compromisso da Irmandade de Santo Antônio da Freguesia de Nossa Senhora do Bom Sucesso da Vila Nova da Rainha do Caeté. Coleção Avulsos da Capitania – 07, 1738.

ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO. Livro de arrematações de contratos e ofícios públicos a cargo da Provedoria da Real Fazenda em Vila Rica (1744-1765). Casa dos Contos. Códice 1075.

BAMBIRRA, Pedro. Monographia de Santa Quitéria: Município de Sabará. Revista do Arquivo Público Mineiro, Belo Horizonte, p. 275-285, 1899.

BAZIN, Germain. A Arquitetura Religiosa Barroca no Brasil. Rio de Janeiro: Record, 2v., 1983.

Bíblia Sagrada de Aparecida. Edição 7. Aparecida: Editora Santuário, 2009.

BOHRER, Alex Fernandes. Os diálogos de Fênix: fontes iconográficas, mecenato e circularidade no barroco mineiro. 2007. Dissertação (Mestrado em História Social da Cultura) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, ALAIN. Dicionário de símbolos. Edição 17. Rio de Janeiro: J. Olympio, 2002.

DEL NEGRO, Carlos. Contribuição ao estudo da pintura mineira. Rio de Janeiro: Publicações do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 1958.

FELISBERTO, Bráulio Gomes. Francisco Xavier Carneiro: a trajetória, as etapas de produção e sua arte da pintura (1765-1840). 2018. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

GIOVANNINI, Luciana Braga. Os mistérios do Rosário: visão, contemplação e invocação. Estudo Iconológico das pinturas de forro da Capela de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos da Vila de São José, Comarca do Rio das Mortes – 1750 a 1828. 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Faculdade de História, Universidade Federal de São João del-Rei, São João del-Rei.

GUTIERREZ, Angela; RAMOS, Adriano. Francisco Vieira Servas e o ofício da escultura na capitania das minas do ouro. Belo Horizonte: Instituto Cultural Flávio Gutierrez, 2002.

HEINZ-MOHR, Gerd. Dicionário dos símbolos: imagens e sinais da arte cristã. São Paulo: Paulus, 1994.

KRÉN, Emil. MARX, Daniel. Web Gallery of Art. Hungria. Disponível em: <https://www.wga.hu/index1.html>. Acesso em: 04 jan. 2020.

LEVY, Hannah. Modelos europeus na pintura colonial. Revista do SPHAN, Rio de Janeiro, nº 8, p. 99-144, 1944.

MARTINS, Judith. Dicionário de artistas e artífices dos séculos XVIII e XIX em Minas Gerais. Rio de Janeiro: Publicações da Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, nº 27, v.2. 1974.

MEGALE, Nilza Botelho. Invocações da Virgem Maria no Brasil: história, iconografia, folclore. Edição 6. Petrópolis: Vozes, 2001.

MELLO, Clery Maria Vaz de. Mosteiro de Nossa Senhora da Conceição de Macaúbas: cronologia 1708/1994. Santa Luzia: Mosteiro de Nossa Senhora da Conceição de Macaúbas, 2014.

MELLO, Magno Moraes. A pintura de tectos em perspectiva: no Portugal de D. João V. Lisboa: Estampa, 1998.

MENEZES, Ivo Porto de. Uma releitura da trajetória do pintor marianense. In: CAMPOS, Adalgisa Arantes (org.). Manoel da Costa Ataíde: aspectos históricos, estilistas, iconográficos e técnicos. Belo Horizonte: Editora C/Arte, 2005.

MUELA, Juan Carmona. Iconografía Cristiana: guia básica para estudiantes. Madrid: Ediciones ISTMO S. A., 1998.

OLIVEIRA, Myriam Andrade Ribeiro de. O Rococó religioso no Brasil e seus antecedentes europeus. São Paulo: Cosac e Naify, 2003.

OLIVEIRA, Myriam Andrade Ribeiro de; CAMPOS, Adalgisa Arantes. Barroco e rococó nas igrejas de Ouro Preto e Mariana. Brasília: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: Monumenta, v.1, 2010.

PEDROSA, Aziz José de Oliveira. José Coelho de Noronha: artes e ofício nas Minas Gerais do século XVIII. 2012. Dissertação (Mestrado) - Escola de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

PEDROSA, Aziz José de Oliveira. A igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso e os retábulos atribuídos ao Aleijadinho. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, v. 178, n. 475, p. 217-251, set./dez. 2017.

POZZO, Andrea. Perspectiva pictorum et architectorum Andreae Putei e societate Jesu. Pars seconda. In quâ proponitur modus expeditiffi mus delineandi opticè omnia, quae pertinent ad Architecturam. Romae MDCCLVIII. Ex apud Joannem Generosum Salomoni. Typographum, et Bibliopolam. Praesidum Facultate.

SANTIAGO, Camila Fernanda Guimarães. Uso e impacto de impressos europeus na configuração do universo pictórico mineiro (1777-1830). 2009. Tese (Doutorado em História Social da Cultura) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

SECRETARIA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (SPHAN); VITAE & PRÓMEMÓRIA. Inventário Nacional de Bens Móveis e Integrados. Região Metropolitana de Belo Horizonte – Caeté. Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso/Minas Gerais, 1987.

SERRÃO, Vitor. A pintura de brutesco do século XVII em Portugal e suas repercussões no Brasil. Revista Barroco, Belo Horizonte, v. 15, p. 113-136, 1990-1992.

SILVA, Mateus Alves. O tratado de Andrea Pozzo e a pintura de perspectiva em Minas Gerais. 2012. Dissertação (Mestrado em História Social da Cultura) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

TRINDADE, Raimundo. Instituições de igrejas no bispado de Mariana. Rio de Janeiro: Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 1945.

VASCONCELLOS, Sylvio Carvalho de. A arquitetura colonial mineira. In: Primeiro Seminário de Estudos Mineiros. Belo Horizonte: Universidade de Minas Gerais, p. 59-77, 1956.

Visita à Igreja do Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro: roteiro cronológico de suas obras. Edição 5, Revista e Ampliada. Rio de Janeiro: Edições Lumem Christi, 2018.

WITTKOWER, Rudolf. Arte y Arquitetctura en Italia: 1600-1750. Madrid: Ediciones Cátedra, 2010.

Downloads

Publicado

2021-01-29

Como Citar

DE OLIVEIRA PEDROSA, A. J. Os tetos pintados da igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso, em Caeté. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, [S. l.], v. 11, n. 21, p. 249–275, 2021. DOI: 10.35699/2237-5864.2021.20511. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/20511. Acesso em: 21 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção aberta