Proposta metodológica, princípios teóricos e enfoques para o processo de criação dramatúrgica atorial

Palavras-chave: Processo de criação dramatúrgica atorial, Interpretação Teatral, Dramaturgia

Resumo

O artigo apresenta uma proposta metodológica para o processo de criação dramatúrgica atorial, que é uma fusão de distintas metodologias de prática cênica, tendo como base o trabalho prático de uma atriz/dramaturga, apoiando-se em postulados teóricos da arte de ator/atriz e em procedimentos de criadores(as) contemporâneos(as). Tal proposta, resultado de uma pesquisa cuja metodologia apresentou características de uma pesquisa prática nas artes, pode proporcionar a profissionais e estudantes das Artes Cênicas instrumentalização para dar voz a suas criações e autonomia em seus processos.

Biografia do Autor

Elisa Martins Lucas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasil

Doutora e Mestre em Ciências do Espetáculo pela Universidade de Sevilha. Bacharel em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Atua como atriz, pesquisadora, dramaturga, diretora e oficineira teatral.

Pesquisa o trabalho do ator, criação dramatúrgica, processos de criação cênica, presença cênica e personagens femininas. 

A partir da pesquisa O processo de criação dramatúrgica do ator, desenvolveu e encenou os textos Confesso que Capitu (2004), Histórias de uma Mala Só (2009), Encantos de Natal (2012) e A Dama dos Evangelhos (2014). Este último, desenvolvido na Espanha com ajuda do Fundo de ajuda para as Artes Cênicas Ibero-americanas Iberescena e publicado em Dramaturgia de Iberescena: Antologia (México, 2012), representando o Brasil.

Atualmente é Diretora de Artes Cênicas do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde desenvolve a pesquisa onde desenvolve a pesquisa "Práticas corporais e vocais para potencializar a presença cênica a partir do Processo de criação dramatúrgica atorial".

Integra o grupo Dramaturgias Contemporâneas: Percursos entre Adaptação, Gênero, História e Imaginário, da FURG (cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa – CNPq), coordenado pelo professor Doutor Valter Henrique de Castro Fritsch.

Fundadora do Grupo Capitu, grupo de teatro e pesquisa teatral.

Integra o Coletivo As Dramaturga(RS).

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1061512991864939

 

Referências

BARBA, Eugenio. Más allá de las islas flotantes. México: Grupo Editorial Gaceta, 1986. (Colección Escenología)

BARBA, Eugenio. Teatro: Solidão, Ofício, Revolta. Tradução de Patrícia Furtado de Mendonça. Brasília: Teatro Caleidoscópio, 2010.

BORGDORFF, Henk. El debate sobre la investigación en las artes. Cairon: Revista de Ciencias de la Danza, Alcalá de Henares: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Alcalá, n. 13, p. 25-46, 2010.

CAPPA, Natalia. La voz en escena. SAVERIO: Revista cruel de teatro, año 4, n. 13, p. 12-14, mar. 2010.

CARRERI, Roberta. El viaje del actor, del training al espectáculo. Revista Máscara, Cuaderno Iberoamericano de Escenología, año 2, n. 9-10, abr.-jul. 1990.

ELIADE, Mircea. Lo Sagrado y lo Profano. Traducción de Luis Gil Fernandez y Ramón Alfonso Díez Aragón. Barcelona: Paidós Orientalia, 1998.

FERRACINI, Renato. A arte de não interpretar como poesia corpórea do ator. Campinas: Editora da Unicamp, 2001.

GROTOWSKI, Jerzy. Em busca de um teatro pobre. Tradução de Aldomar Conrado. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1976.

LABAN, Rudolf. Domínio do Movimento: Organização de Lisa Ullmann. Tradução de Anna Maria Barros de Vecchi e Maria Sílvia Mourão Netto. 5. ed. São Paulo: Summus, 1978.

LECOQ, Jacques. El Cuerpo Poético: Una pedagogía de la creación teatral. Traducción y adaptación al español: Joaquín Hinojosa y María del Mar Navarro. Barcelona: Alba Editorial 2003.

LECOQ, Jacques (Org.). Le Théâtre du Geste: mimes et acteurs. Paris: Bordas Spectacles, 1987.

LUCAS, Elisa Martins. Lo Profano y lo Sagrado en el proceso de creación dramatúrgica del actor a partir del personaje de María Magdalena. Interrelación entre teoría y praxis escénica. 2015. Tesis (Doctorado en Ciencias del Espectáculo) – Programa de Doctorado en Ciencias del Espectáculo, Facultad de Filología, Universidad de Sevilla, Sevilla, 2016.

LUCAS, Elisa Martins. Relatos del proceso de creación del texto La Dama de los Evangelios. Sevilla/Porto Alegre, 2011. 21 f. Inédito.

LUCAS, Elisa Martins. Un experimento de proceso de creación dramatúrgica del actor a partir del personaje de María Magdalena. DAPesquisa, Florianópolis, v. 14, p. 155-175, 2019. Consultado el 27 de enero de 2020. Disponible en: <http://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/1808312914232019155>

MAROCCO, Ines et al. Técnicas Corporais do Gaúcho e sua relação com a performance do Ator/Dançarino. In: XIV SALÃO E XI FEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFRGS, 2002, Porto Alegre. Livro de Resumos Iniciação Científica 2002, Porto Alegre: UFRGS, 2002. p. 903.

OIDA, Yoshi. O Ator Invisível. Tradução de Marcelo Gomes. São Paulo: Beca Produções Culturais, 2001.

PAVIS, Patrice. A Análise dos Espetáculos. Traduzido por Sérgio Sálvia Coelho. São Paulo: Perspectiva, 2003.

PÉREZ, Victória Royo; SÁNCHEZ, José Antonio Martínez. La Investigación en Artes Escénicas: introducción. Cairon: Revista de Ciencias de la Danza, Alcalá de Henares: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Alcalá, n. 13, p. 5-14, 2010.

SÁNCHEZ, José Antonio. Investigación y Experiencia. Metodologías de la Investigación Creativa en Artes Escénicas. Estudis Escènics. Quaderns de l’Institut del Teatre, Barcelona: Diputació Barcelona, n 35, p. 327 -335, 2009. Consultado el 29 de marzo de 2019. Disponible en: <http://www.raco.cat/index.php/EstudisEscenics/article/view/252850>.

SPOLIN, Viola. Improvisação para o Teatro. Tradução e revisão de Ingrid Dormien Koudela e Eduardo José de Almeida Amos. 4. ed. reimp. São Paulo: Perspectiva, 2003.

STANISLÁVSKI, Constantin. A construção da personagem. Tradução de Pontes de Paula Lima. 12. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004.

TOPORKOV, Vassíli. Stanislávski ensaia: memórias. Tradução e notas de Diego Moschkovich. São Paulo: É Realizações, 2016.

TRACES in the Snow. Director: Torgeir Wethal Co-producción entre Odin Teatret y Documento Films (Atenas). Con el apoyo de Kulturfonden 99 min. En inglés, subtítulos en danés, español, francés e italiano. 1994. DVD.

Publicado
2020-05-27
Como Citar
LUCAS, E. M. Proposta metodológica, princípios teóricos e enfoques para o processo de criação dramatúrgica atorial. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, v. 10, n. 19, p. 101-126, 27 maio 2020.
Seção
Artigos - Seção aberta