A Escola Nova no interior do Ceará

desafios enfrentados pela reforma de Lourenço Filho na cidade de Sobral

  • Amanda Teixeira da Silva Universidade Federal do Cariri - UFCA

Resumo

O governador Justiniano Serpa empreendeu, em 1922, uma grande reforma na educação do estado do Ceará. O pedagogo paulista Lourenço Filho, que futuramente viria a ser um dos signatários do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, foi o responsável intelectual pela chamada Reforma Serpa, que pretendia, ao mesmo tempo, democratizar o aceso à educação primária e implementar um novo método de ensino no estado.  O propósito deste trabalho é investigar os discursos e práticas em torno da implementação da reforma no município de Sobral, situado na região norte do Ceará, entre 1922 e 1932. Tomando como base em artigos publicados em jornais locais naquele período, discute-se aqui a recepção dos ideais escolanovistas no interior do estado do Ceará, bem como os problemas de ordem prática que, ao longo de dez anos, constituíram obstáculos para a prática do ensino ativo.

Biografia do Autor

Amanda Teixeira da Silva, Universidade Federal do Cariri - UFCA

Professora da Universidade Federal do Cariri - UFCA. Doutora em História pela Universidade Federal do Ceará - UFC. Mestre em História pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Graduada em História pela Universidade Regional do Cariri - URCA

Publicado
2019-09-30