O gaúcho – da liberdade absoluta da natureza à renúncia da existência socialista

a configuração do sistema de propriedades na obra de Manoelito de Ornellas

  • Pâmela Cristina de Lima Universidade de Passo Fundo

Resumo

Em meio ao contexto historiográfico brasileiro do século XX, marcado pela orientação luso-brasileira do IHGRGS, Manoelito de Ornellas escreve Gaúchos e Beduínos (1948), inserindo na formação rio-grandense traços hispano-platinos, não admitidos em outros autores que escreviam à sombra do Instituto. No presente trabalho, demonstraremos o processo de transição que o autor narra, ou seja, a passagem de um sistema de pastoreio, que não teria conhecido o sistema de propriedade privada, a outro delimitado por sesmarias, o das estâncias.

Publicado
2019-09-30