PROFISSÃO DOCENTE NA AMÉRICA LATINA: CIDADANIA, POLÍTICAS PÚBLICAS PARA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO IDENTITÁRIA DE PROFESSORES(AS) DE HISTÓRIA / Teaching profession in Latin America: citizenship, public policies in education and identity of History professors

  • Fernando Lucas Oliveira Figueiredo Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Santuza Amorim da Silva Professora/UEMG
Palavras-chave: América Latina, Identidade docente, Políticas Públicas, Latin America, Teaching identity, Public Policies

Resumo

Este texto visa relacionar os elementos identitários de um grupo de professores(as) de História que atuam na educação básica de Belo Horizonte à constituição das identidades na América Latina, seus aspectos gerais e as políticas públicas educacionais na região. Investigou-se sobre a(s) identidade(s) profissional(is) docente(s) visando  correlacionar as temáticas presentes no texto com o relato de profissionais docentes que atuam em escolas de educação básica na região metropolitana de Belo Horizonte. Para tal, como método para a investigação, foi aplicado um questionário, com perguntas fechadas e abertas, solicitando informações de dados pessoais e percepções sobre a atividade docente. Percebeu-se que o(a) professor(a) de História da Educação Básica vai moldando sua(s) identidade(s) e, durante a fase de estabilização de Huberman (1995), o professorado já tem maior consciência de suas atribuições e contribuições para a sociedade, mesmo percebendo o movimento das políticas públicas que desprofissionalizam sua função e os fazem repensar sobre as expectativas e projeções de futuro. Percebeu-se, também, grandes problemas na área educacional e na relação dos(as) professores(as) com as políticas públicas educativas implantadas nas últimas décadas. Logo, a condição docente no início do século XXI se mostra heterogênea em compasso com as modificações no campo do trabalho do mundo capitalista e tangenciada por elementos que interferem na qualidade de vida dos(as) profissionais.

Abstract

This paper aims to relate the identity elements of a group of History teachers who work with basic education in Belo Horizonte relating to the constitution of the identity in Latin America, its general aspects and policies of education in the region. It was investigated about the teacher's professional identity in order to correlate the themes present in the text with the report of teaching professionals who work in basic education schools in the metropolitan area of ​​Belo Horizonte, Minas Gerais. To do this, as a method for the investigation, a questionnaire was applied, with closed and open questions, requesting information of personal data and perceptions about the teaching activity. It was noticed that the teacher of History of Basic Education is shaping their identity and, during the stabilization phase of Huberman (1995), teachers are already more aware of their attributions and contributions to society, even perceiving the movement of public policies that deprofissionalize their role and make them rethink, several times, about future expectations and projections. There were also major problems in the educational area and in the relation of the teachers with the public educational policies implemented in the last decades. Thus, the teaching condition at the beginning of the 21st century is heterogeneous, unequal, in line with the changes in the labor field of the capitalist world and tangled by elements that interfere in the quality of life of the teachers.

Publicado
2019-08-29
Como Citar
OLIVEIRA FIGUEIREDO, F.; DA SILVA, S. PROFISSÃO DOCENTE NA AMÉRICA LATINA: CIDADANIA, POLÍTICAS PÚBLICAS PARA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO IDENTITÁRIA DE PROFESSORES(AS) DE HISTÓRIA / Teaching profession in Latin America: citizenship, public policies in education and identity of History professors. Trabalho & Educação - ISSN 1516-9537 / e-ISSN 2238-037X, v. 28, n. 2, p. 145-157, 29 ago. 2019.
Seção
ARTIGOS