INOVAÇÃO EDUCACIONAL E RECURSOS DIDÁTICOS NO TRABALHO DOCENTE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-037X.2021.25671

Palavras-chave:

Inovação educacional, Recursos didáticos inovadores, Tecnologias digitais da informação e comunicação

Resumo

Discute-se inovação educacional, evidenciando-se a importância do seu tratamento na atualidade. Defende-se que o trabalho na educação implica caráter teleológico e é com esse reconhecimento que se pode tratar de inovações na área. Dentro disso, tem-se por objetivo contribuir para a compreensão do caráter inovador ou não de recursos didáticos no trabalho docente. Com esse objetivo, o texto contém uma reflexão de caráter teórico sobre a temática. Essa inclui dados de estudo integrativo exploratório, ao qual se acrescentou estudo dos áudios, vídeos e textos que compuseram o n. 1 de 2020 da revista on-line Educação Básica em Foco. Com base nesses estudos, abordam-se concepções sobre inovação, assumindo-se a posição dialética pela qual as inovações educacionais devem estar a serviço de finalidades de transformação, nos âmbitos individual e coletivo. A partir dessa posição e pelas conclusões dos estudos mencionados, identificam-se recursos didáticos potencialmente inovadores no trabalho docente: as práticas colaborativas, dialógicas e o uso crítico das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC’s). Neste último caso, discute-se também o seu uso na situação da pandemia pelo coronavírus. Conclui-se que os recursos didáticos assumem caráter inovador ou não ao se aproximarem mais ou menos daquelas finalidades, considerando-se os limites dessa condição, no interior das contradições societárias. Finalmente, levanta-se a questão da inclusão digital como um direito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Rita Neto Sales Oliveira, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG)

Departamento de Educação do CEFET-MG. Professora do Programa de Formação Pedagógica de Docentes e do Mestrado em Educação Tecnológica

Referências

ABMES. III Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica. Disponível em: https://tinyurl.com/ABMES-III-FORUM. Acesso em: 15 set. 2020.

ANPED. Educação no Brasil - O balanço de uma década: 17 a 20 de outubro de 2010. Disponível em: http://33reuniao.anped.org.br/internas/ver/trabalhos-gt04. Acesso em: jul. 2016.

BALL, S. J. Performatividade, privatização e o pós-Estado do bem-estar. Educação & Sociedade, Campinas, v. 25, n. 89, p. 1105-1126, set./dez. 2004. Disponível em: https://tinyurl.com/BALL-2004. Acesso em: set. 2020.

BALL, S. J. Profissionalismo, gerencialismo e performatividade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 126, p. 539-564, set./dez. 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/cp/v35n126/a02n126.pdf. Acesso em:15 set. 2020.

BORGES, D.S.; TAUCHEN, G. Inovação no ensino universitário: propostas e cenários. In: XVI ENDIPE. Livro 1. Araraquara: Junqueira & Marin Editores, 2012.

BVS - BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. XVIII ENDIPE-Endipe 2016-Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino. Disponível em: http://www.bvseps.icict.fiocruz.br/direve/resource/18294#.X2eFMriOIzc. Acesso em: 15 set. 2020.

CANDAU, V. M. Currículo, didática e formação de professores: uma teia de ideias-força e perspectivas de futuro. In: OLIVEIRA, M. R. N. S.; PACHECO, J. A. (Orgs.). Currículo, didática e formação de professores. Campinas: Papirus, 2013. p.7-19.

CASTELLS, M. A era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 1999. (3 v.).

CIM. V Congresso de Inovação e Metodologias no Ensino Superior e Tecnológico. Disponível em: https://www.ufmg.br/giz/congresso-de-inovacao-em-metodologias. Acesso em: 15 set. 2020.

COUTO, H.R.P. Desenvolvimento profissional de professores da educação básica inseridos em projetos de pesquisa. 2016. 106p. Dissertação (Mestrado em Educação Tecnológica). Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

CHRISTENSEN, C; HORN, M.B., JOHNSON, C.W. Disrupting class: how disruptive innovation will change the way world learns. 4. ed. Ney York: McGraw Hill, 2012.

COUTINHO, M.C.; KRAWULSKI. E.; SOARES, H.P. Identidade e trabalho na contemporaneidade: repensando articulações possíveis. Psicologia & Sociedade, Recife, v.19, p.29-37. 2007 (Edição Especial 1). Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/psoc/v19nspe/v19nspea06. Acesso em: set. 2020.

CUNHA, M.I. et al. Inovações pedagógicas na formação inicial de professores. In: FERNANTES, C.M.B. (Org.). Educação superior: travessias e atravessamentos. Canoas: Ed ULBRA, 2001. p. 33-90.

ECHEVARRÍA, J. A escola contínua e o trabalho no espaço-tempo eletrônico. In. INBERNÓN, F. e JARANTA, B. Pensando no futuro da educação: uma nova escola para o século XXII. Porto Alegre: Penso, 2015.

EDUCAÇÃO BÁSICA EM FOCO (on-line). Associação Nacional de Política e Administração da Educação, 2020. Disponível em: https://educacaobasicaemfoco.net.br. Acesso em: 31 jul. 2020.

EDUCAÇÃO & SOCIEDADE, Campinas: CEDES, v. 33, n.121, out./dez. 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issues&pid=0101-7330&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 jul. 2016.

XVI ENDIPE. Livro 1. Araraquara: Junqueira & Marin Editores, 2012a.

XVI ENDIPE. Livro 3. Araraquara: Junqueira & Marin Editores, 2012b.

XVII ENDIPE. Didática e Prática de Ensino: diálogos sobre a escola, a formação de professores e a sociedade. Fortaleza: EdUECE, 2014a. (Livro 4).

XVII ENDIPE. Didática e Prática de Ensino na relação com a escola. Fortaleza: EdUECE, 2014b. (Livro 1).

XVII ENDIPE. Didática e Prática de Ensino na relação com a formação de professores. Fortaleza: EdUECE, 2014c. (Livro 2).

XVII ENDIPE. A didática e a prática de ensino nas relações entre escola, formação de professores e sociedade: caderno de programação. Fortaleza: CE/UECE, 2014d.

FERNANDES, F.C.M. Gestão dos Institutos Federais: o desafio do centenário da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Holos, Natal, ano 25, v.2, p.3-9, nov. 2009. Disponível em: www2.ifrn.edu.br/-ojs/index.php/HOLOS/article/viewFile/267/187. Acesso em: 15 set. 2020.

FLECHA, R.D. Modernidade, contemporaneidade e subjetividade. Sapere Aude, Belo Horizonte, v.2, n.3, p-28-43. 2011. 1º sem. 2011. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/SapereAude/article-/view/2264. Acesso em: 15 set. 2020.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 29. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996a.

FREIRE, P. Pedagogia da esperança: um encontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996b.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 35. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

GARCIA, W.E. (Org.). 3. ed. Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. São Paulo: Cortez, 1995.

HENNIGEN, I. A contemporaneidade e as novas perspectivas para a produção de conhecimentos. Cadernos de Educação, v.29. p. 192-208. Jul./dez. 2007. Disponível em: http://fae.ufpel.edu.br/caduc-/downloads/n29/11.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

HUBERMAN, A.M. Como se realizam das mudanças em educação: subsídios para o estudo da inovação. São Paulo: Cultrix, 1973.

LIMA FILHO, D. L. Dimensões e limites da globalização. Petrópolis: Vozes, 2004.

LOPES, D.P.T.; BARBOSA, A.C.Q. Inovação: conceitos, metodologias e aplicabilidade. Articulando um construto à formulação de políticas públicas – uma reflexão sobre a Lei de Inovação de Minas Gerais. In: SEMINÁRIO SOBRE A ECONOMIA MINEIRA, 13, 2008, Belo Horizonte. Anais. Belo Horizonte: Cedeplar/UFMG, 2008.

MESSINA, G. Mudança e inovação educacional: notas para reflexão. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n.114, p.221-233, nov. 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/cp/n114/a10n114.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

MOREIRA, A.F.B. Em busca da autonomia docente nas práticas curriculares no Brasil. In: OLIVEIRA, M.R.N.S.; PACHECO, J.A. (Orgs.). Currículo, didática e formação de professores. Campinas: Papirus, 2013. p. 69-96.

NONATO, A. A. O acesso à internet é um direito fundamental? Disponível em: https://tinyurl.com/y5wtpsls. Acesso em: 15 set. 2020.

BATTESTIN, C.; NOGARO, A. Sentidos e contornos da inovação na educação. Holos, Natal, ano 32, v. 2, p.357-372. 2016. Disponível em: https://tinyurl.com/y3du4n7o. Acesso em: 15 set. 2020.

PEREIRA, M. N.; NASCIMENTO, V.R. O direito à inclusão digital: o papel da cidadania online em matéria ambiental para a construção de uma democracia direta. Revista de Direito Público, UEL, Londrina, v.12, n. 2, p, 130-154, ago. 2017. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/direitopub/issue-/view/1333. Acesso em: 15 set.2020.

POZZO D.N.; CORDEIRO, M.M. O processo de inovação na educação: um estudo em uma organização educacional. Revista do CEPE, Santa Cruz do Sul, n.42, p.132-150. jul./dez. 2015. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/cepe/article/download/5567. Acesso em: 15 set. 2020.

RBE - REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO. Rio de Janeiro, ANPEd, v.16, n.48, set./dez. 2011. Disponível em: https://tinyurl.com/RBE-V16-N48. Acesso em: jul. 2016.

RBE - REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO. Rio de Janeiro, ANPEd, v.18, n.52, jan./mar. 2013. Disponível em: https://tinyurl.com/RBE-V18-N52. Acesso em: jul. 2016.

RBE - REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO. Rio de Janeiro, ANPEd, v.20, n.62, jul./set. 2015. Disponível em: https://tinyurl.com/RBE-V20-N62. Acesso em: jul. 2016.

SAVIANI, D. A filosofia da educação e o problema da inovação em educação. In: GARCIA, W.E. (Org.). 3. ed. Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. São Paulo: Cortez, 1995.

SARAU JUNIOR, M. A.; GONÇALVES, V. H.P. A “inclusão digital” e os direitos sociais perante. Revista Brasileira de Direito Constitucional, Escola Superior de Direito Constitucional, São Paulo, n. 2, p. 244-252. jul./dez. 2003. (Monografias). Disponível em: https://tinyurl.com/SARAU-GONCALVES-2013. Acesso em: 15 set. 2020.

TAVARES, R.H e GOMES, S. Sociedade, educação e redes: desafios à formação crítica. Araraquara: Junqueira & Marin Editores, 2014.

TEIXEIRA, C. M. F. Inovar é preciso: concepções de inovação em educação dos programas Proinfo, Enlaces e Educar. 2010. 90 p. Dissertação. (Mestrado em Educação). Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

Downloads

Publicado

2021-05-19

Como Citar

OLIVEIRA, M. R. N. S. INOVAÇÃO EDUCACIONAL E RECURSOS DIDÁTICOS NO TRABALHO DOCENTE. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 30, n. 1, p. 177–190, 2021. DOI: 10.35699/2238-037X.2021.25671. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/25671. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS