UM ENFOQUE SOCIOLÓGICO SOBRE A GESTÃO DO RISCO DE VIOLÊNCIA EM HOSPITAIS PÚBLICOS PSIQUIÁTRICOS: AS DIMENSÕES DO INDIVÍDUO / A sociological perspective on the risk management of violence in public psychiatric hospitals: the dimensions of the individual

Autores

  • Davidson Passos Mendes Universidade Federal de Itajubá

Palavras-chave:

Enfermagem Psiquiátrica, Competências, Trabalho coletivo, Risco de violência.

Resumo

Este estudo objetiva avaliar os impactos da organização do trabalho dos técnicos de enfermagem em um hospital público de emergência psiquiátrica sobre as competências e as configurações coletivas necessárias à gestão do risco potencial de violência física e psíquica nas relações entre os pacientes e entre os pacientes e o pessoal técnico especializado, por meio da Análise Ergonômica do Trabalho. A fim de se aprofundar a discussão sobre as estratégias individuais e coletivas de gestão do risco, foi utilizado referencial teórico, de base sociológica, acerca da dimensão do indivíduo no mundo contemporâneo, numa perspectiva de se entender as estratégias utilizadas por estes atores sociais para a manutenção da própria condição de indivíduo. Os resultados evidenciam que: (1) as transformações sociais carreiam mudanças significativas no perfil dos pacientes, onde os "drogaditos" compõem hoje 65% da demanda do hospital pesquisado; (2) as necessárias reconfigurações das práticas e das competências dos coletivos operatórios frente à especificidade da assistência psiquiátrica aos usuários de drogas; (3) fatores organizacionais - a modalidade de cálculo do efetivo, a diversidade de vínculos empregatícios e de formas de remuneração envolvendo distintos cálculos de produtividade, a fragilidade dos vínculos empregatícios da maior parte dos técnicos, a alta rotatividade, o absenteísmo e o rodízio entre setores - induzem a uma quebra dos campos de possibilidades de gestão coletiva do risco de agressão física, ao limitar a eficiência dos fluxos de informação, de troca de experiências, de atualização das competências e dos processos de aprendizagem individual e coletiva. Nesse contexto organizacional, a atividade de trabalho é permeada pelo medo da violência, configurando uma carga de trabalho em que a dimensão psíquica engendra o sofrimento e o adoecimento, aumentando por sua vez as taxas de absenteísmo e de afastamento do trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Davidson Passos Mendes, Universidade Federal de Itajubá

Possui graduação em Fisioterapia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001), mestrado em Engenharia de Produção (Ergonomia e Organização do Trabalho/Saúde do Trabalhador) pela Universidade Federal de Minas Gerais (2006) e doutoramento em Educação (em andamento) - linha de pesquisa: Política, Trabalho e Formação Humana - pela Universidade Federal de Minas Gerais (2010). Atualmente é professor assistente da Universidade Federal de Itajubá - campus Itabira, área Saúde do Trabalhador. Tem coordenado pesquisas nas áreas de Ergonomia e Saúde do Trabalhador com ênfase na configuração de risco dos diversos contextos sócio-técnicos e na gestão da saúde individual e coletiva no trabalho. Tem atuado em diversos contextos como hospitais, siderurgias, metalurgias, mineração e, participado, de cursos e palestras sobre Saúde do Trabalhador em diversas instituições de Minas Gerais e Brasil. Experiência nas Engenharias e em cursos da área da saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: ergonomia e saúde do trabalhador, saúde pública, análise ergonômica, adoecimento relacionado ao trabalho, LER/DORT, reabilitação ortopédica e previdência social.

Downloads

Publicado

2012-03-29

Como Citar

MENDES, D. P. UM ENFOQUE SOCIOLÓGICO SOBRE A GESTÃO DO RISCO DE VIOLÊNCIA EM HOSPITAIS PÚBLICOS PSIQUIÁTRICOS: AS DIMENSÕES DO INDIVÍDUO / A sociological perspective on the risk management of violence in public psychiatric hospitals: the dimensions of the individual. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 21, n. 1, p. 129–142, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/8713. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)