A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO DE TRABALHADORES METALÚRGICOS | Knowledge production of metallurgic workers

Autores

  • Ivan Livindo de Senna Corrêa Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Maria Clara Bueno Fischer Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Conhecimento, Educação, Trabalho Metalúrgico, Knowledge, Education, Metallurgic work

Resumo

This paper analyses the results of a research on knowledge of metallurgic workers. The data construction and analyses were based on historical and dialectical materialism and on a relevant bibliography literature. Six autonomous small production units were observed in Serra Gaúcha region, in RS state, and semi structure interviews were made with ten metallurgic workers. The conclusion is that knowledge production about work was a continuous, interrelated and dynamic process among the school knowledge patrimony, tacit knowledge and the challenges faced in work situations. It was also identified that the workers subjects of the research do the following stages in their production process/knowledge about their work: problem elaboration, searching and hypothesis tests and at last, production reports. These stages are very similar to the ones utilized in the so called “scientific knowledge”. There is an important difference notwithstanding: while in the scientific knowledge construction the base for problem identification emerges from a previous theoretical reference, the workers themselves have as reference their own individual and collective experiences of work.

___

O artigo analisa resultados de pesquisa sobre o conhecimento de trabalhadores metalúrgicos. A construção e a análise dos dados foram orientadas pelo materialismo histórico e dialético e por revisão bibliográfica pertinente. Realizaram-se observação participante em seis pequenas unidades de produção autônomas, localizadas na região da serra do Estado do Rio Grande do Sul, e entrevistas semiestruturadas com dez metalúrgicos. Concluiu-se que a produção do conhecimento dos entrevistados sobre o seu trabalho constitui um processo contínuo, inter-relacionado e dinâmico entre o patrimônio de conhecimentos escolares, o conhecimento tácito e os desafios enfrentados em situação de trabalho. Identificou-se, também, que os trabalhadores sujeitos da pesquisa realizam as seguintes etapas no seu processo de produção de conhecimento sobre o trabalho: elaboração de problemas, levantamento e teste de hipóteses e, por fim, produção de relatórios. São etapas muito semelhantes àquelas utilizadas no denominado “conhecimento científico”. Há, porém, uma importante diferença: enquanto neste a base para identificação de um problema emerge de referencial teórico prévio; naquele, os trabalhadores tomam como referência a sua experiência individual e coletiva de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Livindo de Senna Corrêa, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Educação pela UFRGS, Mestre em Ciências do Movimento Humano pela UFSM, Graduado em Educação Física pela UFSM, Professor do Colégio de Aplicação da UFRGS.

Maria Clara Bueno Fischer, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Educação pela University of Nottingham, Mestra em Educação pela UFRGS, Graduada em Pedagogia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da UFRGS.

Downloads

Publicado

2018-02-13

Como Citar

CORRÊA, I. L. de S.; FISCHER, M. C. B. A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO DE TRABALHADORES METALÚRGICOS | Knowledge production of metallurgic workers. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 26, n. 3, p. 87–107, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9571. Acesso em: 27 out. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS