Avaliação do comportamento mecânico de modelos odontológicos obtidos em resina de poliuretano

  • Paulo Henrique Pereira
  • Sérgio Candido Dias Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR
  • Gisseli Bertozzi Ávila Universidade de São Paulo - USP
  • José Carlos Rabelo Ribeiro Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR
  • Marcos Ribeiro Moysés Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR
  • José Augusto M. Agnelli Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Luciano José Pereira Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR

Resumo

Este estudo avaliou o comportamento mecânico de uma resina de poliuretano Quartz-die (Zermack - Itália) empregada na modelagem odontológica comparando-a com o gesso tipo IV Durone (Dentsply - Brasil). Uma matriz metálica moldada com silicona de condensação Speedex (Coltène - Suiça) proporcionou corpos de prova com 12mm de altura por 6mm de diâmetro. Oito corpos de prova em resina de poliuretano e oito em gesso tipo IV (Durone) foram submetidos a ensaio de compressão na máquina de ensaios universal EMIC DL 2000, com célula de carga de 2000Kgf e velocidade de 0,05mm/min. Oito corpos de prova em resina de poliuretano e oito em gesso tipo IV obtidos a partir de uma matriz metálica hexagonal foram ensaiados no
Durômetro Sussen Wolpert tipo Testor HTl, empregando penetrador esférico de 12,7mm, estabelecendo valores para dureza Rockwell. Os valores obtidos foram submetidos ao teste não-paramétrico de Kruskall-Wallis com p<0,05. Dentro dos parâmetros adotados neste estudo pôde-se concluir que a resina de poliuretano Quartz-die apresentou menor resistência à compressão e menor dureza superficial que o gesso tipo IV Durone.
Descritores: Resinas sintéticas. Sulfato de cálcio. Materiais para moldagem odontológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Henrique Pereira
Cirurgião-dentista
Sérgio Candido Dias, Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR
Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade do Vale do Rio Verde (UNINCOR), Três Corações, MG, Brasil
Gisseli Bertozzi Ávila, Universidade de São Paulo - USP

Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Faculdade de Odontologia de Ribeiro Preto (FORP), Universidade de São
Paulo (USP), Ribeirão Preto, SP, Brasil

José Carlos Rabelo Ribeiro, Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR
Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade do Vale do Rio Verde (UNINCOR), Três Corações, MG, Brasil
Marcos Ribeiro Moysés, Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR
Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade do Vale do Rio Verde (UNINCOR), Três Corações, MG, Brasil
José Augusto M. Agnelli, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Departamento de Engenharia de Materiais, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil
Luciano José Pereira, Universidade do Vale do Rio Verde - UNINCOR
Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade do Vale do Rio Verde (UNINCOR), Três Corações, MG, Brasil

Referências

1. Stolf DP, Zani IM, Soares CR, Volpato CAM, Stoeterau, RL. Textura da superfície de gessos especiais e reforçados. PCL Rev Ibero-am Prot
Clin Laboratorial. 2004; 6:297-305.
2. Fan PL, Powers JM, Reid BC. Surface mechanical properties of stone, resin and metal dies. J Am Dent Assoc. 1981; 103:408-11.
3. Anusavice KJ. Dental impression materials: reactor response. Adv Dent Res. 1988; 2:65-70.
4. Dias SC; Panzeri H. Comportamento tênsil de
modelos odontológicos. 17ª. Reunião anual da
sociedade brasileira de pesquisa odontológica
– SBPqO. 2000; Águas de Lindóia (SP), A-
114: 74.
5. Vilar WD. Química e tecnologia dos
poliuretanos. 2ªed. Rio de Janeiro: Vilar
Consultoria. 1999. p.11-7.
6. Conover WJ. Practical nonparametric statistics.
New York: John Wiley & Sons. 1980.
7. Alsadi S, Combe EC, Cheng YS. Properties of
gypsum with the addition of gum arabic and
calcium hydroxide. J Prosthet Dent. 1996;
76:530-34.
8. Toreskog S, Phillips RW, Schnell RS. Properties
of die materials: a comparative study. J Prosthet
Dent. 1966; 16:119-31.
9. Ghahremannezhad HH, Mohamed SE, Stewart
GP, Weinberg R. Effects of cyanocrylates on
die stone. J Prosthet Dent. 1983; 49:639-46.
10. Skinner EW, Gordon CC. Some experiments on
the surface hardness of dental stones. J Prosthet
Dent. 1956; 6:94-100.
11. Cassimaty EM, Walton TR. Effect of three
variables on the accuracy and variability of
electroplated copper dies. Int J Prosthodont.
1996; 9:547-54.
12. Dias SC. O uso da resina epóxica carregada
com zirconita para obtenção de modelos, a partir
de moldes com elastômeros. [dissertação].
Ribeirão Preto: Faculdade de Odontologia de
Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, 2000.
13. Vermilyea SG, Huget EF, Wiskoski J. Evaluation
of resin die materials. J Prosthet Dent. 1979;
43:304-7.
14. Moser JB et al. Properties and characteristics
of a resin die material. J Prosthet Dent. 1975;
34:297-313.
15. Dias SC. Resina epóxica carregada com
diatomita para confecção de modelos
odontológicos [tese]. Ribeirão Preto: Faculdade
de Odontologia de Ribeirão Preto, Universidade
de São Paulo, 2003.
16. Santos Júnior GC, Bastos LGC, Rubo JH.
Avaliação das propriedades mecânicas do gesso
tipo IV submetido a métodos de desinfecção:
parte I - resistência à compressão e à tração
diametral. Rev Fac Odontol Bauru. 2001; 9:87-
92.
17. Zaniquelli O. Formulação e caracterização de
misturas de resina epóxica mais material de carga
para uso como material para modelos.
[dissertação]. Ribeirão Preto: Faculdade de
Odontologia de Ribeirão Preto, Universidade de
São Paulo, 1991.
18. Almeida, EES et al. Análise comparativa da
alteração dimensional de materiais para obtenção
de troquéis. PCL: Rev Bras Prót Clín Labor.
2002; 4:407-12.
Publicado
2016-04-11
Como Citar
Pereira, P. H., Dias, S. C., Ávila, G. B., Ribeiro, J. C. R., Moysés, M. R., Agnelli, J. A. M., & Pereira, L. J. (2016). Avaliação do comportamento mecânico de modelos odontológicos obtidos em resina de poliuretano. Arquivos Em Odontologia, 46(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3522
Seção
Artigos