Avaliação microscópica e pesquisa de sujidades em amostras comerciais de orégano (Origanum vulgare L.), salsa (Petroselinum sativum Hoffim.) e chimichurri. / Microscopic evaluation and study of dirt in commercial samples of oregano (Origanum vulgare L.), parsley (Petroselinum sativum Hoffim.) and chimichurri.

  • Paloma Cristina dos Santos Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Edmara Moreira de Souza Universidade Federal de Ouro Preto
  • Larissa Cristina Moreira Lopes Universidade Federal de Ouro Preto
  • Michele Cristina Vieira Universidade Federal de Ouro Preto
  • Luciana Rodrigues da Cunha Universidade Federal de Ouro Preto
  • Emília Maria França Lima Universidade Federal de Ouro Preto
Palavras-chave: Lamiaceae. Insetos. Microscopia de alimentos. Condimentos. Especiarias. Insects. Food microscopy. Spices. Condiments.

Resumo

Entende-se por condimentos e especiarias, produtos naturais de origem vegetal ou à sua mistura, podendo apresentar-se inteiros, fragmentados ou em pó. Devido à sua origem no campo e forma de processamento, pesquisas demonstram a incidência de sujidades nesta matéria prima. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar microscopicamente amostras de orégano, salsa e chimichurri comercializados na cidade de Ouro Preto, Minas Gerais. As amostras foram submetidas aos métodos de desengorduramento e descoloração, e posteriormente, foram visualizadas em estereoscópio e microscópio ótico. Foram utilizadas quatro amostras distintas de cada condimento: duas marcas comerciais embaladas, e duas comercializadas a granel. Em todas elas, foi constatada a presença de sujidades leves, como pelos e fragmentos de insetos, e sujidades pesadas, como areia, pedras e acrílico. Com relação à presença de insetos e seus fragmentos, todas as amostras estavam dentro dos limites estabelecidos pela legislação vigente. No entanto, seis amostras foram classificadas como em desacordo ao regulamento, por apresentarem sujidades não previstas. Em uma amostra de orégano, foi detectada a presença de outras espécies vegetais, caracterizando uma possível fraude, uma vez que sua presença não foi declarada no rótulo.

Abstract: Condiments and spices are natural vegetable products, marketed alone or in a mixture, whole, fragmented or powdered. Due to their origin in the field and processing form, researches have been demonstrating incidence of soils in these products. Thus, this work aimed evaluates microscopically samples of oregano, parsley and chimichurri marketed in Ouro Preto, Minas Gerais. The samples were submitted to degreasing and discoloration methods, and then, stereoscopic and optical microscope visualization. Four different samples of each condiment were used: two packaged trade marks, and two commercialized in bulk. In all of them, the presence of light soils, such as hair and insects' fragments, and heavy soils, such as sand, stones and acrylic, were observed. Regarding the presence of insects and their fragments, all samples were within the limits established by current legislation, however, six samples were classified as in disagreement, because they presented soil with aren’t covered by legislation. In a sample of oregano, it was detected other plant species, characterizing a possible fraud, since its presence wasn’t declared on the label.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AOAC INTERNATIONAL. Official methods of analysis of AOAC – Association Official Analytical Chemists. Gaithersburg: International. Ed. 17 (2000).

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. RDC nº 14, de 28 de março de 2014. Dispõe sobre matérias estranhas macroscópicas e microscópicas em alimentos e bebidas, seus limites de tolerância e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 31 mar. 2014.

BRASIL, ANVISA. RDC N° 276, de 22 de setembro de 2005. Regulamento técnico para especiarias, temperos e molhos. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 set. 2005.

CAMPOS, V. R. Elaboração de um snack de batata-doce (Ipomoea batatas). 2014. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia de Alimentos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2014.

CORREIA, M.; DAROS, V. S. M. G.; SILVA, R. P. Matérias estranhas em canela em pó, comercializadas no estado de São Paulo. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 20, n. 3, p. 375-380, 2000.

GRACIANO, R. A.; ATUI, M. B.; DIMOV, M. Avaliação das condições higiênico-sanitárias de cominho e pimenta do reino em pó comercializados em cidades do Estado de São Paulo, Brasil, mediante a presença de matérias estranhas. Revista do Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, v. 65, n. 3, p. 204-208, 2006.

KRUPPA, P. C.; RUSSOMANNO, O. M. R. Ocorrência de fungos em sementes de plantas medicinais, aromáticas e condimentares da família Lamiaceae. Tropical Plant Pathology, São Paulo, v. 33, n. 1, p. 072-075, 2008.

PODEROSO, J. C. M. et al. Primeiro registro na América Latina do manjericão (Ocimum basilicum L., 1753) (Lamiaceae) como hospedeiro do ácaro Brevipalpus obovatus Donnadieu, 1933 (Tenuipalpidae). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 11, n. 4, p. 473-475, 2009.

RODRIGUES, R. M. M. S. et al. Matérias estranhas e identificação histológica em manjerona (Origanum majorana L.), “orégano” (Origanum vulgare L.) e salsa (Petroselinumsativum Hoffim.), em flocos, comercializados no estado de São Paulo. Revista do Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, v. 64, n. 1, p. 25-30, 2005.

SANTOS, G. G.; MATTOS, L. M; MORETTI, C. L. Qualidade microbiológica e presença de resíduos microscópicos em derivados de tomate. In: SIMPÓSIO DE SEGURANÇA ALIMENTAR ALIMENTAÇÃO E SAÚDE, 5, 2015, Bento Gonçalves. Anais do 5º Simpósio de Segurança Alimentar. Bento Gonçalves: SbCTA-RS, 2015.

SARTÓRIO, M. L. et al. Cultivo de plantas medicinais. Viçosa: Aprenda Fácil, 2000. 260 p.

TEIXEIRA-LOYOLA, A. B. A. et al. Análise Microbiológica de especiarias comercializadas em Pouso Alegre, Minas Gerais. Revista Eletrônica Acervo Saúde, Pouso Alegre, v. 6, n. 1, p. 515-529, 2014.

WEBER, A. V. et al. Propriedades antioxidantes da salsa (Petroselinum crispum): tratamento alternativo na aterosclerose. In: Seminário de Iniciação Científica, XXIV, 2016, Ijuí. Anais do Seminário de Iniciação Científica. Ijuí: UNIJUÍ, 2016.
Publicado
2017-12-30
Como Citar
dos Santos, P. C., de Souza, E. M., Lopes, L. C. M., Vieira, M. C., da Cunha, L. R., & Lima, E. M. F. (2017). Avaliação microscópica e pesquisa de sujidades em amostras comerciais de orégano (Origanum vulgare L.), salsa (Petroselinum sativum Hoffim.) e chimichurri. / Microscopic evaluation and study of dirt in commercial samples of oregano (Origanum vulgare L.), parsley (Petroselinum sativum Hoffim.) and chimichurri. Caderno De Ciências Agrárias, 9(3, supl. 1), 11-16. https://doi.org/10.35699/2447-6218.2017.2992