As mulheres nos esportes olímpicos: olhares da imprensa carioca (1920-1935)

Palavras-chave: Esporte; Mulher; Narrativas; Imprensa; Jogos Olímpicos.

Resumo

Neste artigo, investigo as narrativas da imprensa carioca sobre a participação feminina no campo esportivo, mais especificamente nos esportes olímpicos entre os anos de 1920 e 1935. Trata-se de um recorte de pesquisa mais ampla, que investigou o campo olímpico carioca entre os anos de 1890 e 1935. Com base na análise de jornais e revistas cariocas desse período (1920-1935), busco situar a representação do feminino e a postura dos jornalistas e outros atores diante de uma presença cada vez maior de mulheres na esfera do esporte. Como conclusão, pude verificar que a abordagem temática no esporte (graça, beleza, maternidade) não diferia do que era esperado socialmente da mulher à época. Jornalistas e dirigentes esportivos se opunham explicitamente aos avanços femininos no esporte e acionavam argumentos pseudocientíficos e baseados na tradição para justificar seus posicionamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fausto Amaro Ribeiro Picoreli Montanha, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutor em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCom/UERJ), com bolsa Faperj Nota 10 e período sanduíche na State University of New York (College at Brockport). Coordenador técnico (bolsa Qualitec/Inovuerj) do Laboratório de Comunicação, Cidade e Consumo (Lacon/UERJ). Pesquisador no Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte (LEME/UERJ). 

Referências

A NOITE (jornal), Rio de Janeiro, 1930-1935.
BIRRELL, Susan. Feminist Theories for Sport. In: COAKLEY, Jay; DUNNING, Eric (Orgs.). Handbook of Sports Studies. Londres: SAGE Publications, 2007, p. 61-76.
BOULONGNE, Yves-Pierre. Pierre de Coubertin and women’s sport. Olympic Review, XXVI-31, fev.-mar, 2000, p. 23-26.
CARETA (revista), Rio de Janeiro, 1920-1935.
CHATZIEFSTATHIOU, Dikaia; HENRY, Ian. Discourses of Olympism. From the Sorbonne 1894 to London 2012. Houndmills: Palgrave Macmilan, 2012.
CORREIO DA MANHÃ (jornal), Rio de Janeiro, 1901-1935.
COUBERTIN, Pierre. Pierre de Coubertin: Olimpismo – Seleção de textos (Norbert Muller e Nelson Schneider Todt [Editores]). Porto Alegre: ediPUCRS, 2015.
DEVIDE, Fabiano Pries. A natação como elemento da cultura física feminina no início do século XX: construindo corpos saudáveis, belos e graciosos. Revista Movimento, v. 10, n. 2, mai.-ago. 2004.
EU SEI TUDO (revista), Rio de Janeiro, 1920-1935.
FON FON (revista), Rio de Janeiro, 1920-1935.
GAZETA DE NOTÍCIAS (jornal), Rio de Janeiro, 1890-1934.
FAUSTO, Boris. História concisa do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.
GIGLIO, Sérgio; GALATTI, Larissa; MACHADO, Gisele; ALTMANN, Helena; PAES, Roberto; SEONE, Antonio. Desafios e percalços da inserção da mulher nos Jogos Olímpicos (1894-1965). Recorde, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 1-22, jan.-jun. 2018.
GIRGINOV, Vassil. Does One-world Olympic Ideology Lead to Multiculturalism?. In: GIRGINOV, Vassil (Org.). The Olympics: A Critical Reader. Nova York: Routledge, 2010b, p. 361-372.
GIULIANOTTI, Richard. Sport: A Critical Sociology. Cambridge (UK): Polity Press, 2005.
GOELLNER, Silvana Vilodre. Mulher e esporte no Brasil: entre incentivos e interdições elas fazem história. Revista Pensar a Prática, Goiás, v. 8, n. 1, 2005, p. 85-100.
GOELLNER, Silvana Vilodre. Jogos Olímpicos: a generificação de corpos performantes. Revista USP, São Paulo, n. 108, p. 29-38, 2016.
GOLDSTEIN, Edward S. Amsterdam 1928. In: FINDLING, John; PELLE, Kimberly (Eds.). Encyclopedia of the Modern Olympic Movement. Londres: Greenwood Press, 2004, p. 89-94.
GUTTMANN, Allen. The Olympics, a History of the Modern Games. Urbana, Chicago: University of Illinois Press, 1992.
HARGREAVES, Jennifer. Sporting Females: Critical Issues in the History and the Sociology of Women’s Sport. Londres: Routledge, 1994.
HARGREAVES, Jennifer. Querying Sport Feminism: Personal or Politcal? In: GIULIANOTTI, Richard (Org.). Sport and Modern Social Theorists. Hampshire (UK), Nova York: Palgrave MacMillan, 2004, p. 187-206.
HORNE, John; TOMLINSON, Alan; WHANNEL, Garry. Understanding Sport: An Introduction to the Sociological and Cultural Analysis of Sport. Londres: Routledge, 1999.
INTERNATIONAL OLYMPIC COMMITTEE (IOC). Olympic Charter, 02 ago. 2015. Disponível em: https://bit.ly/36leVM9. Acesso em: 20 dez. 2019.
INTERNATIONAL OLYMPIC COMMITTEE (IOC). Olympic Charter: The International Olympic Committee and the Modern Olympic Games. Charte des Jeux Olympic. Lausanne: COI, 1933.
JORNAL DO BRASIL (jornal), Rio de Janeiro, 1891-1935.
JORNAL DOS SPORTS (jornal), Rio de Janeiro, 1930-1935.
KANIN, David B. A Political History of the Olympic Games. Colorado: Westview Press, 1981.
MELO, Victor Andrade de. Corpos, bicicletas e automóveis: outros esportes na transição do século XIX para o XX. In: PRIORE, Mary Del; MELO, Victor Andrade de (Orgs.). História do esporte no Brasil: do Império aos dias atuais. São Paulo: Editora UNESP, 2009, p. 71-106.
MIAH, Andy; GARCÍA, Beatriz. The Olympics: the basics. Nova Iorque: Routledge, 2012.
O IMPARCIAL (jornal), Rio de Janeiro, 1912-1935.
O PAIZ (jornal), Rio de Janeiro, 1890-1934.
O MALHO (revista), Rio de Janeiro, 1920-1935.
O JORNAL (jornal), Rio de Janeiro, 1930-1935.
PIEROTH, Doris. Los Angeles 1932. In: FINDLING, John; PELLE, Kimberly (Eds.). Encyclopedia of the Modern Olympic Movement. Londres: Greenwood Press, 2004, p. 95-104.
REVISTA DA SEMANA (revista), Rio de Janeiro, 1900-1935.
SCHWARCZ, Lilia Moritz; STARLING, Heloisa Murgel. Brasil: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.
SPORT ILUSTRADO (revista), Rio de Janeiro, 1920-1935.
THEBERGE, Nancy. Gender and Sport. In: COAKLEY, Jay; DUNNING, Eric (Orgs.). Handbook of Sports Studies. Londres: SAGE Publications, 2007, p. 322-333.
Publicado
2020-06-23
Como Citar
Ribeiro Picoreli Montanha, F. A. (2020). As mulheres nos esportes olímpicos: olhares da imprensa carioca (1920-1935). FuLiA / UFMG, 4(3), 172-192. https://doi.org/10.17851/2526-4494.4.3.172-192