Migration and spatial dispersion of the population in the Belo Horizonte region of influence

  • Marly Nogueira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Carlos Lobo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ricardo Alexandrino Garcia Universidade Federal de Minas Gerais
  • Lídia Comini
Palavras-chave: REGIC–BH, Dispersão Espacial da População, Migração

Resumo

As evidências históricas não deixam dúvidas sobre a relevância dos deslocamentos espaciais da população na organização do território nacional. Em vários momentos no tempo essa força de trabalho móvel serviu como fonte catalisadora de profundas transformações econômicas e sociais nas regiões de origem e destino e não apenas como mão de obra disponível para as atividades econômicas. Esse trabalho tem como objetivo a avaliação da magnitude e das principais características da mobilidade e dispersão espacial da população na Região de Inflência de Belo Horizonte (REGIC BH), tendo como base os flxos migratórios intermunicipais identifiados no Censo Demográfio de 2010, utilizando da variável de Data Fixa. Os resultados indicam a tendência geral de perda relativa do peso demográfio da capital mineira, bem como uma signifiativa concentração espacial da emigração de Belo Horizonte com destino aos municípios mais próximos, sobretudo aqueles que integram sua periferia metropolitana. Por outro lado, a imigração é notadamente dispersa espacialmente. Belo Horizonte recebe migrantes de grande parte dos municípios de sua Região de Influência, com especial destaque aos centros regionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marly Nogueira, Universidade Federal de Minas Gerais
Departamento de Geografia.
Carlos Lobo, Universidade Federal de Minas Gerais
Departamento de Geografia.
Ricardo Alexandrino Garcia, Universidade Federal de Minas Gerais
Departamento de Geografia.
Lídia Comini
Publicado
2014-07-01
Seção
Artigos