Ensino de Ciências e Recursos Tecnológicos nos Anos Iniciais da Educação Básica

Palavras-chave: Educação Científica, Tecnologias, Ensino Fundamental I, Contos de Fada, Invenções

Resumo

Esta investigação empírica e qualitativa analisa práticas de ensino investigativas com o uso de recursos tecnológicos a fim de promover uma aprendizagem contextualizada em aulas de ciências nas séries iniciais da educação básica. Para tanto, foi elaborado um projeto que envolveu 56 alunos, com idades entre 6 e 7 anos, em uma escola pública paulista. O projeto teve início com o universo dos contos de fadas e desenvolveu-se através de atividades planejadas em uma perspectiva educacional construtivista. A análise das produções das crianças foi organizada em dimensões que permitem evidenciar, dentre outros aspectos: seu envolvimento e participação ativa, estimulados pelo uso dos recursos tecnológicos como um diferencial em relação às atividades convencionais instrucionais; indícios de uma formação conceitual em certos temas de física; uma capacidade em estabelecerem relações com situações cotidianas; e o desenvolvimento da autoria e do protagonismo na construção do conhecimento.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alisson, E., & Goldston, M. J. (2018). Modern Scientific Literacy: A Case Study of Multiliteracies and Scientific Practices in a Fifth Grade Classroom. Journal of Science Education and Technology, 27, 270–283.

Almeida, M. E. B. (2008). Tecnologias na educação: dos caminhos trilhados aos atuais desafios. Bolema, 21(29), 99–129.

Ariza, M. R., & Armenteros, A. Q. (2014). Nuevas tecnologías y aprendizaje significativo de las ciências. Ensenanza de las ciências, 32(1), 101–115.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Editora 70.

Bingimlas, K. A. (2009). Barriers to the successful integration of ICT in the teaching and learning environments: a review of the literature. Eurasia Journal of Mathematical, Science & Technology Education, 5(3), 235–245.

Blalock, C. L. Lichtenstein, M. J., Owen, S., Pruski, L., Marshall, C., & Toepperwein, M. (2008). In pursuit of validity: a comprehensive review of science attitude instruments 1935–2005. International Journal of Science Education, 30, 961–977.

Bogdan, R. C., & Biklen, S. K. (1994). Investigação Qualitativa em Educação. Porto: Porto Editora.

Buckingham, D. (2010). Cultura digital, educação midiática e o lugar da escolarização. Educação e Realidade, 35(3), 37–58.

Costa, F. A., Rodriguez, C., Cruz, E., & Fradão, S. (2012). Repensar as TIC na educação: o professor como agente transformador. Lisboa: Santillana.

Cuban, L. (2001). Oversold and underused: computers in the classroom. Cambridge, MA: Harvard University Press.

Kerr, K., & Murphy, C. (2012). Children’s attitudes to primary science. In Fraser, B., Tobin, K., & McRobbie, C. (eds.) Springer International Handbook of Education, 1, 627–649. Dordrecht, The Netherlands: Springer.

McNaughton, S., Rosedale, N., Jesson, R., Hoda, R., & Teng, L. (2018). How digital environments in schools might be used to boost social skills: Developing a conditional augmentation hypothesis. Computers & Education, 126, 311–323.

Murphy, C. (2012). Vygotsky and primary science. In Fraser, B., Tobin, K., & McRobbie, C. (eds.) Springer International Handbook of Education, 1, 627–649. Dordrecht, The Netherlands: Springer.

Murphy, C., & Beggs, J. (2003). Children’s perceptions of school science. School Science Review, 84 (308), 109–116.

Nunes, T. S., & Motokane, M. T.(2015). Características das hipóteses em sequências didáticas investigativas. Anais X Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – Águas de Lindóia, SP, p.1–8.

Ogborn, J. (1997). Constructivist metaphors of learning science. Science & Education, 6, 121–133.

Osborne, J. & Hennessy, S. (2003). Literature review in science education and the role of ICT: promise, problems and future directions. London: Futurelab Research. Report 6.

Oliveira, M. K de. (2006). Vygotsky. Aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio-histórico. 4ª ed. São Paulo: Scipione.

Pretto, N., & Pinto, C. C. (2006). Tecnologias e novas educações. Revista Brasileira de Educação, 11 (31), 19–30, 2006.

Santos, V. G., Almeida, S. E., & Zanotello, M. (2018). A sala de aula como um ambiente equipado tecnologicamente: reflexões sobre formação docente, ensino e aprendizagem nas séries iniciais da educação básica. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 99(252), 331–349.

Santos, V., & Galembeck, E. (2018). Sequência Didática com Enfoque Investigativo: Alterações Significativas na Elaboração de Hipóteses e Estruturação de Perguntas Realizadas por Alunos do Ensino Fundamental I. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, 18(3), 879–904. https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2018183879

Sasseron, L. H. (2015). Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, 17(especial), 49–67.

Silva, C. de S., & Penido M. C. M. (2011). Uma leitura sobre problematizações no ensino de ciências. Anais VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Campinas, SP.

Souza, M. A., & Fazenda, I. C. A. (2017). Interdisciplinaridade, currículo e tecnologia: um estudo sobre práticas pedagógicas no ensino fundamental. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, 12(2) 708–721.

Thiollent, M. (2011). Metodologia da pesquisa-ação. 18ª ed. São Paulo: Cortez.

Valente, J. A. (1999). O computador na sociedade do conhecimento. Campinas-SP: UNICAMP/NIED.

Webb, M. E. (2005). Affordances of ICT in science learning: implications for an integrated pedagogy. International Journal of Science Education, 27(6) 705–735.

Zandvliet, D. B. (2012). ICT learning environments and science education: perception to practice. In Fraser, B., Tobin, K., & McRobbie, C. (eds.) Springer International Handbook of Education, 1, 627–649. Dordrecht, The Netherlands: Springer.

Zanotello, M., Studart, N., Torel, A. C. C., Esturari, E. B. M., Zocoler, F. A. S., & Santos, V. G. (2017). TIC e ensino de ciências na educação básica: a construção de um site sobre o sistema reprodutor humano. Enseñanza de las Ciencias, n. extra, 1135–1140.

Publicado
2019-12-03
Como Citar
Santos, V. G. dos, & Zanotello, M. (2019). Ensino de Ciências e Recursos Tecnológicos nos Anos Iniciais da Educação Básica. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, 19, 683-708. https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2019u683708
Seção
Artigos