Formação de professores no período pandêmico

(im)possibilidades de ações e acolhimento no curso de Geografia da UFT/Araguaína

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2020.24711

Palavras-chave:

Formação de professores, Pandemia da COVID-19, Tecnologias da informação e comunicação, Desigualdade regional, Norte do Tocantins

Resumo

No primeiro semestre de 2020, assistimos à suspensão do calendário de graduação da Universidade Federal do Tocantins devido à pandemia (COVID-19). Nesse contexto, este artigo tem como objetivo analisar os desafios, as possibilidades e as dificuldades do curso de licenciatura em Geografia (campus Araguaína) em propor ações formativas e de acolhimento para seus(suas) discentes. Para isso, coletamos informações sobre a situação dos(as) estudantes nos primeiros meses do distanciamento social (com auxílio do formulário do Google) e os relatos destes(as) sobre o I Seminário Online do curso de Geografia da UFT/Araguaína realizado nos dias 8 e 9 de junho de 2020. Os resultados sinalizam as limitações de ordem tecnológica e de um contexto social inédito, culminando mais em impossibilidades do que em possibilidades de ações. O principal desafio encontrado foi o fato de que a maioria dos(as) estudantes não dispõem dos recursos necessários para o acompanhamento de atividades on-line.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Lessio Diniz, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Araguaína, TO, Brasil.

Professora adjunta do curso de Geografia da Universidade Federal do Tocantins (UFT/Araguaína). Doutora em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Ensino de Geografia, Currículo e Formação de professores, atuando principalmente nos temas: metodologia do ensino de Geografia, estudos culturais e identidade, estágio supervisionado e pedagogia crítica do lugar.

Roberto Antero da Silva , Universidade Federal do Tocantins (UFT), Araguaína, TO, Brasil.

Professor adjunto do curso de Geografia da Universidade Federal do Tocantins (UFT/Araguaína). Possui graduação em Geografia pela Universidade do Tocantins, mestrado e doutorado em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará. Possui experiência de quinze anos como docente na educação básica. Desenvolve estudos e/ou pesquisas nos temas: cidade e urbanização, planejamento urbano e regional, desigualdades socioespaciais, ensino de Geografia e cidadania.

Referências

CAVALCANTI, Lana de Souza. O ensino de geografia na escola. 2. reimpr. Campinas, SP: Papirus, 2013.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET. Internet, Desinformação e Democracia. Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2020. 60 p. Disponível em: https://www.cgi.br/media/docs/publicacoes/4/20200327181716/relatorio_internet_desinformacao_e_democracia.pdf. Acesso em: 15 jul. 2020.

COVID-19: conte à UNESCO como você está lidando com o fechamento das escolas. UNIC Rio de Janeiro, 17 abr. 2020. Disponível em: https://unicrio.org.br/covid-19-conte-a-unesco-como-voce-esta-lidando-com-o-fechamento-das-escolas/. Acesso em: 15 jul. 2020.

HAESBAERT, Rogério. Reflexões geográficas em tempos de pandemia. Espaço e Economia – Revista Brasileira de Geografia Econômica, Rio de Janeiro, ano 9, n. 18, p. 1-5, 2020. DOI: https://doi.org/10.4000/espacoeconomia.11826.

LIMA, Débora Assumpção e. A origem da pandemia está no que se come. Boletim Lua Nova, 1 jun. 2020. Disponível em: https://boletimluanova.org/2020/06/01/a-origem-da-pandemia-esta-no-que-se-come/. Acesso em: 10 jun. 2020.

LYNCH, Kevin. A Imagem da Cidade. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

PEREIRA, Carolina Machado Rocha Busch. Reflexões sobre a Geografia Escolar frente às questões de desigualdades, diversidade e exclusão. Revista Sapiência: sociedade, saberes e práticas educacionais (UEG), Iporá, v. 7, n. 2, p. 14-27, jan./jul. 2018.

QUEIROZ, Antônia Márcia Duarte. Formação de professores de Geografia na Amazônia: TIC e Ensino no Norte do Tocantins. Revista Ciência Geográfica, Bauru, v. 24 n. 1, p. 375-402, jan./dez. 2020.

SANTANA FILHO, Manuel Martins de. Implicações das Políticas Educacionais recentes para os professores e formadores de professores de Geografia. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Campinas, v. 10, n. 19, p. 153-172, jan./jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.914.

SANTOS, Milton; SILVEIRA, Maria Laura. O ensino superior público e particular e o território brasileiro. Brasília: ABMES, 2000.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2008.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2014.

TERAMATSU, Gustavo. A Educação Superior no território brasileiro: aproximações a partir dos dados dos censos demográficos (1872-2010). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEÓGRAFOS, 7., 2014, Vitória. Anais [...]. Vitória: UFES, 2014.

TOSTES, Anjuli; MELO FILHO, Hugo. Quarentena: reflexões sobre a pandemia e depois. Bauru: Canal 6, 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Ata da 3ª Reunião Ordinária do Colegiado de Geografia, de 22 de abril de 2020. Araguaína: Colegiado de Geografia, 2020a.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Ata da 3ª Reunião Ordinária do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso de Geografia, de 22 de junho de 2020. Araguaína: Núcleo Docente Estruturante, 2020b.

VALENTE, Jonas. Covid-19: governo declara transmissão comunitária em todo o país. Agência Brasil, 20 mar. 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-03/covid-19-governo-declara-transmissao-comunitaria-em-todo-o-pais. Acesso em: 15 jul. 2020.

Formação de professores no período pandêmico: (im)possibilidades de ações e acolhimento no curso de Geografia da UFT/Araguaína

Downloads

Publicado

2020-12-13

Como Citar

DINIZ, V. L.; SILVA , R. A. da . Formação de professores no período pandêmico: (im)possibilidades de ações e acolhimento no curso de Geografia da UFT/Araguaína. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 10, p. 1–18, 2020. DOI: 10.35699/2237-5864.2020.24711. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/24711. Acesso em: 18 set. 2021.

Edição

Seção

Seção especial: docência no ensino superior em tempos de pandemia