Aspectos ergonômicos e distanciamento social enfrentados por docentes de graduações a distância durante a pandemia

Autores

  • Fátima Aurilane de Aguiar Lima Araripe Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-4245-4102
  • Renata Vieira do Nascimento Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-8309-5815
  • Lydia Dayanne Maia Pantoja Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-4446-7230
  • Germana Costa Paixão Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-3232-8863

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2020.24713

Palavras-chave:

Ergonomia, Tutor, Professor formador, COVID-19

Resumo

Diante as dificuldades do trabalho home office gerado pela pandemia da COVID-19, principalmente considerando os docentes universitários, o presente trabalho objetivou investigar os aspectos ergonômicos e os impactos do distanciamento social vivenciados por tutores e professores formadores de cursos de graduação a distância de uma universidade cearense, em um contexto pandêmico. Trata-se de uma pesquisa descritiva de cunho qualitativo e quantitativo, com aplicação de questionário on-line constituído por 37 questões (objetivas/subjetivas). Participaram 146 indivíduos, dos quais 56,2% eram mulheres, com média etária de 41 anos. 54,1% relataram ritmo de trabalho acelerado, 37,7% apresentam desconforto físico e 34,9% desconforto emocional. 83,6% estão praticando o distanciamento social, 63,7% apresentaram alterações de sono, 65,8% têm consumido mais alimentos, 94,5% têm assumido mais obrigações domésticas/familiares, mesmo assim 48,6% mantiveram a produtividade. Por fim, espera-se assessorar os gestores na dinâmica das atividades de graduações a distância e permitir uma reflexão da prática educacional em tempos adversos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fátima Aurilane de Aguiar Lima Araripe, Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil.

Doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2020), Mestra em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará (2016), especialista em Gestão Ambiental e Desenvolvimento sustentável pela Faculdade Stella Maris (2015) e graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Ceará (2013). É tutora a distância do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Ceará (UAB/UECE), com experiência em docência presencial e a distância na educação básica e superior, nas áreas de Meio Ambiente, Educação Ambiental, Sustentabilidade e Ecologia Aplicada, com ênfase em Biologia da Conservação, atuando principalmente na Conservação no Bioma Caatinga.

Renata Vieira do Nascimento , Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil.

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e mestra em Ciências Veterinárias (UECE). Atualmente, é estudante de doutorado do programa de pós-graduação em Ciências Veterinárias (UECE) e tutora a distância do curso de Ciências Biológicas da UAB/UECE. Tem experiência na área de Biotecnologia da Reprodução, com ênfase em Reprodução de Peixe (caracterização seminal, criopreservação seminal e fertilização).

Lydia Dayanne Maia Pantoja, Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil.

Doutora em Engenharia Civil (Saneamento Ambiental) pela Universidade Federal do Ceará (UFC); mestre em Microbiologia Médica pela UFC e graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Ceará (Bacharel e Licenciatura) (UECE). Atua como professora assistente nível D da Universidade Estadual do Ceará. Docente do Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional (PROFBIO). Coordena a pesquisa do curso de Ciências Biológicas a distância (UECE/UAB). É coordenadora de área do Curso Pré-Universitário UECEVest – Biologia. Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Microbiologia Ambiental e Aplicada, bem como desenvolve trabalhos na área de pesquisa em Educação a Distância e Formação de Professores.

Germana Costa Paixão, Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil (UECE/UAB), Fortaleza, CE, Brasil.

Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual do Ceará, mestre em Patologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e doutoranda em Microbiologia Médica também pela UFC, desde 2018. Professora da Universidade Estadual do Ceará (UECE) desde 2000 e coordenadora do curso de Ciências Biológicas a distância da Universidade Aberta do Brasil (UAB/UECE), desde 2009. Docente do curso de Enfermagem do Centro Universitário Unifametro. Leciona as disciplinas de Microbiologia, Parasitologia e Exames Laboratoriais. É líder do grupo de pesquisas certificado pelo CNPq, intitulado "Tecnologias educacionais e educação a distância", desenvolve pesquisas nas áreas de taxonomia de dermatófitos, fungos anemófilos e produção de material em Microbiologia.

Referências

ABRAHÃO, Julia Issy; PINHO, Diana Lúcia Moura. As transformações do trabalho e desafios teórico-metodológicos da Ergonomia. Estudos de Psicologia, Natal, v. 7, n. especial, p. 45-52, 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-294X2002000300006.

BARBOSA, Andre Machado; VIEGAS, Marco Antônio Serra; BATISTA, Regina Lucia Napolitano Felício Felix. AULAS PRESENCIAIS EM TEMPOS DE PANDEMIA: relatos de experiências de professores do nível superior sobre as aulas remotas. Revista Augustus, Rio de Janeiro, v. 25, n. 51, p. 255-280, 2020. DOI: https://doi.org/10.15202/1981896.2020v25n51p255.

BARBOZA, Valeria Gomes; CASTRO, Márcia Prado. Competências e Habilidades Necessárias ao Tutor na Educação à Distância. Revista Acadêmica Integra/Ação, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 237-250, 2017. DOI: https://doi.org/10.22287/integraacao.v1i1.523.

BRANDÃO, Ana Cristina da Silva; FREITAS, Michelle. A IMPORTÂNCIA DA MOTIVAÇÃO E SUA INFLUÊNCIA NO AMBIENTE DE TRABALHO: Um estudo de caso no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso–Campus Juína. Revista Científica da Ajes, Juína, v. 8, n. 17, 2019.

BRASIL. Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. NR 17 Ergonomia. Ministério do Trabalho e Emprego, Brasília, DF. 2007. Disponível em: http://www.pncq.org.br/uploads/2012/09/NR-17.pdf. Acesso em: 08 jul. 2018.

BRASIL, Ministério da Saúde. Resolução Nº 510, de 07 de abril de 2016. Diretrizes e Normas de Pesquisa em Seres Humanos para pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. Conselho Nacional de Saúde, Brasília, DF. 2016.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUSSO, Helder Lima; ARCHER, Aline Battisti; LUIZ, Fernanda Bordignon; SAHÃO, Fernanda Torres; LUCA, Gabriel Gomes; HENKLAIN, Marcelo; PANOSSO, Mariana Gomide; KIENEN, Nádia; BELTRAMELLO, Otávio; GONÇALVES, Valquiria Maria. Ensino Superior em Tempos de Pandemia: Diretrizes à Gestão Universitária. Educação e Sociedade, Campinas, v. 41, p. 26, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/es.238957.

INSFRAN, Fernanda Fochi Nogueira; MUNIZ, Ana Guimarães Correa Ramos. Maternagem e Covid-19: desigualdade de gênero sendo reafirmada na pandemia. Diversitates International Journal, Niterói, v. 12, n. 2, p. 26-47, 2020.

MCDANIEL, Anne. Women’s Rising Share of Tertiary Enrollment: A Cross-National Analysis. FIRE: Forum for International Research in Education, Texas, v. 1, n. 2, p. 1-21, 2014. DOI: https://doi.org/10.18275/fire201401021016.

ODRIOZOLA-GONZÁLEZ, Paula; PLANCHUELO-GÓMEZ, Álvaro; IRURTIA, María Jesús; LUIS-GARCÍA, Rodrigo de. Psychological effects of the COVID-19 outbreak and lockdown among students and workers of a Spanish university. Psychiatry Research, [S.l.], v. 290, p. 1-8, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.psychres.2020.113108.

OLIVEIRA, Anita Loureiro de. A espacialidade aberta e relacional do lar: a arte de conciliar maternidade, trabalho doméstico e remoto na pandemia da COVID-19. Revista Tamoios, Rio de Janeiro, v. 16, n. 1, p. 154-166, 2020. DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2020.50448.

ORNELL, Felipe; SCHUCH, Jaqueline B.; SORDI, Anne O.; KESSLER, Felix Henrique Paim. “Pandemic fear” and COVID-19: mental health burden and strategies. Brazilian Journal Of Psychiatry, [S.l.], v. 42, n. 3, p. 232-235, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1516-4446-2020-0008.

PAULA, Francisco Wagner de Sousa; CASTRO, Laura Helena Pinto de; PANTOJA, Lydia Dayanne Maia; PAIXÃO, Germana Costa. Análise ergonômica da função de tutoria em um curso de graduação a distância. In: XV CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO SUPERIOR A DISTÂNCIA E IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO SUPERIR A DISTÂNCIA – ESUD, 2018. Natal. Anais […] Natal: ESUD, 2018.

PONTES, Fernanda Rodrigues; ROSTAS, Márcia Helena Sauaia Guimarães. Precarização do trabalho do docente e adoecimento: COVID-19 e as transformações no mundo do trabalho, um recorte investigativo. Revista Thema, Pelotas, v. 18, n. 1, p. 278-300, 2020. DOI: https://doi.org/10.15536/thema.V18.Especial.2020.278-300.1923.

RICHTER, Alexander. Locked-down digital work. International Journal Of Information Management, [S.l.], v. 55, p. 1-3, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.ijinfomgt.2020.102157.

SAHU, Pradeep. Closure of Universities Due to Coronavirus Disease 2019 (COVID-19): Impact on Education and Mental Health of Students and Academic Staff. Cureus, Palo Alto, v. 12, n. 4, p. 1-6, 2020. DOI: http://doi.org/10.7759/cureus.7541.

SARMET, Mauricio Miranda; ABRAHÃO, Julia Issy. O tutor em Educação a Distância: análise ergonômica das interfaces mediadoras. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 46. p. 109-141, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-46982007000200004.

SHIGEMURA, Jun; URSANO, Robert J.; MORGANSTEIN, Joshua C.; KUROSAWA, Mie; BENEDEK, David M. Public responses to the novel 2019 coronavirus (2019‐nCoV) in Japan: mental health consequences and target populations. Psychiatry and Clinical Neurosciences, [S.l.], v. 74, n. 4, p. 281-282, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1111/pcn.12988.

SBMEE. Informe da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE) sobre exercício físico e o coronavírus (COVID-19). São Paulo: SBMEE, 2020. Disponível em: http://www.medicinadoesporte.org.br/wp-content/uploads/2020/03/sbmee_covid19_final.pdf. Acesso em: 04 ago. 2020.

SOUSA JÚNIOR, João Henriques de; IWAYA, Gabriel Horn; CARDOSO, Janaína Gularte; FARIAS, Miriam Leite; SILVA, Bianca Gabriely Ferreira. O distanciamento social na percepção dos brasileiros. Revista Encantar-Educação, Cultura e Sociedade, Bom Jesus da Lapa, v. 2, p. 1-10, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.46375/encantar.v2.0024.

XIAO, Han; ZHANG, Yan; KONG, Desheng; LI, Shiyue; YANG, Ningxi. Social capital and sleep quality in individuals who self-isolated for 14 days during the coronavirus disease 2019 (COVID-19) outbreak in January 2020 in China. Medical science monitor: international medical journal of experimental and clinical research, [S.l.], v. 26, p. e923921-1-e923921-8, 2020. DOI: http://doi.org/10.12659/MSM.923921.

Aspectos ergonômicos e distanciamento social enfrentados por docentes de graduações a distância durante a pandemia

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

ARARIPE, F. A. de A. L.; NASCIMENTO , R. V. do .; PANTOJA, L. D. M. .; PAIXÃO, G. C. Aspectos ergonômicos e distanciamento social enfrentados por docentes de graduações a distância durante a pandemia . Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 10, p. 1–19, 2020. DOI: 10.35699/2237-5864.2020.24713. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/24713. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Seção especial: docência no ensino superior em tempos de pandemia