Potencialidades do microensino reflexivo na formação Inicial de professores de Química

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2021.34412

Palavras-chave:

Licenciatura, Oportunidades de aprendizagem, Prática reflexiva

Resumo

O microensino é um procedimento para a formação de professores que promove uma simulação da prática de ensino em situação de aprendizagem. Nos cursos de licenciatura, normalmente caracteriza-se pela filmagem de uma aula ministrada por um licenciando para seus respectivos colegas e professor formador, com a posterior análise da filmagem pelos participantes. Considerando o microensino como um meio de praticar o ensino com vistas a uma formação inicial baseada na epistemologia da prática, estabelecemos para este estudo os seguintes objetivos: I) Examinar as potencialidades de uma experiência de microensino reflexivo para a formação inicial de professores de Química; e II) Identificar oportunidades de aprendizagem promovidas a partir dessa experiência de microensino reflexivo. Os procedimentos analíticos foram realizados conforme a Análise de Conteúdo de Bardin (2011) e a coleta de dados ocorreu por meio de um questionário reflexivo. Os resultados indicam a promoção de diferentes oportunidades de aprendizagem, como: comparação; compreensão; crítica; identificação; observação; organização; percepção; proposição; reconhecimento; e reflexão de diferentes aspectos da prática docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Lucas Reis Costa, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, PR, Brasil.

Licenciado em Química pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Mestre e doutorando pelo programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática (PECEM) da UEL. Integrante do Grupo de Pesquisa Educação em Ciências e Matemática (EDUCIM) da UE

Fabiele Cristiane Dias Broietti, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, PR, Brasil.

Licenciada em Química pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Mestrado em Ensino de Ciências pela UEL e doutorado em Educação para as Ciências pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professora no programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática (PECEM) e no Programa de Mestrado Profissional em Química em Rede Nacional (PROFQUI).

Referências

ABEDNIA, Arman; HOVASSAPIAN, Addeh; TEIMOURNEZHAD, Shohre; GHANBARI, Nazanin. Reflective journal writing: Explaining in-service EFL teachers’ perceptions. System, v. 41, n. 3, p. 503-514, 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.system.2013.05.003. Acesso em: 4 jun. 2021.

ALGER, C. Christianna. What went well, what didn’t go so well: Growth of reflection in pre-service teachers. Reflective Practice, v. 7, n. 3, p. 287-301, 2006. Disponível em: https://doi.org/10.1080/14623940600837327. Acesso em: 4 jun. 2021.

ARRIGO, Viviane. Estudo sobre as reflexões dos estudantes em Química nas atividades de microensino: implicações para a formação inicial docente. 2015. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2015. Disponível em: http://www.uel.br/pos/mecem/arquivos_pdf/Dissert.%20Versao%20final%20(Viviane%20Arrigo).pdf. Acesso em: 4 jun. 2021.

ARRIGO, Viviane; LORENCINI JÚNIOR, Álvaro; BROIETTI, Fabiele Cristiane Dias. A autoscopia bifásica integrada ao microensino: uma estratégia de intervenção reflexiva na formação de professores de química. Investigações em Ensino de Ciências, v. 22, n. 1, p. 1-22, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22600/1518-8795.ienci2017v22n1p01. Acesso em: 4 jun. 2021.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BROIETTI, Fabiele Cristiane Dias; STANZANI, Enio de Lorena. Os estágios e a formação inicial de professores: experiências e reflexões no curso de licenciatura em química da UEL. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 38, n. 3, p. 306-317, 2016.

CARVALHO, Wilson; STANZANI, Enio de Lorena; PASSOS, Marinez Meneghello; LORENCINI JÚNIOR, Álvaro. Ações de um licenciando em química em situação de microensino seguida de autoscopia. Revista Prática Docente, v. 5, n. 3, p. 1841-1864, 2020.

CHIBIAQUE, Francieli Martins; RITTER, Jaqueline. Compreensões da prática de gravação em vídeo de microensino na formação de professores de Química. Educação Química en Punto de Vista, v. 5, n. 1, p. 134-153, 2021. Disponível em: https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2613. Acesso em: 4 ago. 2021.

COCHRAN-SMITH, Marilyn; LYTLE, Susan Landy (ed.). Inside/outside: Teacher research and knowledge. New York; London: Teachers College Press, 1993.

COSTA, Sandro Lucas Reis; BORTOLOCI, Naiara Briega; BROIETTI, Fabiele Cristiane Dias; VIEIRA, Rui Marques; TENREIRO-VIEIRA, Celina. Pensamento Crítico no Ensino de Ciências e Educação Matemática: Uma Revisão Bibliográfica Sistemática. Investigações em Ensino de Ciências, v. 26, n. 1, p. 145-168, 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22600/1518-8795.ienci2021v26n1p145. Acesso em: 4 ago. 2021.

COSTA, Sandro Lucas Reis; BROIETTI, Fabiele Cristiane Dias; PASSOS, Marinez Meneghello. The Levels and Nature of Pre-Service Chemistry Teachers' Reflections in a Public University in Southern Brazil. Problems of Education in the 21st Century, v. 78, n. 2, p. 147-166, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.33225/pec/20.78.147. Acesso em: 4 jun. 2021.

DAY, Christopher. Professional development and reflective practice: Purposes, processes and partnerships. Pedagogy, Culture and Society, v. 7, n. 2, p. 221-233. 1999. Disponível em: https://doi.org/10.1080/14681366.1999.11090864. Acesso em: 4 jun. 2021.

DEWEY, John. How we think. Chelmsford: Courier Corporation, 1997.

DONNELLY, Roisin; FITZMAURICE, Marian. Towards productive reflective practice in microteaching. Innovations in Education and Teaching International, v. 48, n. 3, p. 335-346, 2011.

GROSSMAN, P. Studying teacher education, the report of the AERA panel on research and teacher education: Research on pedagogical approaches in teacher education. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates, 2009. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/14703297.2011.593709. Acesso em: 4 jun. 2021.

HILA, Cláudia Valéria Doná. O microensino como instrumento de formação do professor de língua portuguesa. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, v. 31, n. 1, p. 33-41, 2009. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/1821. Acesso em: 4 jun. 2021.

KARLSTRÖM, Matti; HAMZA, Karim. Preservice science teachers’ opportunities for learning through reflection when planning a microteaching unit. Journal of Science Teacher Education, v. 30, n. 1, p. 44-62, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1080/1046560X.2018.1531345. Acesso em: 4 jun. 2021.

KLEPKA, Verônica; CORAZZA, Maria Julia. Autoscopia de uma professora em formação continuada para a aprendizagem da filogenia. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas, v. 14, n. 32, p. 130-144, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpa.br/index.php/revistaamazonia/article/view/6186. Acesso em: 4 jun. 2021.

KOURIEOS, Stella. Video-mediated microteaching – A stimulus for reflection and teacher growth. Australian Journal of Teacher Education, v. 41, n. 1, p. 65-80, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14221/ajte.2016v41n1.4. Acesso em: 4 jun. 2021.

KUTER, Sıtkıye; GAZI, Zehra Altınay; AKSAL, Fahriye Altınay. Examination of Co-construction of Knowledge in Videotaped simulated Instruction. Educational Technology & Society, v. 15, n. 1, p. 174-184, 2012. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/pdf/jeductechsoci.15.1.174.pdf. Acesso em: 4 jun. 2021.

LOUGHRAN, John. Developing a pedagogy of teacher education: Understanding teaching and learning about teaching. Oxon, UK: Routledge, 2006.

MERGLER, Amanda; TANGEN, Donna. Using microteaching to enhance teacher efficacy in pre‐service teachers. Teaching Education, v. 21, n. 2, p. 199-210, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1080/10476210902998466. Acesso em: 4 jun. 2021.

MUIR, Tracey; BESWICK, Kim. Stimulating reflection on practice: Using the supportive classroom reflection process. Mathematics Teacher Education and Development, v. 8, p. 74-93, 2007. Disponível em: https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ836495.pdf. Acesso em: 4 jun. 2021.

OLIVEIRA, Tânia Modesto Veludo. Contribuições do microensino para a formação docente em administração: reflexões sobre a vivência de professores um ano após o treinamento. In: ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO – EnANPAD, 37., Rio de Janeiro, 2013. Anais… Rio de Janeiro: ANPAD, 2013.

RICHARDS, Jack C.; FARRELL, Thomas SC. Practice teaching: A reflective approach. Cambridge: Cambridge University Press, 2011.

SILVA, Arlete Mendes da; ATAÍDES, Marcos Augusto Marques. O uso de mini-aulas como ferramenta no processo de formação do aluno-professor. In: ENCONTRO DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO – EDIPE, 3., Goiânia, 2009. Anais… Goiânia: EDIPE, 2009. p. 1-6.

ZEICHNER, Ken; LIU, Katrina Yan. A critical analysis of reflection as a goal for teacher education. In: ZEICHNER, Ken; LIU, Katrina Yan. Handbook of reflection and reflective inquiry. Boston, MA: Springer, 2010. p. 67-84. Disponível em: https://link.springer.com/chapter/10.1007%2F978-0-387-85744-2_4. Acesso em: 4 jun. 2021.

Downloads

Publicado

06-12-2021

Como Citar

COSTA, S. L. R.; BROIETTI, F. C. D. Potencialidades do microensino reflexivo na formação Inicial de professores de Química. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 11, p. 1–19, 2021. DOI: 10.35699/2237-5864.2021.34412. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/34412. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos