Mapeamento do ensino de práticas integrativas e complementares nas graduações de Enfermagem, Medicina e Odontologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2022.35437

Palavras-chave:

práticas integrativas e complementares, ensino superior, Enfermagem, Medicina, Odontologia

Resumo

O estudo analisou a oferta de disciplinas abordando as Práticas Integrativas e Complementares em Saúde nas graduações em Enfermagem, Medicina e Odontologia de universidades públicas brasileiras. O mapeamento foi realizado a partir de dados disponibilizados no site do Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Ensino Superior (Cadastro e-MEC) e por posterior análise de documentos (projeto político-pedagógico, matriz curricular e/ou ementário), disponibilizados nos sites oficiais das universidades. A concordância dos dados foi testada pela avaliação inter-juízes e pela realização de estatística descritiva. Em relação ao apontado na literatura, houve um aumento na oferta curricular sobre o tema, porém, esse tópico continua pouco expressivo nas universidades, face à demanda da população. A maioria dos componentes curriculares foram ofertados nos cursos de Enfermagem e Medicina de universidades públicas das regiões Nordeste e Sudeste. Predominaram componentes curriculares optativos e apenas um pequeno número destes desenvolveu atividades práticas. Destacam-se, nos ementários, temas de caráter generalista, com grande interface com a Saúde Coletiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erika Maria Sampaio Rocha, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Saúde Pública pela Universidade de Ribeirão Preto e em Saúde da Família pela Escola Estadual de Saúde Pública da Bahia. Mestra e doutora pelo Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Espírito Santo. Professora adjunta na Universidade Federal do Sul da Bahia, Teixeira de Freitas, BA.

Ezequiel Batista do Nascimento, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Graduação em Psicologia pelo Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN). Especialização em Neuropsicologia pelo Instituto Prominas - MG. Mestrado e doutorado em Psicobiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Carolina Alves Marques, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Bacharel interdisciplinar em Saúde e graduanda em Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Pós-graduada (especialização) em Saúde Coletiva pela UFSB. Membro do Programa de Educação para o Trabalho em Saúde: Interdisciplinaridade, no eixo Ações Interprofissionais de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde na Atenção Básica (PET-PICS).

Larissa Ferreira Passos, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Bacharel interdisciplinar em Saúde e graduanda em Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Bacharel em Enfermagem pela Universidade Federal do Espírito Santo. Bolsista do Programa de Educação pelo Trabalho: PET-Saúde/GraduaSUS e PET-Saúde/Interprofissionalidade, UFSB. Diretora de ensino e fundadora da Liga Acadêmica de Medicina de Família e Comunidade, UFSB.

Lucas Alves Noronha Barreto, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Bacharel interdisciplinar em Saúde e graduando em Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Membro do Programa de Educação para o Trabalho em Saúde (PET-Saúde/Interprofissionalidade, no eixo Ações Interprofissionais de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde na Atenção Básica (PET-PICS).

Reinan do Carmo Souza, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Bacharel interdisciplinar em Saúde e graduando em Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Campus Paulo Freire. Atua no Programa de Educação pelo Trabalho para a saúde (PET-Saúde/Interprofissionalidade), no eixo Ações Interprofissionais de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde na Atenção Básica.

Thaynara Ferreira de Souza, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Bacharel interdisciplinar em Saúde e graduanda em Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Membro do Programa de Educação para o Trabalho em Saúde (PET-Saúde/Interdisciplinaridade), no eixo Ações Interprofissionais de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde na Atenção Básica (PET-PICS).

Yago Soares Fonseca, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas, BA, Brasil.

Bacharel interdisciplinar em Saúde e graduando em Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Membro do Programa de Educação pelo Trabalho em Saúde (PET-Saúde/Interprofissionalidade) e do grupo temático de Práticas Integrativas e Complementares pela UFSB.

Referências

AZEVEDO, Cissa et al. Práticas integrativas e complementares no âmbito da enfermagem: aspectos legais e panorama acadêmico-assistencial. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 23, n. 2, p. 1-9, 2019, e20180389. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2018-0389. Disponível em: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452019000200226&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 06 maio 2021.

AZEVEDO, Elaine de; PELICIONI, Maria Cecília Focesi. Práticas integrativas e complementares de desafios para a educação. Trab. Educ. Saúde (Online), Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 361-378, fev. 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1981-77462011000300002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tes/a/WWDNxsKSVRpy75V6PN66R8B/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 set. 2020.

BARBONI, Viviane Graziela de Almeida Vasconcelos; CARVALHO, Yara Maria de; SOUZA, Vagner Herculano de. A formação em saúde coletiva nos currículos de Educação Física: um retrato atual. Movimento, Porto Alegre, v. 27, p. e27065, 2021. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.113041. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/113041. Acesso em: 5 out. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS: PNPIC-SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_praticas_integrativas_compleme%20ntares_2e_d.pdf . Acesso em: 12 jun. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS: atitude de ampliação de acesso. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 702, de 21 de março de 2018. Altera a Portaria de Consolidação nº 2/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para incluir novas práticas na Política Nacional. Diário Oficial da União, 2018. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2018/prt0702_22_03_2018.html. Acesso em: 12 maio 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Saúde da Família. Coordenação Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde. Relatório de Monitoramento Nacional das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde nos Sistemas de Informação em Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: http://observapics.fiocruz.br/wp-content/uploads/2020/08/Relato%CC%81rio-de-Monitoramento-das-PICS-no-Brasil-julho_2020_v1_0.pdf. Acesso em: 10 maio de 2021.

BRASIL. Resolução nº 3, de 20 de junho de 2014. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina e dá outras providências. Diário Oficial da União, 23 jun. 2014. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=15874-rces003-14&category_slug=junho-2014-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 02 mar. 2019.

BRASIL. Resolução nº 573, de 31 de janeiro de 2018. Institui as Diretrizes Curriculares do Curso de Graduação em Enfermagem e dá outras providências. Diário Oficial da União, 06 nov. 2018, Seção 1, p. 38. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/48743098/do1-2018-11-06-resolucao-n-573-de-31-de-janeiro-de-2018-48742847. Acesso em: 12 maio 2021.

CABSIN. Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa. Quem somos. Disponível em: https://cabsin.org.br/membros/quem-somos/. Acesso em: 15 jun. 2021.

DIAS, Henrique Sant’Anna; LIMA, Luciana Dias de; TEIXEIRA, Márcia. A trajetória da política nacional de reorientação da formação profissional em saúde no SUS. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n. 6, p. 1613-1624, jun. 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232013000600013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/HNSRXR83T7VKTXFf4qwNxQp/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 12 maio 2021.

GOECKS, Débora Regina; MORSCH, Lisoni Muller; SILVA, Chana de Medeiros da. Formação de estudantes da área da saúde em práticas integrativas e complementares. Revista Interdisciplinar de Promoção da Saúde, Santa Cruz do Sul, v. 2, n. 2, p. 84-91, abr./jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rips.v2i2.14080. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/ripsunisc/article/view/14080/8822. Acesso em: 06 abr. 2021.

GONÇALVES, Rodrigo Noll et al. Práticas Integrativas e Complementares: inserção no contexto do ensino Odontológico. Revista da ABENO, Porto Alegre, v. 18, n.2, p. 114-123, 2018. DOI: https://doi.org/10.30979/rev.abeno.v18i2.495. Disponível em: https://revabeno.emnuvens.com.br/revabeno/article/view/495/412. Acesso em: 10 maio 2021.

MARQUES, Joyce Viana. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do SUS: um olhar sobre a formação profissional. 2020. 117 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Profissional em Saúde) – Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/43579/4/Joyce_Viana_Marques_EPSJV_Mestrado_2020.pdf. Acesso em: 05 jun. 2021.

MATOS, Daniel Abud Seabra. Confiabilidade e concordância entre juízes: aplicações na área educacional. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 25, n. 59, p. 298-324, set./dez. 2014. DOI: https://doi.org/10.18222/eae255920142750. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/index.php/eae/article/view/2750/2856. Acesso em: 06 dez. 2019.

NASCIMENTO, Marilene Cabral do et al. Formação em práticas integrativas e complementares em saúde: desafios para as universidades públicas. Trab. Educ. Saúde (Online), Rio de Janeiro, v. 16, n. 2, p. 751-772, maio/ago. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sol00130. Disponível em:https://www.scielo.br/j/tes/a/4PGykgCDsjXR3BjJYMqvrts/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 06 abr. 2021.

RUELA, Ludmila de Oliveira et al. Implementação, acesso e uso das práticas integrativas e complementares no Sistema Único de Saúde: revisão da literatura. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 24, n. 11, p. 4239-4250, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320182411.06132018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/DQgMHT3WqyFkYNX4rRzX74J/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 jun. 2021.

SALLES, Léia Fortes; HOMO, Rafael Fernandes Bel; SILVA, Maria Júlia Paes da. Situação do ensino das práticas integrativas e complementares nos cursos de graduação em Enfermagem, Fisioterapia e Medicina. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v. 19, n. 4, p. 741-746, out./dez. 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v19i4.35140. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/35140/23941. Acesso em: 06 maio 2021.

SCHERER, Charlene Inês et al. O trabalho em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: uma difícil integração? Saúde em Debate, Rio de Janeiro, v. 42, n. spe 2, p. 233-246, out. 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042018S216. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sdeb/a/VNpzjJxJvP3sDfnMJ8SBjpS/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 05 fev. 2021.

SILVA, Gisléa Kândida Ferreira da et al. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares: trajetória e desafios em 30 anos do SUS. Physis: Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 30, n. 1, p. e300110, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-73312020300110. Disponível em: https://www.scielo.br/j/physis/a/KrS3WpRhWWS34mccMtyxXPH/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 20 jun. 2021.

SILVA, Luana Batista da; LIMA, Indiara Campos; BASTOS, Rodrigo Almeida. Terapias complementares e integrativas: conhecimento e utilização pelos docentes do curso de Enfermagem de uma instituição pública. Revista de Saúde Coletiva da UEFS, Feira de Santana, v. 5, n. 1, p. 40-45, dez. 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.13102/rscdauefs.v5i1.1008. Disponível em: http://periodicos.uefs.br/index.php/saudecoletiva/article/view/1008/796. Acesso em: 20 jun. 2021.

SOUSA, Islândia Maria Carvalho de et al. Práticas integrativas e complementares: oferta e produção de atendimentos no SUS e em municípios selecionados. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 28, n. 11, p. 2143-2154, nov. 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0102-311x2012001100014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/ZR38HSZQ5pNtNNsmvHrpPPH/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 nov. 2019.

TEIXEIRA, Marcus Zulian. Antropologia Médica Vitalista: uma ampliação ao entendimento do processo de adoecimento humano. Revista de Medicina, São Paulo, v. 96, n. 3, p. 145-158, jul./set. 2017. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v96i3p145-158. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revistadc/article/view/110789/133946. Acesso em: 10 nov. 2019.

TELESI JÚNIOR, Emílio. Práticas integrativas e complementares em saúde, uma nova eficácia para o SUS. Estudos Avançados, São Paulo, v. 30, n. 86, p. 99-112, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-40142016.00100007. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/115083/112793. Acesso em: 10 nov. 2019.

TESSER, Charles Dalcanale; LUZ, Madel Therezinha. Racionalidades médicas e integralidade. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, p. 195-206, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000100024. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/dXWYqZpL6fwdfdVhGmMLqxQ/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 nov. 2019.

TESSER, Charles Dalcanale; SOUSA, Islandia Maria Carvalho de; NASCIMENTO, Marilene Cabral do. Práticas integrativas e complementares na atenção primária à saúde brasileira. Saúde em Debate, Rio de Janeiro, v. 42, n. spe 1, p. 174-188, 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042018S112. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sdeb/a/SY9PZWpk4h9tmQkymtvV87S/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 nov. 2019.

TRIPPO, Karen Valadares et al. Concepção de acadêmicos de saúde sobre a PNPIC e sua aplicabilidade no SUS. Revista Pesquisa em Fisioterapia, Salvador, v. 7, n. 4, p. 481-488, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i4.1577. Disponível em: https://www5.bahiana.edu.br/index.php/fisioterapia/article/view/1577/1041. Acesso em: 05 maio 2020.

VIEIRA, Daniele Vasconcelos Fernandes; KNOPP, Isabella Aparecida Silva; OLIVEIRA, Jeania Lima. Implementação da disciplina de Práticas Integrativas e Complementares no SUS no Curso de Medicina da UECE: relato da primeira monitora. In: SILVA NETO, Benedito Rodrigues da (org.). Prevenção e promoção de saúde. Prevenção e promoção de saúde. 6 ed. Ponta Grossa: Atena Editora, 2019. p. 117-123. DOI: 10.22533/at.ed.38019181218. Disponível em: https://sistema.atenaeditora.com.br/index.php/admin/api/artigoPDF/26237. Acesso em: 05 jun. 2020.

WHO. World Health Organization. Traditional Medicine Strategy: 2014-2023. Hong Kong: WHO, 2013. 76 p. Disponível em: http://apps.who.int/medicinedocs/en/m/abstract/Js21201e. Acesso em: 12 jun. 2021.

Downloads

Publicado

04-05-2022

Como Citar

ROCHA, E. M. S.; NASCIMENTO, E. B. do; MARQUES, C. A.; PASSOS, L. F.; BARRETO, L. A. N.; SOUZA, R. do C.; SOUZA, T. F. de; FONSECA, Y. S. Mapeamento do ensino de práticas integrativas e complementares nas graduações de Enfermagem, Medicina e Odontologia. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 12, p. 1–21, 2022. DOI: 10.35699/2237-5864.2022.35437. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/35437. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)