Análise das dissertações e teses do programa de pós-graduação em enfermagem da universidade federal da paraíba

Autores

  • Cláudia Jeane Lopes Pimenta Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa Paraíba , Brazil, Universidade Federal da Paraíba-UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, Paraíba - Brasil.
  • Wiliana Aparecida Alves de Brito Fernandes Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa Paraíba , Brazil, Universidade Federal da Paraíba-UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, Paraíba - Brasil.
  • Renata Maia de Medeiros Falcão Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa Paraíba , Brazil, Universidade Federal da Paraíba-UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, Paraíba - Brasil.
  • Sthephanie de Abreu Freitas Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa Paraíba , Brazil, Universidade Federal da Paraíba-UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, Paraíba - Brasil.
  • Jacira dos Santos Oliveira Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa Paraíba , Brazil, Universidade Federal da Paraíba-UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, Paraíba - Brasil.
  • Kátia Neyla de Freitas Macedo Costa Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa Paraíba , Brazil, Universidade Federal da Paraíba-UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, Paraíba - Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2018.49656

Palavras-chave:

Enfermagem, Pesquisa em Enfermagem, Características dos Estudos, Educação em Enfermagem, Educação de Pós-Graduação em Enfermagem

Resumo

Objetivo: analisar a tendência temática e metodológica das dissertações e teses do programa de pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal da Paraíba. Método: estudo descritivo e documental, mediante a análise das teses e dissertações defendidas entre 2008 e 2016. Resultados: foram defendidas 162 dissertações e 26 teses, havendo maior prevalência de estudos descritivos, com abordagem qualitativa, na linha de pesquisa de Políticas e Práticas em Saúde e Enfermagem e na área temática de Enfermagem em Saúde do Adulto e Idoso, tendo o hospital como cenário mais frequente. A técnica de entrevista semiestruturada foi a mais utilizada, com análise dos dados por meio de softwares de análise estatística. Evidenciou-se que a teoria das necessidades humanas básicas foi a mais utilizada. Conclusão: verificou-se maior aprofundamento científico da ciência da Enfermagem, com a consolidação de novas linhas de pesquisa e, assim, novas perspectivas e saberes são construídos e difundidos na comunidade científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Leite KNS, Santos SR, Andrade SSC, Zaccara AAL, Brito KKG, Silva SCR. The use of information technology and communication among teachers in the light of Grounded Theory. J Nurs UFPE on line. 2016[citado em 2017 jul. 10];10(2):515-23. Disponível em: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/viewArticle/8804

Oliveira DC, Ramos FRS, Barros ALBL, Nóbrega MML. Classificação das áreas de conhecimento do CNPq e o campo da enfermagem: possibilidades e limites. Rev Bras Enferm. 2013[citado em 2017 jul. 11];66(esp):60-5. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66nspe/v66nspea08.pdf

Erdmann AL, Fernandes JD, Lunardi VL, Robazzi MLCC, Rodrigues RAPO. Alcance da excelência por programas brasileiros de pós-graduação stricto sensu com doutorado em enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2012[citado em 2017 jul 10];21(1):130-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v21n1/a15v21n1

Scochi CGS, Munari DB, Gelbcke FL, Erdmann AL, Gutiérrez MGR, Rodrigues RAP. Pós-graduação Stricto Sensu em enfermagem no Brasil: avanços e perspectivas. Rev Bras Enferm. 2013[citado em 2017 jul. 13];66(esp):80-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66nspe/v66nspea11.pdf

Scochi CGS, Gelbcke FL, Ferreira MA, Lima MADS, Padilha KG, Padovani NA, et al. Nursing doctorates in Brazil: research formation and theses production. Rev Latino-Am Enferm. 2015[citado em 2017 jul. 22];23(3):387-94. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v23n3/0104-1169rlae-23-03-00387.pdf

Ministério da Saúde (BR). Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível superior - CAPES. Área de avaliação Enfermagem. Relatórios de avaliação 2010-2012 - trienal 2013. [citado em 2017 jul. 20]. Disponível em: http://www.avaliacaotrienal2013.capes.gov.br/relatorios-de-avaliacao

Ministério da Educação (BR). Resolução nº 30/2014 do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - Consepe. [citado em 2017 jul. 30]. Disponível em: https://sigaa.ufpb.br/sigaa/verProducao?idProducao=74327&key=ff04bcbd984276f2e8f9ab5b166876d4

Universidade Federal da Paraíba. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações. TEDE. Sistema de Publicação Eletrônica de Teses e Dissertações. 2017. [citado em 2017 ago. 02]. Disponível em: http://tede.biblioteca.ufpb.br/

Ministério da Educação (BR). Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Avaliação Quadrienal. Brasília; 2016. [citado em 2017 ago. 07]. Disponível em: http://www.capes.gov.br/images/documentos/Documentos_de_area_2017/20_enfe_docarea_2016.pdf

Baggio MA, Rodrigues MA, Erdmann AL, Figueiredo MCAB, Vieira MMS. Production of nursing thesis and dissertations in Portugal, 2000-2010: a bibliometric study. Texto Contexto Enferm. 2014[citado em 2017 ago. 03];23(2):250-60. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v23n2/01040707-tce-23-02-00250.pdf

Medeiros M. Pesquisas de abordagem qualitativa. Rev Eletrônica Enferm. 2012[citado em 2017 ago. 10];14(2):224-5. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/revista/v14/n2/v14n2a01.htm

Silva PP, Oliveira MS, Spindola T, Xavier ML, Oliveira DC, Franco VQ. Análise das dissertações de mestrado em enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rev Enferm UERJ. 2016[citado em 2017 ago. 10];24(4):e18407. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v24n4/v24n4a05.pdf

Oliveira DC. Prioridades de pesquisa em enfermagem e as linhas de pesquisa: dando continuidade ao debate. Rev Enferm UERJ. 2014[citado em 2017 ago. 09];22(5):712-6. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v22n5/v22n5a21.pdf

Nascimento MEB, Kochla KRA, Balduino AFA. Análisis del perfil de las tesis de calidad de enfermería. J Nurs UFPE on line. 2013[citado em 2017 ago. 07];7(7):4648-54. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/11714/13932

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Pesquisa Nacional de Saúde 2013: percepção do estado de saúde, estilo de vida e doenças crônicas. Brasil. Grandes regiões e unidades da federação. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2014. [citado em 2017 jul. 10]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/pns/2013/

Antonini FO, Boehs AE, Lenard MH, Budó MLD, Monticelli M. Enfermagem e cultura: características das teses e dissertações produzidas na pósgraduação da enfermagem brasileira. Rev Enferm UFSM. 2014[citado em 2017 jul 10];4(1):163-71. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/9724/pdf

Sodré F, Littike D, Drago LMB, Perim MCM. Empresa brasileira de serviços hospitalares: um novo modelo de gestão? Serv Soc Soc. 2013[citado em 2017 ago. 12];114:365-80. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sssoc/n114/n114a09.pdf

Ministério da Educação (BR). Hospitais universitários. Brasília: ME; 2015. [citado em 2017 jul. 10]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=512&

Silva HP, Caxias MCL. Benefícios para alguns, prejuízos para muitos: razões e implicações da adoção da dupla porta de entrada em hospitais universitários. Saúde Soc. 2016[citado em 2017 jul. 10];25(3):808-20. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v25n3/1984-0470sausoc-25-03-00808.pdf

Munari DB, Parada CMGL, Gelbcke FL, Silvino ZR, Ribeiro LCM, Scochi CGS. Professional Master's degree in Nursing: knowledge production and challenges. Rev Latino-Am Enferm. 2014[citado em 2017 jul. 10];22(2):204-10. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v22n2/0104-1169rlae-22-02-00204.pdf

Sampiei RH, Collado CF, Lucio MPB. Metodologia de pesquisa. 5ª ed. Porto Alegre: Penso; 2013.

Cunha SGS, Siman AG, Brito MJM. Produções qualitativas de teses e dissertações do programa de pós-graduação em Enfermagem, no período de 2009 a 2014. Investig Quali Saúde. 2015[citado em 2017 jul. 10];1:164-7. Disponível em: http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2015/article/view/38/36

Silva DH, Silva TJ. Usando o Scilab como ferramenta para tratamento de dados estatísticos em problemas da engenharia. Rev CEPPG CESUC. 2013[citado em 2017 jul. 12];XVI( 28). Disponível em: http://www.portalcatalao.com/painel_clientes/cesuc/painel/arquivos/upload/downloads/aefa31d00fc225487c4e807b7244e21c.pdf

Horta WA. Processo de enfermagem. São Paulo: EPU/EDUSP; 1979.

Reis SLA, Bellini M. Representações sociais: teoria, procedimentos metodológicos e educação ambiental. Acta Sci Human Soc Sciences. 2011[citado em 2017 jul. 10];33(2):149-59. Disponível em: http://eduem.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/viewFile/10256/pdf

Publicado

10-07-2018

Como Citar

1.
Pimenta CJL, Fernandes WAA de B, Falcão RM de M, Freitas S de A, Oliveira J dos S, Costa KN de FM. Análise das dissertações e teses do programa de pós-graduação em enfermagem da universidade federal da paraíba. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 10º de julho de 2018 [citado 15º de junho de 2024];22(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49656

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >> 

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.