ANÁLISE DE TESES E DISSERTAÇÕES SOBRE GESTÃO DE RISCOS NA ÁREA DA SAÚDE NO BRASIL

Autores

  • Márcia Danieli Schmitt Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde, Florianópolis SC , Brasil, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde. Florianópolis, SC - Brasil http://orcid.org/0000-0002-4049-8056
  • Diovane Ghignatti da Costa Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde, Florianópolis SC , Brasil, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde. Florianópolis, SC - Brasil http://orcid.org/0000-0002-0754-8314
  • Aline Massaroli Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS, Departamento de Enfermagem, Chapecó SC , Brasil, Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS, Departamento de Enfermagem. Chapecó, SC - Brasil http://orcid.org/0000-0003-4779-5579
  • Elisiane Lorenzini Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde, Florianópolis SC , Brasil, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde. Florianópolis, SC - Brasil http://orcid.org/0000-0001-8426-2080
  • Gabriela Marcellino de Melo Lanzoni Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde, Florianópolis SC , Brasil, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde. Florianópolis, SC - Brasil http://orcid.org/0000-0001-5935-8849
  • José Luís Guedes dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde, Florianópolis SC , Brasil, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Centro de Ciências da Saúde. Florianópolis, SC - Brasil http://orcid.org/0000-0003-3186-8286

DOI:

https://doi.org/10.5935/1415.2762.20200089

Palavras-chave:

Gestão de Riscos, Serviço de Saúde, Qualidade da Assistência à Saúde

Resumo

RESUMO Objetivo: analisar a tendência de investigação de teses e dissertações sobre gestão de riscos produzidas em programas de pós-graduação da área da saúde no Brasil. Método: estudo descritivo e documental realizado em abril de 2020 no Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, com os termos “Gerência de risco” OR “Gestão de Riscos” OR “Gerenciamento de Riscos”, sem recorte temporal. Os 21 trabalhos selecionados foram analisados com o auxílio do programa Microsoft Excel® e software IRAMUTEQ®. Resultados: houve predominância de dissertações (95,2%) e (57,1%) de abordagem metodológica qualitativa. Foram identificadas três classes semânticas, com destaque para a classe 1 (36,2%), que aborda a gestão de riscos como essencial para a qualidade da assistência e segurança do paciente. A classe 2 (29,3%) apresentou os profissionais como agentes da gestão de riscos e a classe 3 (34,4%) indica a notificação de incidentes como ferramenta para a gestão de riscos. Conclusão: a tendência de investigações está na notificação de incidentes, na segurança do paciente, na qualidade do atendimento dos serviços de saúde e na percepção dos profissionais sobre a temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Feldman LB. Gestão de risco na Enfermagem. In: Feldman LB. (org.). Gestão de risco e segurança hospitalar. 2ª ed. São Paulo: Martinari; 2009. 392p.

Bono BN, Neves JTR, Vasconcelos MCRL. A contribuição da gestão do conhecimento para a gestão de riscos no hospital do câncer de Muriaé: um estudo de caso. Rev JHM Rev. 2016 jan/jun.[citado em 2020 abr. 20];2(1):48-71[24 telas]. Disponível em: http://www.ijhmreview.org/ijhmreview/article/view/107/0

McGowan J, Wojahn A, Nicolini JR. Risk Management Event Evaluation and Responsibilities. StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan[citado em 2020 jul. 26];[18 telas]. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK559326/#article-34645.s6

Vantil FCS, Lima EFA, Figueiredo KC, Portuguesa FB, Sousa AI, Primo CC. Patient safety with mental disorder: developing management technologies for risk management. Esc Anna Nery. 2018 nov.[citadoem2020 jul. 19];22(4): e20170307. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1414-81452018000400228&lng=pt&tlng=pt DOI: 10.1590/2177-9465-EAN-2017-0307

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 529, de 1º de abril de 2013 (BR). Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Diário Oficial da União, 01 abr. 2013[citado em 2020 maio 19]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Resolução - RDC nº 36, de 25 de julho de 2013 (BR). Institui ações para a segurança do paciente em serviços de saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília (DF). 25 jul. 2013[citado em 2020 maio19]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2013/rdc0036_25_07_2013.html

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Gestão de riscos - Princípios e diretrizes. Rio de Janeiro: ABNT; 2010[citado em 2020 abr. 29]. Disponível em: https://gestravp.files.wordpress.com/2013/06/iso31000-gestc3a3o-de-riscos.pdf

Gama ZAS, Saturno-Hernandez PJ, Caldas ACSG, Freitas MR, Mendonça AEO, Medeiros CAS, et al . AGRASS Questionnaire: Assessment of Risk Management in Health Care. Rev Saúde Pública. 2020 fev.[citado em 2020 jul.19];54(21):1-15. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rsp/article/view/166398

Cedraz RO, Gallasch CH, Pérez JEF, Gomes HF, Rocha RG, Mininel VA. Risks management in the hospital environment: incidence and risk factors associated with falls and pressure injuries in a clinical unit. Esc Anna Nery. 2018 mar.[citado em 2020 jul.19];22(1):e20170252. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452018000100220 DOI: 10.1590/2177-9465-EAN-2017-0252

Duarte SCM, Stipp MAC, Cardoso MMVN, Büscher A. Patient safety: understanding human error in intensive nursing care. Rev Esc Enferm USP. 2018 dez[citado em 2020 jul. 19];52: e03406. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342018000100487&lng=en&nr m=iso&tlng=en. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017042203406

Souza AB, Maestri RN, Röhsig V, Lorenzini E, Alves BM, Oliveira D, et al . In-hospital falls in a large hospital in the south of Brazil: A 6-year retrospective study. Appl Nurs Res. 2019 aug 1[citado em 2020 jun. 27];48[7 telas]. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0897189718306827?via%3Dihub DOI: https://doi.org/10.1016/j.apnr.2019.05.017

Röhsig V, Mutlaq MFP, Maestri RN, de Souza AB, Alves BM, Wendt G, et al . Near-miss analysis in a large hospital in southern Brazil: A 5-year retrospective study. Int J Risk Saf Med. 2020 may[citadoem2020jul.15];21:(Preprint); [12 telas]. Disponível em: https://content.iospress.com/articles/internationaljournal-of-risk-and-safety-in-medicine/jrs194050 DOI: 10.3233/JRS-194050

Guedes VLS. A bibliometria e a gestão da informação e do conhecimento científico e tecnológico: uma revisão da literatura. Ponto de Acesso. 2012[citado em 2020 abr. 08];6(2); [35 telas]. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/5695 DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1981-6766rpa.v6i2.5695

Peiter CC, Santos JLG, Lanzoni GMM, Mello ALSF, Costa MFBNA, Andrade SR. Healthcare networks: trends of knowledge development in Brazil. Esc Anna Nery. 2019[citado em 2020 mai. 01];23(1):e20180214. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452019000100801 DOI: 10.1590/2177-9465-EAN-2018-0214

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Experiências da rede sentinela para a Vigilância Sanitária. Uma referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília: Anvisa; 2014[citado em 2020 mai. 15]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/documento_referencia_programa_nacional_seguranca.pdf

Reis MAS, Gabriel CS, Zanetti ACB, Bernardes A, Laus AM, Pereira LRL. Potentially hazardous drugs: identification of risks and Error prevention barriers in intensive care. Texto & Contexto Enferm. 2018[citado em 2020 ago. 01];27(2):e5710016; [9 telas]. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid =S0104-07072018000200330 DOI: https://doi.org/10.1590/0104-07072018005710016.

Grandi JL, Grell MC, Areco KCN, Barbosa DA. Hemovigilância: a experiência da notificação de reações transfusionais em Hospital Universitário. Rev Esc Enferm USP. 2018 jun[citado em 2020 maio15];52:e03331. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342018000100431 DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017010603331

Belincanta M, Rossaneis M, Matsuda L, Dias A, Haddad MC. Queixas técnicas submetidas ao Sistema de Notificação e Investigação em Vigilância Sanitária. Rev Eletronica Enferm. 2018 dez[citado em 2020 abr. 01];20(10)[12 telas]. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/49337 DOI: https://doi.org/10.5216/ree.v20.49337

Cirani CBS, Campanario MA, Silva HHM. A evolução do ensino da pós-graduação senso estrito no Brasil: análise exploratória e proposições para pesquisa. Avaliação. 2015 mar[citado em 2020 abr. 20];20(1):163-87[24 telas]. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772015000100163 DOI: http://dx.doi.org/10.590/S1414-40772015000500011

Pimenta CJL, Fernandes WAAB, Falcão RMM, Freitas SA, Oliveira JS, Costa KNFM. Analysis of the dissertations and theses of the Graduate Nursing Program of Universidade Federal da Paraíba. REME Rev Min Enferm. 2018[citado em 2020 abr. 07];22:e-1093[6 telas]. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1231 DOI: http://www.dx.doi.org/10.5935/14152762.20180023

Organización Mundial de la Salud (OMS). 10 datos sobre la seguridad del paciente. Geneve: OMS; 2019 ago[citado em 2020 jun. 15]. Disponível em: https://www.who.int/features/factfiles/patient_safety/es/

Labelle V, Rouleau L. The institutional work of hospital risk managers: democratizing and professionalizing risk management. J Risk Res. 2017[citado em 2020 jul. 15];20(8): [22 telas]. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/13669877.2016.1147488 DOI: https://doi.org/10.1080/13669877.2016.1147488

Aspers P, Corte U. What is qualitative in qualitative research. Qualit Sociol. 2019 fev. [citado em 2020 jul. 15];42:139-60 [21 telas]. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11133-019-9413-7 DOI: https://doi.org/10.1007/s11133-0199413-7

Varallo FR, Passos AC, Nadai TR, Mastroianni PC. Incidents reporting: barriers and strategies to promote safety culture. Rev Esc Enferm USP.[citado em 2020 jul. 19];52:e03346. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342018000100443 DOI: https://doi.org/10.1590/s1980-220x2017026403346

Pena MM, Melleiro MM. The root cause analysis method for the investigation of adverse events el método de análisis de causa raiz para investigación de eventosadversos. Rev Enferm UFPE. 2017 dez[citado em 2020 maio07];11(12);5297-304 [7 telas]. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/25092 DOI: https://doi.org/10.5205/19818963-v11i12a25092p5297-5304-2017

Publicado

22-02-2021

Como Citar

1.
Schmitt MD, Costa DG da, Massaroli A, Lorenzini E, Lanzoni GM de M, Santos JLG dos. ANÁLISE DE TESES E DISSERTAÇÕES SOBRE GESTÃO DE RISCOS NA ÁREA DA SAÚDE NO BRASIL. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 22º de fevereiro de 2021 [citado 13º de abril de 2024];24(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49913

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >> 

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.