A participação como elemento de sustentabilidade de projetos sociais: uma agência de comunicação da favela para a favela

Autores

  • Gabriel Lima Simões Doutorando em Políticas Públicas e Formação Humana pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). http://orcid.org/0000-0002-2342-934X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-8036.2017.5054

Resumo

Este estudo faz uma reflexão sobre pontos de vista de cidadãos envolvidos com um projeto participativo, desenvolvido num complexo de favelas da cidade do Rio de Janeiro. O projeto que deu origem à Agência de Comunicação Comunitária foi fruto de demanda da população local, através do seu Conselho Comunitário, por um plano que socializasse informações entre as Comunidades que compõem o Complexo de Manguinhos. Por meio de uma pesquisa documental e de entrevistas com os moradores da comunidade, buscou-se compreender o caráter participativo desse projeto. Segundo os entrevistados, muitas forças afastam a sociedade de uma participação efetiva nos projetos e processos de construção de políticas públicas. Para eles, as dificuldades para se estabelecer diálogos no cotidiano levam as pessoas a não estarem preparadas para ouvir opiniões, ou mesmo a acreditar que alguém as ouvirá. Os resultados denotam que o fato de o projeto da Agência incorporar os moradores do território nas discussões de todas as suas etapas tem proporcionado a aproximação entre as ações desenvolvidas e as reais demandas da comunidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-31

Como Citar

SIMÕES, G. L. A participação como elemento de sustentabilidade de projetos sociais: uma agência de comunicação da favela para a favela. Revista de Ciências do Estado, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, 2017. DOI: 10.35699/2525-8036.2017.5054. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/5054. Acesso em: 16 ago. 2022.