A coisificação do “eu” e a personificação da “coisa” nas redes sociais: verdades e mentiras na formação das estruturas de identidades

Autores

  • Jefferson Cabral Azevedo Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Prof de Psicologia e Administração do Instituto Nossa Senhora da Glória - Rede Salesiana de Ensino e Faculdade Metropolitana São Carlos
  • Carlos Henrique Medeiros Souza Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Rosalee Santos Istoe Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.5.1.67-76

Palavras-chave:

Redes Sociais. Psicanálise. Sociologia. Formação de Identidades.

Resumo

O presente artigo tem como finalidade discorrer sobre os aspectos formadores das identidades e suas relações no mundo não-virtual, o que caracteriza a formação de falsas personalidades, ou identidades, para permitir aceitação nas Redes Sociais. Esse fenômeno afeta um grande número de pessoas devido a sua rápida propagação, causando incerteza sobre o que é mentira ou verdade nas relações virtuais. Nesse espaço virtual ocorre uma coisificação do EU e uma personificação da COISA. Aos traços das falsas identidades também se dão no nível psicológico, podendo, inclusive, ser analisados sob o ponto de vista psicanalítico, sociológico, filosófico e, até certo ponto, criminal, evidenciando as estruturas de personalidades desviantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jefferson Cabral Azevedo, Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Prof de Psicologia e Administração do Instituto Nossa Senhora da Glória - Rede Salesiana de Ensino e Faculdade Metropolitana São Carlos

Pesquisas Interdisciplinares em Comunicação, Educação e Novas Tecnologias da Informação. Dependência de internet e efeitos sobre a estruturação psíquica, estruturas psíquicas presentes no ciberbullying, Controvérsias do EU – Da (Info)Ética ao terror Cibernético e A coisificação do “EU” e a personificação da “COISA” nas Redes Sociais: Verdades e Mentiras na formação das estruturas de identidades.

Carlos Henrique Medeiros Souza, Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Prof. Dr. Carlos Henrique Medeiros de Souza  Doutor em Comunicação - UFRJ
Professor visitante dos programas de Mestrado e Doutorado da Universidad Autonoma de Asuncion

Tem como área de interesse e de pesquisa as novas tecnologias da comunicação aplicada aos diversos campos do conhecimento, dentre eles, a educação através da mediação tecnológica, os ciberespaço, a mídia enquanto veículo de comunicação e a sociedade do conhecimento. Atualmente é coordenador do projeto de pesquisa GETIC - Grupo de Estudos da Educação, Tecnologia da Comunicação e Informação. Onde o objetivo é investigar a linguagem na sua diversidade de referências sociocognitivas sob o ponto de vista da interação entre os sujeitos envolvidos em formas de representação, dos efeitos do social nas formações discursivas, das redefinições sígnicas e contextuais envolvidas na aplicação das novas codificações tecnológicas e nas aplicações sociais dos universos lingüísticos.

Atualmente é coordenador e professor da disciplina Linguagem e novas tecnologias da comunicação (PCL 4713) e atua como Coordenador do Mestrado de Cognição e Linguagem.

Linhas de pesquisa junto ao CNPQ

Novas Tecnologias e Processos Educacionais

Linguagem e interações sociocognitivas: Contexto humano e tecnológico.

Rosalee Santos Istoe, Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Possui graduação em Teologia - Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil (1985), graduação em Psicologia pela Universidade Metodista de São Paulo (1991), mestrado em Psicologia da Saúde pela Universidade Metodista de São Paulo (1999) e doutorado em Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz - IFF/RJ (2007). Professora da Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF-RJ (2010) e Consultório Particular (1991). Atua principalmente nos seguintes temas: Psicologia do Desenvolvimento Humano, Adolescência, reprodução humana e Bioética, Inclusão Social e Educação e Saúde Pública.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Editora

Jorge Zahar, 2005.

CASTELLS, Manuel. O Poder da Identidade. v.2. 5ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002. in A era da

informação: Economia, sociedade e cultura.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura.

v. 1. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

FORBES, Jorge. Verdades e Mentiras. Psique. São Paulo, n. 61, p. 12-13, mar. 2011.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. Rio de Janeiro Editora Graal. 1999.

FREUD, Sigmund. Totem e Tabu e outros trabalhos. In: E.S.B., vol. XII. Rio de Janeiro: Imago,

(1912) 1969.

GARCIA-ROZA, Luiz Alfredo. Freud e o inconsciente. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

GONÇALVES, Virginia Maria Martinelli Braga. Blog Terapia de família. 2008. Disponível em:

<http://terapiadefamilia.wordpress.com/2010/12/07/caracterizando-segundo-winnicott-a-

personalidade-de-tipo-falso-self/>. Acesso em 07 de abril de 2011.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-modernidade. 7ª ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora,

JOLIVET, Régis. As doutrinas existencialistas. Porto: Livraria Tavares Martins, 1975.

JUNG, Carl Gustav. Os Arquétipos e o Inconsciente. Coletivo - Obra Completa. Petrópolis: Vozes.

(1961). 7ª ed. 2011.

KIERKEGAARD, Sören. O Desespero Humano. São Paulo. Ed. Martin Claret

MAIA, Aline Silva Correa. Telenovela Projeção, identidade e identificação na modernidade

líquida. Universidade Federal de Juiz de Fora. Minas Gerais, agosto de 2007. Disponível em:

<http://www.compos.org.br/files/24ecompos09_AlineMaia.pdf>. Acesso em 15 de maio de 2010.

SOUZA, C.H.M. e COSTA, M.A.B. Abordagens antropológicas do ciberespaço e da cibercultura.

In: Revista TB, Rio de Janeiro, 163, p. 85-94, out-dez, 2005.

SOUZA, Jessé (Org.). A invisibilidade da desigualdade brasileira. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

TURKLE, Sherry. A vida no ecrã. A identidade na era da internet. Lisboa, Relógio D’água, 1997.

VIGOTSKI, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo, 2000 Editora: Martins 2000.

WINNICOTT, D.W. Distorções do ego em termos de falso e verdadeiro self. O Ambiente e os

Processos de Maturação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990a.

WINNICOTT, D.W. Natureza Humana. Rio de Janeiro: Imago, 1990b.

Downloads

Publicado

17-04-2012

Como Citar

AZEVEDO, J. C.; SOUZA, C. H. M.; ISTOE, R. S. A coisificação do “eu” e a personificação da “coisa” nas redes sociais: verdades e mentiras na formação das estruturas de identidades. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 5, n. 1, p. 67–76, 2012. DOI: 10.17851/1983-3652.5.1.67-76. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16610. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Educação e Tecnologia

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.