Ciberdependência: o papel das emoções na dependência de tecnologias digitais

Autores

  • Jefferson Cabral Azevedo Universidade Estadual Norte Fluminense (UENF)
  • Carlos Henrique Medeiros de Souza Universidade Estadual Norte Fluminense (UENF)
  • Giovane do Nascimento Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.7.2.148-161

Palavras-chave:

dependência, tecnologias digitais, motivação, emoção, neuropsicologia, psicologia, psiquiatria.

Resumo

RESUMO: O presente artigo visa utilizar conceitos de diversas áreas, proporcionando uma perspectiva multicausal e dialógica sobre os processos nosológicos de dependência de tecnologias digitais e as influências dos mecanismos motivacionais e emocionais sobre a aprendizagem de comportamentos compulsivos. A metodologia aplicada ao estudo é de caráter qualitativo e quantitativo, pois abrange tanto os fatores conceituais obtidos através de revisão bibliográfica como o desenvolvimento de resultados estatísticos através das análises dos resultados dos questionários aplicados no estudo em questão. Este breve constructo teórico busca evidenciar comportamentos patológicos na utilização das tecnologias digitais, principalmente dos usuários de internet e redes sociais digitais, utilizando os parâmetros da neuropsicologia, psicologia, psiquiatria e descrições presentes no DSM V, Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, e o CID 10, Compêndio Internacional de Doenças.

PALAVRAS-CHAVE: dependência; tecnologias digitais; motivação; emoção; neuropsicologia; psicologia; psiquiatria.

ABSTRACT: This research apply concepts from different areas, aiming to provide a multicausal and dialogical perspective on the nosologic process of dependence upon digital technologies and the influences of motivational and emotional mechanisms on learning compulsive behaviors. The data is approached both qualitatively and quantitatively, since its analysis covers the conceptual factors obtained from literature review and the development of statistical results obtained from the questionnaires applied. This brief theoretical research pursues to reveal pathological behaviors in the use of digital technologies, especially in the actions of internet users in online social networks. The parameters of neuropsychology, psychology, psychiatry are combined with descriptions contained in the DSM V, Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, and the ICD 10, International Compendium of Diseases.

KEYWORDS: addiction, digital technologies; motivation; emotion; neuropsychology; psychology; psychiatry.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jefferson Cabral Azevedo, Universidade Estadual Norte Fluminense (UENF)

Doutorando pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro UENF (2014) - Mestrado pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro UENF (2011- 2013). -Pós graduação em Hipnose Clínica, Hospitalar e Organizacional IBH RJ (2012 - 2013) -MBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos pela Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora Rede Salesiana Macaé (2005 - 2006). - Graduação em Psicologia com Licenciatura, Formação de Psicólogo e Bacharelado - UNESA Nova Friburgo. (2000 - 2004). - Extensão em Psicologia da Educação e Psicologia Clínica. Universidade Estácio de Sá. - Graduação em Administração de Empresas Universidade Cândido Mendes (1994 1998). -FAMESC - Faculdade Metropolitana São Carlos: Professor - Psicólogo institucional e Supervisor de Estágio do curso de Administração - UNESA - Coordenador do Curso de Gestão de Recursos Humanos - Campos dos Goytacazes. -Professor de Psicologia e Administração em diversas áreas. - UNESA Macaé - Professor no curso de Psicologia em diversas áreas. - Atendimento Clínico em Psicologia. - Consultor de RH - Autônomo

Carlos Henrique Medeiros de Souza, Universidade Estadual Norte Fluminense (UENF)

Doutorado em Comunicação e Mídia (UFRJ). Mestrado em Educação, pós-graduação em gerência de informática e pós-graduação em produção de software (UFJF). Licenciado em Pedagogia (UNISA). Bacharel em Direito, Bacharel em Informática (CES/JF). Professor Associado da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF). Atualmente é Coordenador da Pós-Graduação (Mestrado & Doutorado) Interdisciplinar em Cognição e Linguagem (PGCL/ UENF). Avaliador de cursos do Conselho Estadual de Educação (CEE/RJ). Avaliador de cursos e institucional do INEP/MEC, desde 2004. Associado ao CRA/MG, CEAD, ABED e a SBC. Atuou como Diretor Acadêmico na Universidade Salgado de Oliveira. Tem experiência nas áreas da Educação, da Ciência Jurídica, Administração (SiG/ Gestão de Processos/ Gestão da Informação, Logística, Marketing e Gestão Empresarial), Inteligência Coletiva, entre outras. Autor de vários livros e artigos científicos nas áreas de TICs, Educação e Ciberespaço

Giovane do Nascimento, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Possui graduação e Pós-graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestrado em Cognição e Linguagem pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro e Doutorado em Politicas Públicas e Formação Humana pela UERJ. Atualmente é professor associado da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, atuando na área de fundamentos da educação, tratando de temas relacionados à Percepção, cultura e criação. É professor dos Programas de Pós-graduação em Cognição e Linguagem e do programa de Pós-graduação em Políticas Sociais. Coordenador do curso de Licenciatura em Pedagogia da UENF e avaliador da SBPC nas áreas da Filosofia da educação e Políticas Públicas para a educação.

Referências

AZEVEDO, J. C. A coisificação do “EU” e a personificação da “COISA” na Sociedade em Rede: Do normal ao patológico – Dependência psíquica e estruturações de identidades. Rio de janeiro Universidade estadual Darcy Ribeiro, 2013.

BRANDÃO, M. L. Psicofisiologia. 3ª Ed. São Paulo: Atheneu. 2012.

CARR, N. O que a internet está fazendo com os nossos cérebros: A geração superficial. Rio de Janeiro: Agir 2011.

CASTELLS, M. O poder da identidade. In: CASTELLS, M. A era da informação: Economia, sociedade e cultura. 3ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002. V. 2.

DINIZ, C. A influência dos estímulos não-consciencializados no comportamento do consumidor. São Paulo: Iscem, 1999.

FILHO, J. G. Gestalt do objeto. São Paulo: Escrituras, 2000.

GOLEMAN, D. Inteligência Emocional. Rio de janeiro: Objetiva, 2001.

GREENBERG, M. Just Remember This. New York: The New York Review of Books, 2008.

HIGOUNET, C. História Concisa da Escrita. São Paulo: Parábola, 2003.

NEGRÃO, A. M. G. Neurofisiologia da Linguagem: Como o Cérebro Funciona na Comunicação. Unama 1999. Disponível em: http://www.nead.unama.br/site/bibdigital/pdf/artigos_revistas/103.pdf. Acesso em: 01 out. 2012.

ONG, W. Oralidade e Cultura Escrita: a tecnologização da palavra. Tradução de Enid A. Dobránnszky. Campinas, SP: Papirus, 1996.

PAIM, I. Curso de Psicopatologia. 11a . ed. São Paulo: EPU, 2010. REEVE, J. Motivação & Emoção. 4ª Ed. Saõ Paulo. Editora LTC, 2006.

SOUZA, C. H. M. Comunicação Educação e Novas Tecnologias. Rio de Janeiro: FAFIC. 2003.

SOUZA, C. H. M. de, MANHÃES, F. C.; KAUARK, F. Metodologia da Pesquisa: Um guia prático. 2010.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

YOUNG, K. Dependência de Internet: Manual e Guia de Avaliação e tratamento. Porto Alegre: Artmed, 2011.

WALTER, J. B. Computer-mediated communication: Impersonal, interpersonal, and hyperpesonal interaction. Communication Research. 23, p. 3-43, 1996.

WALTER, J. B.; PARKS, M. R. Cues filtered out, cues filtered in: Computer mediated communication and relationships. The handbokk of interpersonal communication. Thousand Oaks, CA: Sage 2002.

Downloads

Publicado

2014-10-17

Como Citar

AZEVEDO, J. C.; SOUZA, C. H. M. de; NASCIMENTO, G. do. Ciberdependência: o papel das emoções na dependência de tecnologias digitais. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 7, n. 2, p. 148–161, 2014. DOI: 10.17851/1983-3652.7.2.148-161. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16680. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Comunicação e Tecnologia