O uso do data-show na docência do ensino superior

Autores

  • Claudiene Diniz da Silva Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.6.1.6-16

Palavras-chave:

Data show. Docência. Ensino Superior.

Resumo

O presente artigo tem o objetivo geral de apresentar uma pequena amostra sobre uso do data show na docência do ensino superior do Maranhão, tanto no ensino público como no privado. Nessa pesquisa buscou-se entender como se dá a utilização do data show, sua adequação ao conteúdo a ser ministrado, e também alguns dos erros mais recorrentes no uso desse equipamento. Para alcançar os objetivos propostos, fez-se um breve histórico do ensino superior no país, seguindo por uma explanação sobre características e funcionalidade do data show e, por fim,a apresentação da análise dos dados fornecidos pelos questionários. Os resultados da pesquisa mostram que o data show pode tornar as aulas mais dinâmicas e criativas, mas é preciso investir na formação do professor para utilizar bem esse recurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudiene Diniz da Silva, Universidade Federal do Piauí

Formada em Letras, como habilitação em português (FAMA)

Especialista em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (IESF)

Especialista em Docência do Ensino Superior (IESF)

Mestranda em Estudos da linguagem (UFPI), pesquisadora de Linguística da Enuniciação Culioliana

Referências

ALECRIM, Emmerson. Projetores de vídeo: principais características. InfoWester [página de internet]. 2007. Disponível em: http://www.infowester.com/projetores.php. Acessado em: 15 mar. 2011.

BORDENAVE, Juan; PEREIRA, Adair. M. Estratégias de ensino-apredizagem. 24. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Organização de Alexandre de Moraes. 16.ed. São Paulo: Atlas, 2000.

BRASIL. Enade. Brasília: Ministério da Educação, 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=313. Acesso em: 15 jul. 2013.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9.394/96. Brasília: Imprensa Oficial, Diário Oficial, v. 134, n. 248, 1996.

COSCARELLI, Carla Vianna. A informática na escola. Revista Viva Voz. Belo Horizonte: Faculdade de Letras, UFMG, 2002.

COSCARELLI, Carla Vianna (Org.). Novas tecnologias, novos textos, novas formas de pensar. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Parâmetros Curriculares Nacionais: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2008.

MENDONÇA, Ana Waleska P. C. Universidade e formação de professores: uma perspectiva integradora. A Universidade de Educação, de Anísio Teixeira. Tese de Doutorado, Departamento de Educação da PUC-Rio, 1993.

NETO, Inácio Feitosa. O professor data-show. Rede escola [página de internet]. 2010. http://www.medio.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=951&Itemid=39. Acesso em: 26 fev. 2011.

NEVES, Clarissa E. B. A estrutura e o funcionamento do ensino superior no Brasil. São Paulo: Cortez/CNPq. 2006.

PAZIN FILHO, Antonio; SCARPELINI, Sandro. Estrutura de uma aula teórica I: conteúdo. Medicina, Ribeirão Preto. v. 40, n. 1, jan./mar. 2007.

PERES, Heloisa Helena Ciqueto; KURCGANT, Paulina. O ser docente de enfermagem frente a informática. Rev. Latino-am Enfermagem. Ribeirão Preto. v.12, n.1, jan./fev. p. 101-108. 2004.

POLITO, Reinaldo. Recursos Audiovisuais nas Apresentações de Sucesso. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 1997.

SCARPELINI, Sandro; PAZIN FILHO, Antonio. Estrutura de uma aula teórica II: forma. Medicina, Ribeirão Preto. v.40, n.1, jan./mar. 2007.

STALLIVIERI, Luciane. O sistema de ensino superior do Brasil: características, tendências e perspectivas. Assessoria de Relações Interinstitucionais e Internacionais: Universidade de Caxias do Sul/RS, 2006.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2003.

Downloads

Publicado

2013-06-09

Como Citar

DINIZ DA SILVA, C. O uso do data-show na docência do ensino superior. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 6, n. 1, p. 6–16, 2013. DOI: 10.17851/1983-3652.6.1.6-16. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16626. Acesso em: 5 jul. 2022.

Edição

Seção

Educação e Tecnologia