O uso de ferramentas da internet no ensino de língua inglesa e seus reflexos na inclusão social de alunos de escolas públicas

Autores

  • Lucas Araujo Chagas Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.6.1.63-75

Palavras-chave:

Ensino/aprendizagem. Língua inglesa. Internet. Inclusão social. Escolas públicas.

Resumo

Nas últimas décadas, juntamente com a consolidação da língua inglesa como língua franca, novas tecnologias começaram a ganhar espaço no seu ensino/aprendizagem. Estas possibilitaram incrementar o processo de ensino de línguas estrangeiras e aproximá-lo às exigências de constante atualização e modernização da sociedade atual. Nesse contexto, a internet emerge como uma ferramenta indispensável no que diz respeito à pesquisa e ao contato com saberes pertinentes aos conteúdos trabalhados na escola. Neste trabalho, apresentaremos meios de conciliar a internet e o ensino de língua inglesa, de forma a promover a inclusão social de alunos de escolas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Araujo Chagas, Universidade Federal de Uberlândia

- Graduado em Letras pela Universidade Federal de Uberlândia com Mobilidade Internacional na Université de Lorraine - França.

- Professor de Português como Língua Estrangeira - PLE - na Universidade Federal de Uberlândia;

- Desenvolve pesquisas nas áreas de Prática de Letramentos e Multiletramentos voltadas para o ensino de línguas estrangeiras; 2) Psicolinguística e Identidades Culturais e; 3) Ensino de Português como Segunda Língua e como Língua Estrangeira.

Referências

COPE, B.; KALANTZIS, M. Multiliteracies: literacy learning and the design of social futures. London: AVA, 2003.

FOUCAULT, M. A Verdade e as Formas Jurídicas. 3. ed. Rio de Janeiro: NAU Editora, 2005.

FRIEDMAN, M. Capitalism and Freedom: Ideas on liberty by the 1976 Nobel Prize winner. New York: The Freeman Journal . vol. 27, n.1. Jan, 1977.

GRADDOL, D. English Next: Why global English May mean the end of “English as a Foreign Language”. Plymouth: The British Council, 2006.

HAMMERSLEY, M. & ATKINSON, P. Ethnography principles in practice. London: Cambridge University Press, 1983.

KUHN, T.S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2008.

LANKSHEAR, C. & KNOBEL, M. New Literacies, Changing Knowledge and Classroom Learning. London and New York: Open University Press, 2006.

LIMA, T. A. & MASCIA, M. A. A. (Re)torcendo os fios do discurso político educacional da EaD: uma análise dos documentos do MEC. In: CORACINI, M. J. et AL (Orgs.). Da letra ao píxel e do pixel à letra: uma análise discursiva do e sobre o virtual: identidade, leitura e escrita, formação de professores e ensino-aprendizagem de línguas. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2011. p. 261-283.

MENEZES DE SOUZA, L.M.T. Hibridismo e Tradução Cultural em Bhabha. In: ABDALA JUNIOR, B. Margens da Cultura: Mestiçagem, Hibridismo e Outras Misturas. Benjamin Abdala Junior, org. São Paulo: Boitempo, 2004.

MOITA LOPES, L.P. Inglês e Globalização em uma epistemologia de fronteira: Ideologia Lingüística para tempos híbridos. Rio de Janeiro: Delta, 2008.

MONTE MOR, W. & MENEZES DE SOUZA, L. M. T. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Línguas Estrangeiras in Brasil. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Brasília: MEC/SEB, 2006.

NOVA ESCOLA. O que é indisciplina. Edição online. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/diretor/indisciplina-503228.shtml. Acesso em 11 de jul. de 2013.

TADMOR, E. & NATTIY, G. Strangers. Paris, 2004. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=RpjHSiQLPmA. Acesso em 4 de fev. de 2013.

VICHESSI, B. Como se Livrar da Indisciplina. Educar Para Crescer [página de internet]. Editora Abril. 2009. Disponível em: http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/indisciplinasala-aula-509283.shtml. Acesso em 30 de out. de 2009.

VIGOTSKY, L.S. A formação Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

WENGER, E. Communities of practice: learning, meaning, and identity. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.

Downloads

Publicado

2013-06-20

Como Citar

CHAGAS, L. A. O uso de ferramentas da internet no ensino de língua inglesa e seus reflexos na inclusão social de alunos de escolas públicas. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 6, n. 1, p. 63–75, 2013. DOI: 10.17851/1983-3652.6.1.63-75. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16630. Acesso em: 5 jul. 2022.

Edição

Seção

Educação e Tecnologia