Os desafios dos Agentes Comunitários de Saúde em relação à saúde bucal em município de pequeno porte

  • Mara Vasconcelos Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
  • Andreza Viana Lopes Cardoso Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
  • Mauro Henrique Nogueira Guimarães de Abreu Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG

Resumo

O objetivo dessa pesquisa foi conhecer ações desenvolvidas pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) do município de Virgem da Lapa/MG acerca da saúde bucal, avaliar suas percepções e interesses sobre esta prática, além de identificar as formas de aquisição destes conhecimentos. Os sujeitos da pesquisa foram 25 agentes comunitários de saúde e cada um deles preencheu uma ficha de identificação para traçar o perfil do ACS do município, antes de responder a questões abertas, cujas respostas foram anotadas pela pesquisadora no momento da entrevista. O perfil desses trabalhadores aponta para uma predominância de ACS do sexo feminino, com idade média de 28 anos, em sua maioria casados e com média de 1,2 filhos.
Possuem renda familiar de um salário mínimo e ensino médio completo. Residem na comunidade em que trabalham há aproximadamente 16 anos, com tempo de atuação como ACS de quatro anos, em média.
Realizam por volta de 8 visitas diárias e são responsáveis por aproximadamente 115 famílias. Alegam, nas entrevistas, não possuírem capacitação acerca da saúde bucal, não desenvolvendo nenhuma ação referente ao assunto no município, pela falta de conhecimento sobre o tema. Nas visitas domiciliares, abordam o tema quando visualizam algum problema evidente na população ou quando as pessoas perguntam sobre o assunto.
Não possuem nenhum recurso para trabalhar a saúde bucal com as famílias, encontrando como grande dificuldade na vivência do seu trabalho a falta de conhecimento sobre o tema saúde bucal. Por fim, poucos deles conseguem relacionar saúde bucal como parte integrante da saúde do indivíduo como todo, sendo muitas vezes relacionada com higiene oral e patologias bucais. Após os resultados encontrados nessa pesquisa, procedeu-se à realização de um curso de capacitação para os ACS do município sobre a organização da
atenção básica em saúde bucal e sobre temas relevantes na odontologia.
Descritores: Saúde bucal. Pesquisa qualitativa. Educação em saúde bucal. Capacitação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mara Vasconcelos, Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG

Departamento de Odontologia Social e Preventiva, Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais,
Belo Horizonte, MG, Brasil

Andreza Viana Lopes Cardoso, Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil
Mauro Henrique Nogueira Guimarães de Abreu, Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG
Departamento de Odontologia Social e Preventiva, Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais,
Belo Horizonte, MG, Brasil

Referências

1. Nunes MO, Trad LB, Almeida BA, Homem CR, Melo MCIC. O agente comunitário de saúde: construção da identidade desse personagem
híbrido e polifônico. Cad Saúde Pública. 2002; 18:1639-46.
2. Brasil. Lei n. 10507 de 10 de julho de 2002. Cria a profissão de agente comunitário de saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União (DF); 2002 Jul 11. Disponível em: http:// www.abennacional.org.br/download/ 10507_02.doc. Acesso em 12 maio 2009.
3. Souza HM. Reforma da reforma. Rev Bras Saúde Família. 2002; 2-10.
4. Ferraz L, Aerts DRGC. O cotidiano de trabalho do agente comunitário de saúde no PSF em Porto Alegre. Ciênc Saúde Coletiva. 2005; 10:347-55.
5. Silva JA, Dalmaso ASW. O agente comunitário de saúde e suas atribuições: os desafios para os processos de formação de recursos humanos em saúde. Interface Comun Saúde Educ. 2002; 6:75-83.
6. Brasil. Ministério da Saúde. Programa Saúde da Família. Guia prático do Programa de Saúde da Família. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2001. Disponível em: http://dtr2002.saude.gov.br/
caadab/arquivos%5Cguia_psf2.pdf. Acesso em 23 ago. 2009.
7. Rosa AS, Cavicchioli MGS, Brêtas ACP. O significado que o agente comunitário de saúde atribui ao seu trabalho no processo de construção do Sistema Único de Saúde no Brasil. ACTA
Paul Enferm. 2004; 17:255-61.
8. Moura MS, Carvalho CJ, Amorim JTC, Marques MFSS, Moura LFAD, Mendes RF. Perfil e práticas de saúde bucal do agente comunitário
de saúde em municípios piauienses de pequeno porte. Ciênc Saúde Coletiva. 2007. Disponível em: http://www.abrasco.org.br/
c i e n c i a e s a u d e c o l e t i v a / a r t i g o s / artigo_int.php?id_artigo=1646. Acesso em 13 jun 2009.
9. Koyashiki GAK, Alves-Souza RA, Garanhani ML. O trabalho em saúde bucal do agente comunitário de saúde em Unidades de Saúde da Família. Ciênc Saúde Coletiva. 2008; 13:1343-54.
10. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Saúde bucal - caderno de atenção básica nº 17. Brasília (DF): Ministério
da Saúde; 2008. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/ saude_bucal.pdf. Acesso em 30 out. 2009.
11. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Diretrizes da política nacional de saúde bucal. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2004. Disponível em: http:// bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/ politica_nacional_brasil_sorridente.pdf. Acesso em 25 set. 2009.
12. FUMSSAR. Santa Rosa: Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa. Disponível em: http:// www.santarosa.rs.gov.br/.../fumssar/
agente_comunitario_acoes.doc. Acesso em 27 out. 2009.
13. Brasil. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estimativas de população. Brasília (DF): Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; 2009 Jul 1. Disponível em: http://
www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/ estimativa2009/estimativa.shtm. Acesso em 30
de nov. 2009.
14. Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 1ª ed. São Paulo – Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco; 1992.
15. Tomaz JBC. O agente comunitário de saúde não deve ser um “super-herói”. Interface Comun Saúde Educ. 2002; 6(10): 84-87.
16. Pires ROM, Neto FL, Lopes JB, Bueno SMV. O conhecimento dos agentes comunitários sobre saúde bucal: uma perspectiva sobre
deficiências em educação em saúde no PSF. Ciênc Cuid Saúde. 2007; 6: 325-34.
17. Rodrigues AAAO, Assis MA, Santos AM. Agente comunitário de saúde: sujeito da prática em saúde bucal em Alagoinhas – BA.
Ciênc Saúde Coletiva. 2006. Disponível
e m : h t t p : / / w w w . a b r a s c o . o r g . b r /
c i e n c i a e s a u d e c o l e t i v a / a r t i g o s /
artigo_int.php?id_artigo=763. Acesso em 20 set. 2009.
18. Levy FM, Matos PES, Tomita NE. Programa de agentes comunitários de saúde: a percepção de usuários e trabalhadores da
saúde. Cad Saúde Pública. 2004; 20:197-203.
Publicado
2016-05-10
Como Citar
Vasconcelos, M., Cardoso, A. V. L., & Abreu, M. H. N. G. de. (2016). Os desafios dos Agentes Comunitários de Saúde em relação à saúde bucal em município de pequeno porte. Arquivos Em Odontologia, 46(2). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3533
Seção
Artigos

Most read articles by the same author(s)