Avaliação do limite de tolerância à perda de solo para Latossolos, Argissolos e Cambissolos no sul de Minas Gerais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2447-6218.2019.15893

Palavras-chave:

Conservação do solo, Erosão hídrica, Sustentabilidade agrícola

Resumo

A Tolerância de perda de solo (TPS) é um parâmetro que reflete a taxa máxima de erosão que ainda permitirá um nível de produção sustentável das culturas agrícolas. As informações fornecidas pela TPS podem ser utilizadas como ferramenta para mitigar os impactos da erosão e como mecanismo para a proposição de práticas conservacionistas em bacias hidrográficas. Nesse cenário, o objetivo do trabalho foi determinar a Tolerância de Perda de Solo em diferentes classes de solos presentes na Sub-bacia Hidrográfica do Córrego Coroado, sul de Minas Gerais. Os solos da área foram classificados como Latossolos Vermelhos distróficos – LVd (90,0%), Argissolos Vermelho-Amarelos eutróficos – PVAe (5,4%) e CambissolosHáplicos Tb distróficos – CXbd (1,9%). Os limites de TPS foram determinados a partir da textura, profundidade, densidade, permeabilidade e teor de matéria orgânica dos solos. Para determinação destes parâmetros foram coletadas amostras de solo em 18 pontos distribuídos na sub-bacia. Os valores de TPS variaram entre 4,75 a 7,40 Mg ha-1 ano-1, com menor limite observado para o CXbd (4,75 Mg ha-1 ano-1). Dessa forma, o CXbd deve ser priorizado na adoção de práticas conservacionistas afim de reduzir a erosão hídrica e manter os níveis de perdas de solo em taxas aceitáveis. Latossolos, Argissolos e Cambissolos são os solos mais comuns no território brasileiro. Assim, os resultados encontrados no trabalho podem ser usados como referência para o monitoramento do processo erosivo e para promover a sustentabilidade agrícola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alvares, C. A.; Stape, J. L.; Sentelhas, P. C.; Gonçalves, J. L. M.; Sparovek, G. 2013. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, 22: 711-728. Doi: https://doi.org/10.1127/0941-2948/2013/0507.

Bertol, I.; Almeida, J. A. 2000. Tolerância de perda de solo por erosão para os principais solos do estado de Santa Catarina. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 24: 657-668. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832000000300018.

Blake, G. R.; Hartge, K. H. 1986. Bulk density. p. 363-375. In: KLUTE, A. Methods of soil analysis. 2. ed. Madison: American Society of Agronomy.

Demarchi, J. C.; Zimback, C. R. L. 2014. Mapeamento, erodibilidade e tolerância de perda de solo na sub-bacia do Ribeirão das Perobas. Energia na Agricultura, 29: 102-114. Doi: https://doi.org/10.17224/EnergAgric.2014v29n2p102-114.

Duan, X.; Shi, X.; Li, Y.; Rong, L.; Fen, D. 2017. A new method to calculate soil loss tolerance for sustainable soil productivity in farmland. Agronomy for Sustainable Development, 37: 2-13. Doi: https://doi.org/10.1007/s13593-016-0409-3.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa. 2017. Manual de métodos de análise do solo. 3. ed. rev. Brasília, DF: Embrapa. Disponível em :https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/990374/1/ManualdeMtodosdeAnilisedeSolo.pdf

Environmental Systems Research Institute – ESRI. 2015. ARCGIS Professional GIS for the desktop version 10.3. Redlands, Califórnia, EUA, Software.

Galindo, I. C.; Margolis, E. 1989. Tolerância de perdas por erosão para solos do Estado de Pernambuco. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 13: 95- 100.

Gee, G. W.; Bauder, J. W. 1986. Particle-size analysis. p. 383-411. In: KLUTE, A. Methods of soil analysis: physical and mineralogical methods. 2. ed. Madison: American Society of Agronomy.

Infraestrutura de Dados Espaciais do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - SISEMA. 2019. Plataforma digital de dados espaciais. Belo Horizonte: IDE-Sisema, 2019. Available in: http://idesisema.meioambiente.mg.gov.br/.

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE. 2019. SGI 2.5 Divisão de Geração de Imagens (DIDGI). SGI. Imagem Geosistemas, São José dos Campos: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Available in: http://www.dgi.inpe.br/CDSR/.

Li, L.; Du, S.; Wu, L.; Liu, G. 2009. An overview of soil loss tolerance. Catena, 78: 93-99. Doi: https://doi.org/10.1016/j.catena.2009.03.007.

Lombardi Neto, F.; Bertoni, J. 1975. Tolerância de perdas de terra para solo do Estado de São Paulo. Campinas, Instituto Agronômico de Campinas.

Nunes, J. G.; Campos, M. C. C; Oliveira, F. P; Nunes, J. C. 2012. Tolerância de perda de solo por erosão na região sul do Amazonas. Ambiência - Revista do Setor de Ciências Agrárias e Ambientais, 8: 859-868. Doi: https://doi.org/10.5777/ambiencia.2012.05.05.

Oliveira, F. P.; Santos, D.; Silva, I. F.; Silva, M. L. N. Tolerância de perda de solo para o Estado da Paraíba. Revista de Biologia e Ciência da Terra, 8: 60-71, 2008. Available in: http://www.dcs.ufla.br/site/_adm/upload/file/pdf/Prof%20Marx/Aula%204/Art%20estudo/Oliveira%20et%20al_%202008.pdf.

Santos, R. D.; Lemos, R. C.; Santos, H. G.; Ker, J. C.; Anjos, L. H. C. 2005. Manual de descrição e coleta de solos no campo. 5. ed. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo - SBCS, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, Centro Nacional de Pesquisa de Solos - Cnps.

Stefano, C. D.; Ferro, V. 2016. Establishing soil loss tolerance: an overview. Journal of Agricultural Engineering, Paiva, 47: 127-133, 2016. Doi: https://doi.org/10.4081/jae.2016.560.

UFV - CETEC - UFLA – FEAM, 2010. Mapa de solos do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte, Fundação Estadual do Meio Ambiente. Available in: http://www.feam.br/noticias/1/949-mapas-de-solo-do-estado-de-minas-gerais.

Verheijen, G. G. A.; Jones, R. J. A.; Rickson, R. J., Smith, C. J. 2009. Tolerable versus actual soil erosion rates in Europe. Earth-Science Reviews, 94: 23-38. Doi: https://doi.org/10.1016/j.earscirev.2009.02.003.

Wischmeier, W. H.; Smith, D. D. 1968. Predicting rainfall erosion losses. A guide to conservation planning. Supersedes Agriculture Handbook. Washington, United States Department of Agriculture. Diponível em: https://www.ars.usda.gov/ARSUserFiles/64080530/RUSLE/AH_703.pdf

Publicado

2019-12-01

Como Citar

Lense, G. H. E., Moreira, R. S., Parreiras, T. C., Silva, L. F. P. M., Teodoro, A. E. de M., Santana, D. B., Bolelli, T. M., & Mincato, R. L. (2019). Avaliação do limite de tolerância à perda de solo para Latossolos, Argissolos e Cambissolos no sul de Minas Gerais. Caderno De Ciências Agrárias, 11, 1–6. https://doi.org/10.35699/2447-6218.2019.15893

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)