Utilização de intervalos de índices de vegetação e temperatura da superfície para detecção de queimadas

Autores

  • Ana Clara Gonçalves Fernandes Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marcos Antônio Neris Coutinho Universidade Federal de Minas Gerais
  • Venilson Gonçalves Santos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Cristina Rodrigues Nascimento

Palavras-chave:

Imagens de satélite. Impactos ambientais. Plataformas Orbitais.

Resumo

O trabalho foi realizado com imagens do satélite LANDSAT-8, órbita/ponto 219/71 que engloba a APA (área de preservação ambiental) do Rio Pandeiros e teve por objetivo identificar um padrão de resposta espectral de áreas queimadas em imagens de satélite através dos índices de vegetação e temperatura da superfície. Para isso, foram utilizadas imagens do dia 06/10/2014,aplicando:o Índice de Vegetação da Diferença Normalizada (NDVI), o Índice de Vegetação Ajustado para o Solo (SAVI), o Índice de Área Foliar (IAF), Índice da Água da Diferença Normalizada (NDWI) e o Índice de queima Normalizada (NDBR), além da temperatura do solo. Os índices mostraram intervalos espectrais característicos para as cicatrizes de queimadas, sendo o NDVI de 0,0735 a 0,229, o SAVI de 0,03 a 0,19, o IAF de 0,78 a 1,25, valores considerados baixos se comparados com área de vegetação em pleno vigor. O NDWI apresentou intervalo de -0,35 a -0,17 e o NDBR de -0,37 a -0,05. Para a temperatura superficial a variação foi de 35,5°C a 42°C, referentes a alta absorção de radiação pelas cinzas. A área encontrada por cada índice foi: NDVI=7037,55 ha, SAVI=7522,65 ha, IAF= 6549,39 ha, NDWI=10019,16 ha, NDBR= 6347,79 ha e temperatura superficial=8445,51ha. Essa diferença pode ser explicada pelas especificidades de cada método, além das interferências sofridas por fatores, como solo exposto e variações de relevo. Os intervalos obtidos obtiveram boa eficiência na detecção de cicatrizes de queimadas, sendo o NDWI o índice que apresentou maior interferência desses fatores. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Referências
ARIZA, A. Descripción y Corrección de ProductosLandsat 8 LDCM (Landsat Data ContinuityMission)Versión 1.0. Instituto Geográfico Agustín Codazzi. Bogotá. Colombia, 2013. Disponível em: <http://andersonmedeiros.com/livro-descricao-correcao-produtos-landsat-8/>.

BATISTA, A.C.; Detecção de incêndios florestais por satélites; Paraná, 2013. Disponível em: <http://www.floresta.ufpr.br/firelab/wp-content/uploads/2013/09/artigo16.pdf>.

FREITAS, E.V. Queimadas no Brasil: Causa Real nas Rodovias. 2010. 25 Folhas. Pesquisa Voluntária. Itabira. 2010. Disponível em: <http://queimadas.cptec.inpe.br/~rqueimadas/material3os/queimadas_ed_viana.pdf>.

GONTIJO, G. A. B.; PEREIRA, A. A.; OLIVEIRA, E. D. S.; ACERBI JÚNIOR, F. W. Detecção de queimadas e validação de focos de calor utilizando produtos de Sensoriamento Remoto. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 15, (SBSR). 2011. Curitiba, Anais...São José dos Campos , INPE, 2011. Artigos, p. 7966-7973. Disponível em: <http://www.ltid.inpe.br/sbsr2011/files/p1587.pdf>.

HUETE, A. R. Asoil ajusted vegetation index (SAVI). Remote SensingEnviron. Vol. 25, 1988. Citado por: ROSENDO, J. dos S. Índices de Vegetação e Monitoramento do uso do solo e cobertura vegetal na Bacia do rio Araguari -MG - utilizando dados do sensor Modis. 2005. 130 p. Dissertação (Mestrado em Geografia e Gestão do Território) - Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia. 2005. On-line. Disponível em: < http://ecologia.ib.usp.br/lepac/bie5759/jussara_santos.pdf>.

KOUTSIAS, N.; KARTERIS, M. Logistic regression modelling of multitemporal Thematic Mapper data for burned area mapping. InternationalJournalof Remote Sensing, v. 19, p. 3499–3514, 1998. Citado por: CARDOZO, F. S.; MARTINS, F. S. R. V.; PEREIRA, L. O.; SATO, L. Y.; PEREIRA, G.; SHIMABUKURO, Y. E. Avaliação de áreas queimadas a partir dos índices espectrais NDVI e NDBR. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBRS), 15., 2011, Curitiba . Anais... São José dos Campos, INPE, 2011. Artigos, p. 7950-7957. Disponível em: <http://www.dsr.inpe.br/sbsr2011/files/p1429.pdf>.

PONZONI, F. J.; Sensoriamento remoto no estudo da vegetação: Diagnosticando a mata atlântica. INPE. São José dos Campos.2002. Disponível em:<http://ecologia.ib.usp.br/lepac/bie5759/CAP8_FJPonzoni.pdf>.

REMMEL, T. K.; PERERA, A. H. Fire mapping in a northern boreal forest: assessing AVHRR/NDVI methods of change detection. Forest Ecology and Management. October 2001. Pág.119-129. Disponívelem: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0378112700005946>.
ROSENDO, J. S. Índices de Vegetação e Monitoramento do uso do solo e cobertura vegetal na Bacia do rio Araguari -MG - utilizando dados do sensor Modis. 2005. 130 p. Dissertação (Mestrado em Geografia e Gestão do Território) - Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia. 2005. On-line. Disponível em: < http://ecologia.ib.usp.br/lepac/bie5759/jussara_santos.pdf>.

ROUSE, J.W.; HAAS, R.H.; SCHELL, J.A.; DEERING, D.W., Monitoring vegetation systems in the great plains with ERTS. Earth Resources Technology Satellite-1 Symposium, 3, 1973. Proceedings. Washington, 1973, v.1, Sec.A, p. 309-317 Citadopor: PONZONI, F. J.; SHIMABUKURO, Y. E. Sensoriamentoremoto no estudo da vegetação. p.144. São José dos Campos - SP: Editora Parêntese, 2009. On-line. Disponível em :<http://www.cvmn.com.br>.

SILVA,C. A. V. da; SILVA, H. A. da;OLIVEIRA, T. H. de; GALVINCIO, J. D.Uso do Sensoriamento Remoto através de Índices de Vegetação NDVI, SAVI e IAF namicrorregião de Itamaracá – PE. In:Simpósio Brasileiro De Sensoriamento Remoto, 14 (SBSR), 2009, Natal. Anais... São José dos Campos: INPE, 2009. p.3079-3085. Disponível em: <http://marte.sid.inpe.br/col/dpi.inpe.br/sbsr@80/2008/11.18.02.18.31/doc/3079-3085.pdf>.

SILVA, R. G. da; MIRANDA, J. da R.; NASCIMENTO, C. R. Detecção de áreas queimadas no Parque Estadual de Serra Nova/MG utilizando os índices espectrais NDVI e NDBR.In:Simpósio Brasileiro De Sensoriamento Remoto, 16 (SBSR), 2013, Foz do Iguaçu. Anais... São José dos Campos: INPE, 2013. p.6923-6929. Disponível em: <http://www.dsr.inpe.br/sbsr2013/files/p0772.pdf>.

TIZADO, E. J., I.LANDSAT.TOAR - Calculates top-of-atmosphere radiance or reflectance and temperature for Landsat MSS/TM/ETM+/OLI. Dept. Biodiversity and EnvironmentalManagement, University of León, Spain, 2014. Disponível em: <http://grass.osgeo.org/grass64/manuals/i.landsat.toar.html>.

TRINDADE,C. A.; TRINDADE B. O.;SANTANAC. R. Uso de imagens de satélite para identificação de áreas queimadas para uso em laudospericiais de incêndios florestais. In:Simpósio Brasileiro De Sensoriamento Remoto, 16 (SBSR), 2013, Foz do Iguaçu. Anais... São José dos Campos: INPE, 2013. p.2809-2816. Disponível em: <http://www.dsr.inpe.br/sbsr2013/files/p1369.pdf>.

Downloads

Publicado

2016-08-31

Como Citar

Gonçalves Fernandes, A. C., Neris Coutinho, M. A., Santos, V. G., & Nascimento, C. R. (2016). Utilização de intervalos de índices de vegetação e temperatura da superfície para detecção de queimadas. Caderno De Ciências Agrárias, 8(2), 30–40. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/ccaufmg/article/view/2845

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)