Análise de concepções de tempo e espaço entre estudantes do ensino médio, segundo a epistemologia de Gaston Bachelard

  • Tacita Ansanello Ramos Professora Coordenadora Pedagógica do Ensino Médio e Professora de Física da Rede Pública de Ensino do Estado de São Paulo/Doutora em Educação pela FE/UNICAMP
  • Anne L. Scarinci Professora do Instituto de Física da USP
Palavras-chave: Concepção de tempo, concepção de espaço, obstáculo epistemológico, perfil epistemológico

Resumo

Esta pesquisa teve como propósito central investigar quais são as concepções de tempo e espaço entre estudantes do 1º ano do Ensino Médio, quais os obstáculos epistemológicos existentes para a aprendizagem e em que medida o ensino de física parece ter influência na construção desses conceitos.
O estudo contou com um total de 16 entrevistas semi-estruturadas e a análise do material permitiu classificar os obstáculos epistemológicos presentes na construção dos conceitos de tempo e espaço pelos estudantes, bem como a construção de perfis epistemológicos a partir das características mais marcantes no processo de conceitualização do tempo e do espaço.
Os dados da pesquisa empírica foram analisados tendo como referencial teórico a obra de Gaston Bachelard, baseando-se principalmente nas noções teóricas de obstáculo epistemológico e perfil epistemológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-08-27
Como Citar
Ramos, T. A., & Scarinci, A. L. (2013). Análise de concepções de tempo e espaço entre estudantes do ensino médio, segundo a epistemologia de Gaston Bachelard. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, 13(2), 009-025. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4259
Seção
Artigos