Wikipédia

um recurso de ensino e aprendizagem na universidade

Palavras-chave: Ensino universitário, Wikipédia, Aprendizagem, Tecnologia

Resumo

Os avanços tecnológicos têm transformado diversos setores da sociedade, dentre eles, a educação. Este artigo analisa a utilização da tecnologia como alternativa metodológica de ensino e aprendizagem na contemporaneidade. O foco de tal estudo é a enciclopédia virtual Wikipédia, vista como um instrumento viável ao desenvolvimento de algumas das habilidades imprescindíveis ao contexto universitário. A fim de atendermos esse objetivo, tratamos de algumas das características do ensino superior e da população universitária brasileira. Em seguida, abordamos os impactos na educação advindos tanto da popularização das tecnologias quanto das demandas apresentadas aos estudantes na atualidade, bem como discutimos a relação entre a Wikipédia e a universidade e, por fim, explicitamos as características que fazem da Wikipédia uma potencial ferramenta de ensino universitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Tolomelli Brescia, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Doutoranda em Educação pela UFMG, mestre em Educação Tecnológica (2013) pelo Centro Federal de EducaçãoTecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), especialista em Gestão de Pessoas e Projetos Sociais (2009) pela Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), especialista em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância (2012) pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e graduada em Pedagogia (2007) pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). É autora de materiais didáticos para cursos a distância, tutora a distância e possui experiência como orientadora pedagógica e design instrucional para EaD. É pesquisadora do grupo de pesquisa Avacefet-MG; integra a equipe de tutores do GIZ/UFMG (Diretoria de Inovação e Metodologias de Ensino), que tem como finalidade o aprimoramento da docência universitária, utilizando as novas tecnologias; participa do eixo integrador do curso de Pedagogia da UAB-UFMG. Realiza pesquisas e palestras sobre redes sociais e educação, educação a distância, revistas científicas e tecnologias aplicadas à educação.

Sergio Dias Cirino, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Graduado em Psicologia pela UFMG. Mestre e doutor em Psicologia pela USP. Professor visitante na Osaka Kyoiku Daigaku, Japão, em 2007. Bolsista Capes de pós-doutorado na West Virgina University, Estados Unidos, em 2009. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq (Nível 2) e bolsista do Programa Pesquisador Mineiro da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig). Professor associado do Departamento de Psicologia da UFMG. Orientador nos programas de pós-graduação em Psicologia e em Educação da UFMG. Diretor de Produção científica da Pró-Reitoria de Pesquisa da UFMG. Membro da equipe coordenadora do curso de Pedagogia a distância da UFMG. Coordenador do Portal de Periódicos da UFMG. Coordenador do GT de História da Psicologia da Associação Nacional de Pesquisa e Pósgraduação em Psicologia (Anpepp).

Leandro Galhardo Ballesteros da Conceição, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Graduando em Psicologia pela UFMG. Pesquisador voluntário do Núcleo Interfaces – Psicanálise e Laço Social no Contemporâneo.

Mariana Rúbia Gonçalves dos Santos, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Graduanda em Psicologia pela UFMG. Bolsista da Iniciação Científica do CNPq.

Referências

Alexa. Website disponibilizado pela Amazon que quantifica e divulga estatísticas acerca dos sites mais acessados da web. Disponível em: <http://www.alexa.com/topsites>. Acesso em: 11 fev. 2015.

AMARAL, S. F.; GARCIA, M. F.; RABELO, D. F.; SILVA, D. Novas competências docentes frente às tecnologias digitais interativas. In: Rev. Teoria e Prática da Educação, v. 14, n. 1, p. 79-87, jan./abr. 2011. Disponível em: <http://www.dtp.uem.br/rtpe/volumes/v14n1/07.pdf>. Acesso em: 12 fev. 2015.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (ABED). Censo EaD.br: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2013. Tradução de Maria Thereza Moss de Abreu. Curitiba: Ibpex, 2014. Disponível em: <http://www.abed.org.br/site/pt/midiateca/censo_ead/1272/2014/10/censoead.br_2013/2014>. Acesso em: 7 mar. 2015.

ASSMANN, H. (Org.). Redes digitais e metamorfose do aprender. Petrópolis: Vozes, 2005.

BRASIL. Lei n.° 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 28 jan. 2015.

CAVAZOTTE, F. S. C. N.; LEMOS, A. H. C.; VIANA, M. D. A. Novas gerações no mercado de trabalho: expectativas renovadas ou antigos ideais?. In: Cadernos EBAPE.BR. Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p. 162-180, 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512012000100011>. Acesso em 9 fev. 2015.

COLOSSI, N.; COSENTINO, A.; QUEIROZ, E. G. Mudanças no contexto do ensino superior no Brasil. In: Revista FAE, Curitiba, v. 4, n. 1, p. 49-58, jan./abr. 2001. Disponível em: <http://sottili.xpg.uol.com.br/publicacoes/pdf/revista_da_fae/fae_v4_n1/mudancas_no_contexto_do_ensino.pdf>. Acesso em: 27 jan. 2015.

CORRÊA, H. T.; JORGE, G. Reflexões sobre o ensino de leitura e produção de textos acadêmicos: disciplinas presenciais e ambientes virtuais de aprendizagem. In: RIBEIRO, A. E. et al. (Org.).Linguagem, tecnologia e educação. São Paulo: Peirópolis, 2010. Cap. 18, p. 229-239.

Estatísticas da Wikipédia. Página que apresenta diversos dados estatísticos da Wikipédia em português. Disponível em: <http://stats.wikimedia.org/PT/ChartsWikipediaPT.htm>. Acesso em: 19 dez. 2015.

GABRIEL, M. Educar: a (r)evolução digital na educação. São Paulo: Saraiva, 2013.

GALLARDO, B. C. Letramentos digitais e aprendizagem de língua inglesa nas redes sociais virtuais. In: RIBEIRO, A. E. et al. (Org.). Linguagem, tecnologia e educação. São Paulo: Peirópolis, 2010. Cap. 23, p. 302-312.

GOMES, M. R. A ferramenta Wiki: uma experiência pedagógica. Comunicação & Educação. v. 12, n. 2, 2007, p. 97-107. Disponível em: <http://revistas.univerciencia.org/index.php/comeduc/article/viewFile/7100/6401>. Acesso em: 07 jan. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico 2010: educação e deslocamento. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/educacao_e_deslocamento/default_pdf.shtm>. Acesso em: 5 fev. 2015.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Ministério da Educação. Censo da educação superior 2013. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6AhJ/content/matriculas-no-ensino-superior-crescem-3-8>. Acesso em: 26 jan. 2015.

LÉ, J. B. Hipertexto e fluxo informacional: considerações sobre o dado e o novo na web. In: RIBEIRO, A. E. et al. (Org.). Linguagem, tecnologia e educação. São Paulo: Peirópolis, 2010. Cap. 5, p. 64-76.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 2011.

LUSÓFONO. In: FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa. 4. ed. Curitiba: Positivo, 2009, p. 1.236.

MARQUES, J. B; LOUVEM, O. S. A Wikipédia como diálogo entre universidade e sociedade: uma experiência em extensão universitária. In: Congresso Brasileiro de Informática na Educação. II. 2013. Workshop de Informática na Escola. XIX. 2013. Rio de Janeiro. p. 70-79. Disponível em: <http://ceie-sbc.tempsite.ws/pub/index.php/wie/article/view/2617/2272>. Acesso em: 10 fev. 2015.

MATTAR, J. Metodologia científica na era da informática. 3. ed., rev. e atualizada. São Paulo: Saraiva, 2008.

PRETTO, N. L.; PINTO, C. C. Tecnologias e novas educações. Revista Brasileira de Educação, v. 11 n. 31 p. 19-30. jan. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v11n31/a03v11n31.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2015.

PRETTO, N. L.; ASSIS, A. Cultura digital e educação: redes já! In: PRETTO, N. L., SILVEIRA, S. A. (Orgs.). Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 75-83. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/22qtc/pdf/pretto-9788523208899-06.pdf>. Acesso em 22 fev. 2015.

TAPSCOTT, D. A hora da geração digital: como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos. Tradução de Marcello Lino. Rio de Janeiro: Agir Negócios, 2010.

VIEIRA, A. A. S; LIMA, M. C. A. Escrita colaborativa na internet. A plataforma Wiki. In: Anais do III CELLMS, IV EPGL e I EPPGL. 2007. Dourados. Disponível em: <http://www.uems.br/cellms/2008/documentos/09%20-%20ESCRITA%20COLABORATIVA.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2015.

WIKIPÉDIA EM PORTUGUÊS. In: WIKIPÉDIA. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia_em_portugu%C3%AAs#/h>. Acesso em: 2 mar. 2015.

WIKIPÉDIA. In: WIKIPÉDIA. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia>. Acesso em: 5 jan. 2015.

Wikipédia: sobre a Wikipédia. Página disponibilizada pela enciclopédia virtual que visa fornecer informações básicas sobre o projeto Wikipédia como um todo. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Sobre_a_Wikip%C3%A9dia>. Acesso em: 5 jan. 2015.

Wikipédia: usuários. Página que descreve os tipos de usuários da plataforma virtual. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Usu%C3%A1rios>. Acesso em: 16 jan. 2015.

Publicado
2016-01-07
Como Citar
BRESCIA, A. T.; CIRINO, S. D.; CONCEIÇÃO, L. G. B. DA; SANTOS, M. R. G. DOS. Wikipédia. Revista Docência do Ensino Superior, v. 5, n. 2, p. 101-128, 7 jan. 2016.
Seção
Artigos

Most read articles by the same author(s)