A docência universitária no contexto de pandemia e o ingresso no ensino superior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2020.24742

Palavras-chave:

Desenvolvimento profissional docente, Estudante universitário, Evasão, Ensino remoto

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar as características da docência universitária na pandemia de Covid-19 que favoreceram a transição de estudantes ao ensino superior. Oito ingressantes, de ambos os sexos, foram entrevistados e dos dados, analisados qualitativamente, destacam-se: as adaptações pedagógicas realizadas no ensino remoto, as interações professor-aluno, o compromisso com a formação do aluno e o reconhecimento da qualidade da docência universitária como facilitadora da transição ao ensino superior. Tais resultados reafirmam o papel dos professores na aprendizagem e na permanência dos calouros, mas indicam a urgência em se pensar nas implicações políticas e sociais do ensino remoto emergencial, inclusive sobre a docência universitária na pandemia, com sobrecarga de trabalho do professor e pouco espaço para o seu desenvolvimento profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Alves Fior, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, Brasil.

Docente do Departamento de Psicologia Educacional da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Graduada em Psicologia pela UNESP, mestra e doutora em Educação pela UNICAMP. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Psicologia e Educação Superior (PES), da UNICAMP.

Maria José Martins, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, Brasil.

Psicóloga do Serviço de Atendimento ao Estudante (SAE) da Universidade Estadual de Campinas. Graduada em Psicologia pela Universidade São Francisco (USF), mestranda em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas Psicologia e Educação Superior (PES), da UNICAMP.

Referências

ALZATE-ORTIZ, Faber A.; CASTAÑEDA-PATIÑO, Juan Carlos. Mediación pedagógica: clave de una educación humanizante y transformadora. Una mirada desde la estética y la comunicación. Revista Electrónica Educare, v. 24, n. 1, p. 1-14, jan./abr. 2020. Disponível em: https://www.scielo.sa.cr/pdf/ree/v24n1/1409-4258-ree-24-01-411.pdf. Acesso em: 16 ago. 2020. DOI: http://doi.org/10.15359/ree.24-1.21.

AUCEJO, Esteban M. et al. The impact of COVID-19 on student experiences and expectations: evidence from a survey. Journal of Public Economics, v. 191, nov. 2020. Disponível em: https://reader.elsevier.com/reader/sd/pii/S0047272720301353?token=BCF75D1B3F5847D67F610B07882456594ABF11D919EA3B0D0377BF454C826AD8CF6208DD5B040CD0D5247F457038B2B0. Acesso em: 27 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jpubeco.2020.104271.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOGDAN, Robert C.; BIKLEN, Sari K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). Censo da Educação Superior. Ministério da Educação, INEP, Brasília, DF, 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 544, de 16 de junho de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus, e revoga as Portarias MEC nº 343, de 17 de março de 2020, nº 345, de 19 de março de 2020, e nº 473, de 12 de maio de 2020. Ministério da Educação, Brasília, DF, 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-544-de-16-de-junho-de-2020-261924872. Acesso em: 16 ago. 2020.

BRAXTON, John M.; BRAY, Nathaniel J.; BERGER, Joseph B. Faculty teaching skills and their influence on the college student departure process. Journal of College Student Development, Baltimore, v. 41, n. 2, p. 215-227, mar. 2000.

BRAXTON, John. M.; HIRSCHY, Amy S.; MCCLENDON, Shederick A. Understanding and reducing college student departure. San Francisco: Jossey-Bass, 2004.

CASANOVA, Joana R. et al. Abandono no Ensino Superior: Impacto da autoeficácia na intenção de abandono. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 41-49, jan./jun. 2018. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v19n1/06.pdf. Acesso em: 29 jan. 2020. DOI: http://dx.doi.org/1026707/1984-7270/2019v19n1p41.

CASANOVA, Joana R.; BERNARDO, Ana; ALMEIDA, Leandro S. Abandono no Ensino Superior: Variáveis pessoais e contextuais no processo de decisão. In: ALMEIDA, Leandro S. Estudantes do Ensino Superior: desafios e oportunidades. Braga: ADIPSIEDUC, 2019.

CASANOVA, Joana R.; ARAÚJO, Alexandra M.; ALMEIDA, Leandro S. Dificuldades na adaptação académica dos estudantes do 1o ano do Ensino Superior. Revista E-Psi, v. 9, n. 1, p. 165-181, 2020. Disponível em: https://revistaepsi.com/wp-content/uploads/artigos/2020/Ano9-Volume1-Artigo11.pdf. Acesso em: 12 maio 2020.

CUNHA, Maria Isabel da. Docência na universidade, cultura e avaliação institucional: saberes silenciados em questão. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 32, p. 258-271, maio/ago. 2006.

CUNHA, Maria Isabel da. Docência na Educação Superior: a professoralidade em construção. Educação, Porto Alegre, v. 41, n. 1, p. 6-11, jan./abr. 2018. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/29725/16841. Acesso em: 12 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.1.29725.

FERREIRA, Luciana Haddad; BARBOSA, Andreza. Lições de quarentena: limites e possibilidades da atuação docente em época de isolamento social. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 15, p. 1-24, 2020. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.15.15483.076.

FIGUEIREDO, Ana Paula S.; LEITE, Sergio Antonio da Silva. Afetividade e ensino: marcas de dois professores inesquecíveis da área da Matemática. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 9, p. 1-17, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/13490. Acesso em: 12 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.35699/2237-5864.2019.13490.

FIOCRUZ. ConVid: Pesquisa de Comportamentos. Disponível em: https://convid.fiocruz.br/. Acesso em: 13 jun. 2020.

FIOR, Camila Alves; MERCURI, Elizabeth. Envolvimento acadêmico no ensino superior e características dos estudantes. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 85-95, jan./jun. 2018. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v19n1/10.pdf. Acesso em: 29 jan. 2020. DOI: http://dx.doi.org/1026707/1984-7270/2019v19n1p85.

HERINGER, Rosana. Democratização da educação superior no Brasil: das metas de inclusão ao sucesso acadêmico. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 7-17, jan./jun. 2018. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v19n1/03.pdf. Acesso em: 12 dez. 2020. DOI: http://dx.doi.org/1026707/1984-7270/2019v19n1p7.

HURTADO, Silvia et al. Predicting transition and adjustment to college: biomedical and behavioral science aspirants’ and minority students’ first year of college. Research in Higher Education, v. 48, n. 7, p. 841-887, abr. 2007. DOI: https://doi.org/10.1007/s11162-007-9051-x.

LEITE, Sergio Antonio da Silva. Afetividade nas práticas pedagógicas. Temas em Psicologia, [online], v. 20, n. 2, p. 355-368, 2012. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/tp/v20n2/v20n2a06.pdf. Acesso em: 12 ago. 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.9788/TP2012.2-06.

LUCIANO-WONG, Shaila; CROWE, Dale. Persistence and engagement among first-year Hispanic students. Journal for Multicultural Education, v. 13, n. 2, p. 169-183, 2019. DOI: https://doi.org/10.1108/JME-12-2017-0072.

MORALISTA, Rome B.; ODUCADO, Ryan M. F. Faculty perception toward online education in a state college in the Philippines during the coronavirus disease 19 (COVID-19) pandemic. Universal Journal of Educational Research, v. 8, n. 10, p. 4736-4742, 2020. DOI: https://doi.org/10.13189/ujer.2020.081044.

MORGADO, José Carlos; SOUSA, Joana; PACHECO, José Augusto. Transformações educativas em tempos de pandemia: do confinamento social ao isolamento curricular. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 15, e2016197, p. 1-10, 2020. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/65846/1/MorgadoSousa%26Pacheco_2020_Transforma%C3%A7%C3%B5esEmTemposPandemia.pdf. Acesso em: 12 dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.15.16197.062.

MURPHY, Michael P. A. COVID-19 and emergency eLearning: consequences of the securitization of higher education for post-pandemic pedagogy. Contemporary Security Policy, 2020.

PARO, Vítor Henrique. Administração escolar: introdução crítica. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

PELOSO, Renan M. et al. Notes from the field: concerns of health-related higher education students in Brazil pertaining to distance learning during the coronavirus pandemic. Evaluation and the Health Professions, v. 43, n. 3, p. 201-203, jul. 2020. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/0163278720939302. Acesso em: 27 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.1177/0163278720939302.

PEREIRA, Elisabete Monteiro de Aguiar et al. Formación profesional, básica o general: lo que piensan los estudiantes de una universidad pública de Brasil. Actualidades Investigativas en Educación, San José, v. 14, n. 2, p. 1-23, maio/ago. 2014. Disponível em: https://www.scielo.sa.cr/pdf/aie/v14n2/a19v14n2.pdf. Acesso em: 27 out. 2020.

PINTO, Daniela; LOPES, Amélia; MOURAZ, Ana. Perspectives on the transition to higher education in Europe: an approach focused on literature. Research in Post-Compulsory Education, v. 24, n. 4, p. 356-374, nov. 2019. DOI: https://doi.org/10.1080/13596748.2019.1584429.

REIMERS, Fernando M.; SCHLEICHER, Andreas. Schooling disrupted, schooling rethought: How the Covid-19 pandemic is changing education. OECD Publishing, 2020.

REIS, Diego dos Santos. Coronavírus e desigualdades educacionais: reposicionando o debate. Olhar de Professor, Ponta Grossa, v. 23, n. 1, p. 1-5, 2020. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/15592/209209213498. Acesso em: 17 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.5212/http://orcid.org/0000-0001-6977-7166.

RONDINI, Carina Alexandra; PEDRO, Ketilin Mayra; DUARTE, Cláudia dos Santos. Pandemia da Covid-19 e o ensino remoto emergencial: mudanças na prática pedagógica. Interfaces Científicas – Educação, Aracaju, v. 10, n. 1, p. 41-57, 2020. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9085/4128. Acesso em: 27 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v10n1p41-57.

SARAIVA, Karla; VEIGA-NETO, Alfredo. Modernidade Líquida, Capitalismo Cognitivo e Educação Contemporânea. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 187-201, maio/ago. 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/8300/5538. Acesso em: 17 ago. 2020.

SARAIVA, Karla; TRAVERSINI, Clarice; LOCKMANN, Kamila. A educação em tempos de COVID-19: ensino remoto e exaustão docente. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 15, e2016289, p. 1-24, 2020. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.15.16289.094.

SCHREINER, Laurie A. et al. The impact of faculty and staff on high-risk college student persistence. Journal of College Student Development, v. 52, n. 3, p. 321-338, 2011.

SOUSA, Verónica et al. Stories about transition to higher education: empirical narrative organization of freshman-year students from south Europe. Journal of Poetry Therapy, v. 28, n. 4, p. 289-301, 2015.

TINTO, Vicent. Leaving college: rethinking the causes and cures of student attrition. 2. ed. Chicago: University of Chicago Press, 1993.

TINTO, Vicent. Classrooms as communities: exploring the educational character of student persistence. Journal of Higher Education, v. 68, n. 6, p. 599-623, nov./dec. 1997. DOI: https://doi.org/10.2307/2959965.

TINTO, Vicent. Through the eyes of students. Journal of College Student Retention: Research, Theory and Practice, v. 19, n. 3, p. 254-269, 2017.

UNESCO. Adverse consequences of school closures. 2020. Disponível em: https://en.unesco.org/covid19/educationresponse/consequences. Acesso em: 13 jun. 2020.

WEEDEN, Kim; CORNWELL, Benjamin. The Small-World Network of College Classes: Implications for Epidemic Spread on a University Campus. Sociological Science, v. 7, p. 222-241, maio 2020. Disponível em: https://sociologicalscience.com/download/vol-7/may/SocSci_v7_222to241.pdf. Acesso em: 17 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.15195/v7.a9 .

WHO. World Health Organization. Coronavirus Disease 2019 (COVID-19): Situation Report –146. Geneva, Switzerland, 2020a. Disponível em: https://www.who.int/docs/default-source/coronaviruse/situation-reports/20200614-covid-19-sitrep-146.pdf?sfvrsn=5b89bdad_4. Acesso em: 14 jun. 2020.

WHO. World Health Organization. WHO Timeline – COVID-19. 2020b. Disponível em: https://www.who.int/news-room/detail/27-04-2020-who-timeline---covid-19. Acesso em: 13 jun. 2020.

ZHU, Na et al. A novel coronavirus from patients with pneumonia in China. The New England Journal of Medicine, v. 382, p. 727-733, fev. 2020. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/pdf/10.1056/NEJMoa2001017?articleTools=true. Acesso em: 12 dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.1056/NEJMoa2001017.

ZORDAN, Paola; ALMEIDA, Verônica Domingues. Parar pandêmico: educação e vida. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 15, e2015481, p. 1-18, 2020. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.15.15481.077.

A docência universitária no contexto de pandemia e o ingresso no ensino superior

Publicado

2020-12-16

Como Citar

FIOR, C. A.; MARTINS, M. J. A docência universitária no contexto de pandemia e o ingresso no ensino superior. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 10, p. 1–20, 2020. DOI: 10.35699/2237-5864.2020.24742. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/24742. Acesso em: 25 out. 2021.

Edição

Seção

Seção especial: docência no ensino superior em tempos de pandemia