Estratégias do Departamento de Odontologia Restauradora para capacitação de seu corpo docente diante da pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2020.24770

Palavras-chave:

Pandemia da COVID-19, Ensino Remoto Emergencial, Odontologia, Tecnologia digital da informação e comunicação

Resumo

O objetivo deste artigo foi relatar a experiência do Departamento de Odontologia Restauradora (ODR) em capacitar seu corpo docente e expandir o emprego da plataforma Moodle, durante o período de distanciamento social devido à pandemia da COVID-19. Assim que as aulas presenciais foram suspensas em março de 2020 e antes mesmo de a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) adotar o ensino remoto emergencial (ERE), um questionário sobre o emprego de tecnologias digitais no ensino foi elaborado por uma comissão determinada pela Chefia Departamental e enviado aos docentes. Percebeu-se, assim, a necessidade de capacitação desses profissionais quanto ao uso de tais tecnologias. Professores tutores do ODR planejaram oficinas virtuais com orientação individual, possibilitando o treinamento das funcionalidades da plataforma Moodle. Essa ação permitiu a todas as disciplinas do ODR estruturarem seus ambientes virtuais e tornou o corpo docente apto a empregar as ferramentas disponibilizadas pelo Moodle, garantindo a qualidade do ensino, mesmo que remotamente.                                

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Valente Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Professora Associada do Departamento de Odontologia Restauradora na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (FAO-UFMG). Graduada em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica-MG (1996). Especialista em Dentística pela ABO-MG (2001) e em Prótese pela FAO-UFMG (2017). Mestre em Odontologia pela UFMG na área de Dentística (2004) e doutora na área de Clínica Odontológica (2009).

Hugo Henriques Alvim, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Professor Associado do Departamento de Odontologia Restauradora na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduado em Odontologia pela Fundação Universidade de Itaúna (2000). Especialista, mestre e doutor em Dentística pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Araraquara (UNESP).                                         

Luiza de Almeida Queiroz Ferreira, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Mestranda em Odontologia, com área de concentração em Clínica Odontológica, na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduada em Odontologia pela UFMG (2019). Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG).                       

Maria Elisa de Souza e Silva, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Doutora em Clínica Odontológica e Professora Associada da UFMG. Criou e coordenou, por sete anos, o Centro de Apoio, a Seleção e Encaminhamento do Usuário da Faculdade de Odontologia. Tem experiência em pesquisa e extensão, atuando especialmente nos temas: qualidade de vida, saúde de idosos, transplante de medula óssea, fígado e renal, prescrição de medicamentos, enfrentamento da COVID-19 – biossegurança.

Rogéli Tibúrcio Ribeiro da Cunha Peixoto, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Professora Associada do Departamento de Odontologia Restauradora, na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduada em Odontologia pela UFMG (1987). Especialista em Dentística pela Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP), mestre em Odontologia – área de Dentística – pela UFMG (1999) e doutora na mesma área (2008).

Referências

BEHAR, Patricia Alejandra. O Ensino Remoto Emergencial. Entrelaços, Porto Alegre. 9 jul. 2020. Disponível em: https://entrelacos.blogspot.com/2020/07/09-de-julho-de-2020-artigos-o-ensino.html. Acesso em: 16 ago. 2020.

FILATRO, Andrea. Design instrucional na prática. São Paulo: Pearson, 2008.

HODGES, Charles. et al. The difference between emergency remote teaching and online learning. Educause Review, Louisville, mar. 2020. Disponível em: https://er.educause.edu/articles/2020/3/the-difference-between-emergency-remote-teaching-and-online-learning. Acesso em: 16 ago. 2020.

LEITE, Maria Teresa Meirelles et al. Relato de experiência: oficinas Moodle para docentes da UNIFESP. In: 13º CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 13., 2007. Curitiba. Anais [...] Curitiba: ABED, 2007, p. 1-7. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2007/tc/54200735531PM.pdf. Acesso em: 14 ago. 2020.

MARYA, Charu Mohan; MARYA, Kirti. Mohan. Internet availability and e-education in north Indian dental colleges: a distant dream?. Journal of Dental Education, Washington, v. 71, n. 4, p. 445-446, abr. 2007.

MASETTO, Marcos Tarcísio. Desafios para a Docência no Ensino Superior na Contemporaneidade. In: CAVALCANTE, Marina Dias. Didática e Prática de Ensino: diálogos sobre a Escola e Formação de Professores e a Sociedade. Fortaleza: EdUECE, 2015.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento?. Brasília: MS/CGDI, 2018. 78 p.

MONTEIRO, Angélica; MOREIRA, José Antônio; ALMEIDA, Ana Cristina. Educação online: Pedagogia e aprendizagem em plataformas digitais. Santo Tirso: De Facto Editores, 2012.

MOREIRA, José Antônio. Novos cenários e modelos de aprendizagem construtivistas em plataformas digitais. In: MONTEIRO, Angelica; MOREIRA, José Antônio; ALMEIDA, Ana Cristina (org.). Educação Online: Pedagogia e aprendizagem em plataformas digitais. Santo Tirso: De Facto Editores, 2012.

MOREIRA, José Antônio. Modelos pedagógicos virtuais no contexto das tecnologias digitais. In: MILL, Daniel; PINO, Douglas; SANTIAGO, Glauber; SANTOS; Marilde (ed.). Educação a Distância: dimensões da pesquisa, da mediação e da formação. São Paulo: Artesanato Educacional, 2018.

MOREIRA, José António Marques; HENRIQUES, Susana; BARROS, Daniela. Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. Dialogia, São Paulo, n. 34, p. 351-364, jan./abr. 2020. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/17123. Acesso em: 18 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.n34.17123.

NEVES, Inajara de Salles Viana. Planejamento Educacional no Percurso Formativo. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 2, p. 86-96, out. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2012. Acesso em: 14 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.35699/2237-5864.2012.2012.

PEIXOTO, Rogéli Tibúrcio Ribeiro da Cunha et al. O emprego das tecnologias de informação e comunicação no ensino superior: relato de experiência sobre a oficina “Modelo Híbrido de Ensino”. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 5, n. 1, p. 183-204, abr. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/1978. Acesso em: 18 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.35699/2237-5864.2015.1978.

RAJAB, Lamis; BAQAIN, Zaid. Use of information and communication technology among dental students at the university of Jordan. Journal of Dental Education, Washington, v. 69, n. 3, p. 387-398, mar. 2005.

RAMAL, Andrea Cecilia. Por que o e-learning vem crescendo tanto? Jornal do Commercio, A GAZETA, Cuiabá, 28 maio 2004. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/EAD/POR_QUE_E_LEARNING_CRESCEND.PDF. Acesso em: 16 ago. 2020.

REINHOLZ, Markus; FRENCH, Lars. Medical Education and care in dermatology during the SARS-CoV2 pandemia: challenges and chances. Journal of the European Academy of Dermatology and Venereology, Amsterdam, v. 34, n. 5, e-214-e216, maio 2020. DOI: https://doi.org/10.1111/jdv.16391.

TORRES, Kelly Aparecida et al. Implantação da metodologia híbrida (blended learning) de educação numa instituição de ensino privada. In: XI CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO SUPERIOR A DISTÂNCIA, 11., 2014. Florianópolis. Anais [...] Florianópolis: UNIREDE, 2014, p. 1-12. Disponível em: https://esud2014.nute.ufsc.br/anais-esud2014/files/pdf/128096.pdf.

UFMG. Portaria nº 1819, de 18 de março de 2020. Suspende, temporariamente e por tempo indeterminado, as aulas presenciais dos cursos de graduação, de pós-graduação e de extensão e as aulas da Educação Básica e Profissional nos campi de Belo Horizonte e Montes Claros da UFMG, tendo em vista as orientações do Ministério da Saúde e em face da decretação, pela OMS, da pandemia da doença COVID-19. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG. 19 mar. 2020.

Estratégias do Departamento de Odontologia Restauradora para capacitação de seu corpo docente diante da pandemia

Downloads

Publicado

2020-12-29

Como Citar

ARAÚJO, P. V.; ALVIM, H. H.; FERREIRA, L. de A. Q.; SILVA, M. E. de S. e; PEIXOTO, R. T. R. da C. Estratégias do Departamento de Odontologia Restauradora para capacitação de seu corpo docente diante da pandemia. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 10, p. 1–16, 2020. DOI: 10.35699/2237-5864.2020.24770. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/24770. Acesso em: 25 out. 2021.

Edição

Seção

Seção especial: docência no ensino superior em tempos de pandemia

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)