Entrevista com a professora Juliane Corrêa sobre a história do Giz

Resumo

A professora Juliane Corrêa, da Faculdade de Educação (FaE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), foi quem esteve à frente da implementação do Giz na UFMG, desde seu estabelecimento em 2008. Vinculado à Pró-Reitoria de Graduação da UFMG, o Giz é uma Diretoria de Inovação e Metodologias de Ensino, espaço no qual a professora Juliane atuou como diretora nos seis primeiros anos, construindo as condições materiais e pedagógicas de sua proposta no âmbito da UFMG. Posteriormente, tornou-se diretora da FaE (2014-2018). Considerando que no ano de 2018 o Giz completa 10 anos de experiência no cenário da UFMG e que a implementação desse espaço ins tucional se deu sob sua coordenação, a professora Juliane nos concedeu esta entrevista tratando dessa história.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliane Corrêa, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Graduação em Pedagogia pela Faculdade de Filoso a de Belo Horizonte (1986), Mestrado em Educação pela UFMG (1995) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2005). Atualmente é professora associada na FaE/UFMG.

Maria José Batista Pinto Flores, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Atua como professora adjunta da FaE/UFMG e como diretora do Giz. Doutora em Educação pela FaE/UFMG (2014) no Programa de doutorado La no-Americano: polí cas públicas e pro ssão docente.

Paulo Mariano Eulálio Campos, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Possui graduação em Psicologia e em Música pela UFMG, pós-graduação lato sensu em Filoso a e Mestrado em Educação pela FaE/UFMG. Atua no Giz.

Referências

...

Publicado
2018-12-10
Como Citar
CORRÊA, J.; FLORES, M. J. B. P.; CAMPOS, P. M. E. Entrevista com a professora Juliane Corrêa sobre a história do Giz. Revista Docência do Ensino Superior, v. 8, n. 2, p. 288-297, 10 dez. 2018.
Seção
Entrevistas