Biopolítica e o paradigma imunitário de Roberto Esposito

Autores

  • Ana Paula Sabetzki Boeing Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-8036.2020.14832

Palavras-chave:

Biopolítica, Roberto Esposito, Imunidade, Comunidade

Resumo

O objetivo deste artigo consiste em analisar o paradigma imunitário desenvolvido por Roberto Esposito no âmbito da biopolítica. A pesquisa é qualitativa e utiliza documentação indireta consistente em doutrina bibliográfica. As conclusões apontam que a noção de imunidade em Esposito está estruturalmente conectada com a modernidade, tem uma implicação negativa com a comunidade e um sentido de conexão entre vida e poder, mas pode destruir a própria vida se levada ao extremo. Além disso, a imunidade influencia as categorias jurídico-políticas tradicionais da soberania, liberdade e propriedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Sabetzki Boeing, Universidade Federal do Paraná

Mestre em Direito do Estado pela Universidade Federal do Paraná. Especialista em Direito Constitucional. Procuradora do Estado do Paraná.

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9037-4254

Referências

CAMPBEL, Timothy. Política, Imunidade, Vida: o pensamento de Roberto Esposito no debate contemporâneo. In: ESPOSITO, Roberto. Termos da política: comunidade, imunidade, biopolítica. Curitiba: Editora UFPR, 2017. p. 13-66.

ESPOSITO, Roberto. A Lei da Comunidade. In: ESPOSITO, Roberto. Termos da política: comunidade, imunidade, biopolítica. Curitiba: Editora UFPR, 2017. p. 69-82.

ESPOSITO, Roberto. Bios: biopolítica e filosofia. Lisboa: Edições 70, 2010.

ESPOSITO, Roberto. Democracia Imunitária. In: ESPOSITO, Roberto. Termos da política: comunidade, imunidade, biopolítica. Curitiba: Editora UFPR, 2017. p. 115-125.

ESPOSITO, Roberto. Imunização e Violência. In: ESPOSITO, Roberto. Termos da política: comunidade, imunidade, biopolítica. Curitiba: Editora UFPR, 2017. p. 139-148.

ESPOSITO, Roberto. Liberdade e imunidade. In: ESPOSITO, Roberto. Termos da política: comunidade, imunidade, biopolítica. Curitiba: Editora UFPR, 2017. p. 127-137.

FONSECA, Ricardo Marcelo. Introdução Teórica à História do Direito. Curitiba: Juruá, 2012.

FONSECA, Ricardo Marcelo. Modernidade e contrato de trabalho: do sujeito de direito à sujeição jurídica. São Paulo: LTr, 2002.

FONSECA, Ricardo Marcelo. O poder entre o direito e a “norma”: Foucault e Deleuze na Teoria do Estado. In: FONSECA, Ricardo Marcelo (Org.). Repensando a teoria do Estado. Belo Horizonte: Forum, 2004. p. 259-281.

FOUCAULT, Michel. Em Defesa da Sociedade. Curso no Collège de France (1975-1976). Tradução Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FOUCAULT, Michel. Segurança, Território, População. Curso dado no Collège de France (1977-1978). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

Downloads

Publicado

2020-06-24

Como Citar

BOEING, A. P. S. . Biopolítica e o paradigma imunitário de Roberto Esposito. Revista de Ciências do Estado, Belo Horizonte, v. 5, n. 1, p. 1–18, 2020. DOI: 10.35699/2525-8036.2020.14832. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/e14832. Acesso em: 17 maio. 2022.