Som e Movimento nos Estudos e Práticas da Performance

proposições para um Corpo Atávico

Autores

  • Mamutte Universidade do Estado de Minas Gerais - Brasil https://orcid.org/0000-0003-0421-2222
  • Mario Geraldo da Fonseca Universidade do Estado de Minas Gerais - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2021.20661

Palavras-chave:

Arte da Performance, Corporeidade, Interartes

Resumo

Apresentamos relatos de experiência em processos de ensino-aprendizagem da arte da performance, cotejando relatos de práticas expressivas de som e movimento, realizadas em processos de criação (práticas híbridas – interartes) operados por professores universitários que atuam em cursos de artes visuaisem distintas universidades públicas brasileiras. Nosso objetivo principal é corroborar com a docência no campo das artes visuais, sugerindo algumas abordagens que tomem o corpo como fundamento, no trabalho da configuração de imagens, sons, movimentos e seus registros, ativando qualidades do corpo atávico que nos habita. Conceito que pode nos ajudar a designar as instaurações potentes de atavismos “selvagens” que foram adormecidos nas corporeidades colonizadas e ocidentalizadas da nossa contemporaneidade.

Biografia do Autor

Mamutte, Universidade do Estado de Minas Gerais - Brasil

Artista-professor-pesquisador, Especialista em Ensino de Artes Visuais, Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Artes da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e docente do Curso Técnico de Dança do Centro Interescolar de Cultura, Artes, Linguagens e Tecnologia (CICALT).

Mario Geraldo da Fonseca, Universidade do Estado de Minas Gerais - Brasil

Artista, Escritor, Jornalista, Pós-Doutor em Literatura Comparada pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais e Professor da Escola de Design da UEMG.

Referências

AGRA, Lucio. Fora do Mapa, o Mapa - performance na América Latina em dez anotações. ARS (São Paulo) [online]. 2016, vol.14, n.27, pp.135-148. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/ars/article/view/117627/116450> acesso em 07/01/2020.

AGRA, Lúcio. Entrevista – Lúcio Agra.Mostra Perplexa, 2018. Disponível em: <https://mostraperplexa.wordpress.com/category/pesquisa/ensino-da-pratica-da-performance-na-universidade/lucio-agra/> acesso em 03/01/2020.

AQUINO, Fernando. MEDEIROS, Maria Beatriz de (org.). Corpos Informáticos. Performance, corpo, política. Brasília: Editora do Programa de Pós-graduação em Arte, UnB, 2011.

ARROYO, Margarete; LUCAS, Maria Elizabeth; STEIN, Marília; PRASS, Luciana, Entre congadeiros e sambistas: etnopedagogias musicais em contextos populares de tradição afro-brasileira. Revista da Fundarte, Montenegro, RS, v. 3, n.5, 2003. p. 4-20.

BECKER, Howard S. Mundos da Arte. Trad. Luís San Payo. Lisboa: Livros Horizonte, 2010.

BLACKING, John. How Musical Is Man? Londres: Faber & Faber, 1976.

BOLOGNE, Jean Claude. História do pudor. Trad. Telma Costa. Rio de Janeiro: Elfos Ed.; Lisboa, Portugal: Teorema, 1990.

CARLSON, Marvin. ‘Performance de Cultura: estratégias antropológicas e etnográficas’. In: Performance: uma introdução crítica. Trad. Thaís F. N. Diniz e Ma. Antonieta Pereira. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2010.

CASTELLO BRANCO, Lúcia. O que é erotismo. São Paulo: Brasiliense, 1984.

CLARK, Lygia. Lygia Clark. Belo Horizonte, s/d. Disponível em: <http://www.lygiaclark.org.br> Acesso em 19 de Jun. 2018.

DELEUZE, Gilles; PARNET, Claire. Diálogos. São Paulo: Ed. Escuta, 1998.

DELEUZE, Gilles. GUATTARI, Felix. Devir-intenso, devir-animal, devir-imperceptível. In: Mil Platôs, v.4.São Paulo: Editora 34,2012

DEWEY, Jhon. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

DUCK, Kate. Kate Duck. s/d. Disponível em: <http://katieduck.com/> acesso em 03/01/2020.

FERREIRA, Larissa. MEDEIROS, Maria Beatriz de. Peformance: uma aula.In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS, 22, Ecossistemas Estéticos, 2013, Anais [...] Belém: Universidade Federal do Pará, 2013.Disponível em: <http://www.anpap.org.br/anais/2013/ANAIS/comites/pa/Maria%20Beatriz%20de%20Medeiros%20e%20Larissa%20Ferreira.pdf> acesso em 26/05/2019.

FRIGERIO, Alejandro. Artes Negras: uma perspectiva afrocêntrica. Tradução Juarez Coqueiro. Estudos Afro-Asiáticos, n.23, p.175-190, 1992.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade: vontade de saber. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque; J. A. Guilhon Albuquerque. v.1. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Trad. Raquel Ramalhete. 28. ed. Petrópolis: Ed. Vozes, 2004.

GLUSBERG, Jorge. A arte da performance. São Paulo: Perspectiva, 2005.

HILL, Marcos. Entrevista – Marcos Hill. Mostra Perplexa, 2018. Disponível em: <https://mostraperplexa.wordpress.com/category/pesquisa/ensino-da-pratica-da-performance-na-universidade/marcos-hill/> acesso em 03/01/2020.

MARCUSE, Herbert. Eros e Civilização – Uma interpretação filosófica do pensamento de Freud. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1968.

MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

MEDEIROS, Maria Beatriz de; BRITES, Mariana. Iteração, haters e pronóia, In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS, 28, Origens, 2019, Cidade de Goiás. Anais [...] Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2019. Disponível em: <http://anpap.org.br/anais/2019/PDF/ARTIGO/28encontro______MEDEIROS_Maria_Beatriz_de_e_BRITES_Mariana_43-56.pdf?fbclid=IwAR2nE5K3ba_uggA_ddc5h1oFfrfjiA-vapIN_AThLkqSktCEJKR4HwPgYnE> acesso em 13/02/2020.

MINARELLI, Enzo. Polipoesia: entre as poéticas da voz no século XX. Londrina: Eduel, 2010.

MORIN, Edgar. Epistemologia da Complexidade. In: Novos paradigmas, cultura e subjetividade. Org. FRIED, Dora. Trad. RODRIGUES, Jussara Haubert. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

NANCY, Jean-Luc. Corpus. Lisboa: Vega Passagens, 2000.

NÓBREGA, Terezinha Petruciada.Uma fenomenologia do corpo. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2010.

PENA, Brenda Marques. Poesia Sonora: história e desdobramentos de uma vanguarda poética. Belo Horizonte: Tradição Planalto, 2009.

RAJEWSKY, Irina O. Intermidialidade, Intertextualidade e “Remediação”: uma perspectiva literária sobre a intermidialidade. In: Intermidialidade e Estudos Interartes. Desafios da arte contemporânea. Thais F. Nogueira Diniz (org.). Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.

RODRIGUES, José Carlos. Tabu do Corpo.2.ed. Rio de Janeiro: Achiamé, 1975.

ROLLA, Marco Paulo. Entrevista – Marco Paulo Rolla. Mostra Perplexa, 2018. Disponível em: <https://mostraperplexa.wordpress.com/category/pesquisa/ensino-da-pratica-da-performance-na-universidade/marco-paulo-rolla/> acesso em 03/01/2020.

SCHECHNER, Richard. O que é performance?. In: O Percevejo: Estudos da performance. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2003.

TAYLOR, Diana. Performance. Buenos Aires: AsuntoImpresoediciones, 2012.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Metafísicas Canibais. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

ZUMTHOR, Paul. Escritura e Nomadismo:entrevistas e ensaios. Tradução de Jerusa Pires Ferreira, Sônia Queiroz. Cotia, São Paulo: Ateliê Editorial, 2005.

Downloads

Publicado

2021-01-29

Como Citar

SALDANHA ODIER, F.; ROCHA DA FONSECA , M. G. . Som e Movimento nos Estudos e Práticas da Performance: proposições para um Corpo Atávico. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, [S. l.], v. 11, n. 21, p. 128–153, 2021. DOI: 10.35699/2237-5864.2021.20661. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/20661. Acesso em: 21 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção temática