Histórias digitais

percepção de alunos da contribuição de feedback para desenvolvimento de script em L2

Autores

Palavras-chave:

Feedback, Histórias digitais, Desenvolvimento de script, Língua estrangeira

Resumo

Feedback (“comentário”) é um tema importante na área da educação e, em particular, para desenvolvimento de línguas. Este artigo apresenta alguns resultados de uma pesquisa que teve como objetivo investigar a percepção de alunos em relação ao feedback recebido durante o desenvolvimento do roteiro em uma L2 para a produção de uma história digital, como também investigar o uso feito do feedback recebido. Participantes foram estudantes de um curso de Letras Inglês. Durante o curso, os participantes foram solicitados a desenvolver uma história digital e feedback foi fornecido para a fase do desenvolvimento do roteiro. Após a produção das histórias digitais, os participantes responderam a um questionário e também participaram de uma entrevista, ambos focando em suas percepções sobre o feedback recebido. Uma comparação entre a história digital (o vídeo) e o roteiro com o feedback do professor foi também feita para melhor compreender o uso que os participantes fizeram do feedback. Resultados mostraram que participantes reconhecem a relevância do feedback ao enfatizar alguns aspectos que foram melhorados, como organização das ideias, pontuação, e também o desenvolvimento de um conhecimento de produções escritas. Resultados também mostraram que a produção da história digital foi um elemento motivador para a incorporação do feedback recebido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Rocha, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Inglês, Universidade Federal de Santa Catarina, com pesquisa nas áreas de ensino e aprendizagem de inglês como língua estrangeira e tecnologia educacional.

Celso Henrique Soufen Tumolo, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras,Universidade Federal de Santa Catarina, com interesse e pesquisa na área de uso de tecnologia para aprendizagem de língua estrangeira.

Referências

BITCHENER, J.; KNOCK, U. The contribution of written corrective feedback to language development: a ten month investigation. Oxford University press, 2009.

BROOKHART, S. M. How to give effective feedback to your students. 2.ed. Virginia, USA: Association for Supervision and Curriculum Development, 2008.

BUDIMLIC, D. Written feedback in English.Teacher’s practices and cognition, 2012.

CARROL, S; SWAIN, M. Explicit and implicit negative feedback: An empirical study of the learning of linguistic generalizations. Studies in Second Language Acquisition, v. 15, p. 357-366, 1993.

CASTAÑEDAS, M. “I am proud that I did and it’s a piece of me”: Digital Storytelling in the foreigh language classroom. CALICO journal, v. 30, n. 1, p. 44-62, 2013.

ELLIS, R. Corrective feedback and teacher development. L2 journal, v. 1, n. 1, p. 97-107, 2009a.

ELLIS, R. A typology of written Corrective Feedback types. ELT Journal, v. 63, n. 2, p. 97-107, 2009b.

FERRIS, D. R,; ROBERTS, B. Error feedback in L2 writing classes: How explicit does it need to be? Journal of Second Language Writing, v. 10, n. 3, p. 161-184, 2001.

FERRIS, D. R. The influence of teacher commentary on students revision. TESOL Quarterly, v. 31, n. 2, p. 315-339, summer 1997.

FERRIS, D. Does error feedback help student writers? New evidence on the short- and long-term effects of written error correction. In: HYLAND, K; HYLAND, F. (eds.), Feedback in Second Language Writing: contexts and Issues. Cambridge Applied Linguistics. Cambridge: Cambridge University Press, 2006. p. 81-104.

HATTIE, J; TIMPERLEY, H. The power of feedback. Review of Educational Research, v. 77, n. 1, p. 81-112, 2007.

HOLEC, H. Autonomy and foreign language learning. Oxford: Pergamon Press, 1981.

JAKE, D. S. Capturing Stories, Capturing lives: an introduction to Digital Stories. Illinois, 2009.

KEH, C. L. Feedback in the writing process: a model and methods for implementation. ELT Journal, v. 44, n. 4, p. 294-304, October 1990.

MILLER, C. How much feedback is enough?: Instructor practices and student attitude towards error treatment in second language writing. Purdue University, United States, 2014.

OLIVEIRA, M. N. de.; SILVA, M. Z. V. da. A prática do feedback no ensino da escrita em língua inglesa. Revista Diálogo das Letras, v. 6, n. 1, p. 340-362, 2017.

SMEDA, N.; DAKICH, E.; SHARDA, N.; The effectiveness of digital story in the classrooms: a case study. Victória University, Melbourne, Australia. 13th international conference on advanced learning technologies, 2013.

SOMMERS, N. Across the drafts, College Composition and Communication, v. 58, n. 2, p. 248-25, 2006.

TUMOLO, C. H. S. Histórias Digitais como recurso para ensino/aprendizagem de inglês como Língua Estrangeira. Estudos Anglo Americanos, n. 43, 2015.

TUMOLO, C. H. S. Digital Stories for L2 and their development process. Revista Horizontes de Linguística Aplicada, 17, n. 1, p. 15-30, 2018.

VIDAL, R. T. Instrução-focada-na-forma, lingualização e aprendizagem de ILE por aprendizes brasileiros. Revista Brasileira de Linguística Aplicada. Belo Horizonte, v. 10, n. 1, p. 179-205, 2010.

Downloads

Publicado

2020-08-02

Como Citar

ROCHA, V. .; TUMOLO, C. H. S. . Histórias digitais: percepção de alunos da contribuição de feedback para desenvolvimento de script em L2. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, [S. l.], v. 13, n. 3, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/25106. Acesso em: 20 out. 2020.

Edição

Seção

Linguística e Tecnologia