Resenha de Identidades docentes y formación de profesorado en Didáctica de la Lengua y la Literatura

Autores

  • Milagrosa Parrado Collantes Universidad de Valladolid, Facultad: Facultad de Educación de Segovia, Departamento de Didáctica de la Lengua y la Literatura, Segovia, Castilla y León, España https://orcid.org/0000-0003-3250-496X

DOI:

https://doi.org/10.1590/1983-3652.2023.42105

Palavras-chave:

Competências do docente, Boas práticas docentes, Ensino de língua materna, Revisão sistemática de literatura

Resumo

Em 2022, Manuel Francisco Romero Oliva, professor do Departamento de Didática da Língua e Literatura da Universidade de Cádiz, publica Identidades docentes e formação de profesorado en Didáctica de la Lengua y la Literatura. Este volume é o resultado do projeto de pesquisa de ensino para a obtenção do cargo de professor titular na Universidade de Cádiz. Neste sentido, este livro é o auge da ideologia educacional do Professor Romero Oliva, que surgiu nos últimos anos como um membro indispensável da área, com uma extensa carreira de ensino e pesquisa que endossa este fato. Assim, o autor concentra seu projeto na reflexão e pesquisa sobre o ensino nas disciplinas específicas do Mestrado em Formação de Professores para o Ensino Médio, Bacharelado, Formação Profissional e Ensino Médio (MAES).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

HOOKS, Bell y MALO, Marta. Enseñar a transgredir. 1ª edição. Madrid: Capitán Swing Libros, 2021. ISBN 9788412281842.

ROMERO OLIVA, Manuel Francisco. Identidades docentes y formación de profesorado en Didáctica de la Lengua y la Literatura. Alemania: Peter Lang publishing group Alemania, mayo 2022. ISBN 9783631875438

Publicado

12-01-2023

Como Citar

PARRADO COLLANTES, M. . Resenha de Identidades docentes y formación de profesorado en Didáctica de la Lengua y la Literatura. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 16, p. e42105, 2023. DOI: 10.1590/1983-3652.2023.42105. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/42105. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Resenhas críticas