Metodologias para gestão documental em instituições de ensino superior

uma revisão sistemática de literatura

Autores

  • Rosaria Ferreira Otoni dos Santos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Elisângela Cristina Aganette Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Organização da informação, Gestão documental, Metodologias de gestão documental, Instituições de Ensino Superior

Resumo

A gestão documental constitui um conjunto de procedimentos referente à tramitação de documentos visando à eliminação ou guarda permanente, de modo que as instituições identifiquem o fluxo documental e fortaleçam a tomada de decisão para melhorar o desempenho dos seus processos. Neste contexto, objetiva-se verificar a existência de metodologias para gestão documental em Instituições de Ensino Superior brasileiras, com o propósito de evidenciar o cenário, por meio da literatura publicada. Mediante aplicação da revisão sistemática da literatura, realizaram-se buscas na base de dados da Library & Information Science Abstracts, cujos resultados preliminares evidenciaram a existência de metodologias voltadas à construção de instrumentos de tratamento da informação, ao diagnóstico institucional e ao uso dos sistemas informatizados, embora elas sejam incipientes. Portanto, recomenda-se ampliar os estudos desta pesquisa, a fim de aprofundar as consultas e análises propostas, além da realização de ajustes no protocolo de revisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGANETTE, Elisângela Cristina. Mapeamento de processos sob a perspectiva da ciência da informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 25, n. 1, p.87-201, fev. 2020. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/pci/article/view/22288/17905. Acesso em: 25 maio 2021.

ALMEIDA, Maria Fabiana Izídio de; VITORIANO, Marcia Cristina de Carvalho Pazin. Diagnóstico de arquivos e mapeamento da informação: interlocução da gestão documental com a gestão da informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 24, n. 3, p. 68-95, mar. 2018. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/75830. Acesso em: 25 maio 2021.

ANJOS, Franklin Gabriel Souza dos; SILVA, Manuela do Nascimento; BARI, Valéria Aparecida. O impacto da gestão documental nos arquivos de engenharia e arquitetura: uma análise do arquivo da DIPOP do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 10, n. 1, p. 85-93, fev. 2021.

Disponível em: https://revistas.ufpr.br/atoz/article/view/75160. Acesso em: 17 jul. 2021.

ARQUIVO NACIONAL. Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005.

BIOLCHINI, Jorge et al. Systematic review in software engineering: System Engineeringand Computer Science Department COPPE/UFRJ. Technical Report ES, [S. l.], v. 679, n. 5, p. 45, maio 2005. Disponível em: https://www.cos.ufrj.br/uploadfile/es67905.pdf.Acesso em:13 maio 2021.

BRASIL. Lei n. 8.159, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8159.htm. Acesso em: 25 maio 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de gestão de documentos: metodologia de arquivo. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_gestao_documentos_metodologia_arquivo.pdf. Acesso em: 19 jul. 2021.

BUENO, Danilo Andrés; RODRIGUES, Ana Célia. Mapeamento de fluxos documentais como elemento de identificação arquivística em ambientes digitais. Prisma.com, [S. l.], v. 32, n. 1, p. 16-45, jan./jun. 2016. Disponível em: https://ojs.letras.up.pt/index.php/prismacom/article/view/2212. Acesso em: 19 jul. 2021.

BUENO, Renato Varella; MACULAN, Benildes Coura; AGANETTE, Elisângela Cristina. Mapeamento de processos e gestão por processos: Revisão sistemática de literatura. Múltiplos Olhares em Ciência da informação, Belo Horizonte, v. 9, n. 2, p. 1-12, jul./dez. 2019. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/moci/article/view/19176. Acesso em: 25 maio 2021.

CAFÉ, Lígia; SALES, R. Organização da informação: conceitos básicos e breve fundamentação teórica. In: ROBREDO, Jaime; BRÄSCHER, Marisa (Org.). Passeios no Bosque da Informação: Estudos sobre Representação e Organização da Informação e do Conhecimento. Brasília: IBICT, 2010. p. 1-5.

CHOO, Chun Wei. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Editora Senac, 2003.

COELHO, Marilda Martins; SCHMIDT, Clarissa. Identificação arquivística de documentos técnicos de engenharia no contexto de uma empresa de logística de petróleo. Páginas A & B: Arquivos e Bibliotecas, [S. l.], v. 3, n. 10, p. 120-139, jan./jun. 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/109266. Acesso em: 19 maio 2021.

CRUZ, Emília Barroso. Manual de gestão de documentos. Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais; Arquivo Público Mineiro, 2007.

CUNHA, Murilo Bastos da; CAVALCANTI, Cordélia Robalinho de Oliveira. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2008.

DEMO, Pedro. Metodologia científica em ciências sociais. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1995.

ELIAS, Ezmir Dippe. Gerenciamento eletrônico de documentos (GED): aplicação na Universidade Federal de Santa Catarina. ÁGORA, Florianópolis, v. 22, n. 45, p. 15-30, jan./jun. 2012. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/48043. Acesso em: 25 maio 2021.

FERNÁNDEZ, Eduardo Núñez. Archivos y normas ISO. Asturias (España): Ediciones Trea, 2007.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2010.

GOMES, Daniel Libonati et al. Proposta de uma ferramenta para classificação arquivística com base em ontologias. Em Questão, Porto Alegre, v. 26, n. 1, p. 351-374, jan./abr. 2020. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/91853/55107. Acesso em: 20 jul. 2021.

INDOLFO, Ana Celeste et al. Gestão de documentos: conceitos e procedimentos básicos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1993.

JARDIM, José Maria. Caminhos e perspectivas da gestão de documentos em cenários de transformações. Acervo, Rio de Janeiro, v. 28, n. 2, p. 19-50, jul./dez. 2015.

LIMA, Eliseu dos Santos; SEIFFERT, Claudineli Carin; SCHÄFER, Murilo Billig. Acervo acadêmico das IES pertencentes ao sistema federal de ensino: manutenção, guarda e conversão para o meio digital conforme a legislação brasileira. Revista Sociais & Humanas, [S. l.], v. 32, n. 2, p. 23-45, jul./dez. 2019. Disponível em:https://periodicos.ufsm.br/sociaisehumanas/article/view/34261. Acesso em: 25 maio 2021.

LIMA, Maurício Silva; SOARES, Bernardo Garcia de Oliveira; BACALTCHUCK, Josué. Psiquiatria baseada em evidências. Revista Brasileira de Psiquiatria, [S. l.], v.22, n. 3, p.142-146, mar. 2000.

LUZ, Charlley dos Santos. Curadoria digital, custódia arquivística e preservação digital: relações possíveis. Páginas a & b, [S. l.], v. 3, n. 10, p. 92-103, jan./jun. 2018. Disponível em: https://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/4775/4905. Acesso em: 20 jul. 2021.

MAYER, Ana Paula da Costa et al. Mapeamento de processos: um estudo de caso na central de aquisições de uma instituição federal de ensino superior. In: SIMPÓSIO EM GESTÃO PÚBLICA, 2., Santa Maria, 2017. Anais [...]. Santa Maria: [S.n.], 2017. p. 1-19. Disponível em: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/341/2019/06/MAPEAMENTO-DE-PROCESSOS-UM-ESTUDO-DE-CASO-NA-CENTRAL-DE-AQUISIES-DE-UMA-INSTITUIO-FEDERAL.pdf. Acesso em: 25 maio 2021.

MORENO, Nádia Aparecida. Gestão documental ou gestão de documentos: trajetória histórica. In: BARTALO, L.; MORENO, Nádia Aparecida (Ed.). Gestão em arquivologia: abordagens múltiplas. Londrina: EDUALE, 2008.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. [S. l.]: [S. n.], 2013.

SANTOS, Henrique Machado dos; FLORES, Daniel. Gestão de objetos no Repositório Arquivístico Digital Confiável: um diálogo com a ISO 16.363. Páginas a & b, [S. l.], v. 3, n. 13, p. 67-99, jul./dez. 2020. Disponível em: https://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/6462/7799. Acesso em: 20 jul. 2021.

SCHUCH, Crislei Daiana Oliveira Siqueira; SAAD, Denise de Souza; FLORES, Daniel. Preservação digital na gestão de processos administrativos de uma instituição de ensino superior: o caso dos PEAPDs da PROGEP da UFSM. Em Questão, Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 229-255, maio/ago. 2019. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/82597/52420. Acesso em: 20 jul. 2021.

SENA, Joelma Magalhães de. A informação arquivística e a gestão de documentos. Informação Arquivística, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 83-94, jan. /jun. 2014. Disponível em:http://www.aaerj.org.br/ojs/index.php/informacaoarquivistica/article/view/77/33#. Acesso em: 25 maio 2021.

SILVA, Sidney Verginio da; PORTUGAL, Nilton dos Santos. O gerenciamento eletrônico de documentos aplicado à gestão documental docente de uma Instituição de Ensino Superior no Sul de Minas Gerais. Revista Gestão & Tecnologia, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 228-245, jan./abr. 2016. Disponível em: http://revistagt.fpl.edu.br/get/article/view/705/649. Acesso em: 20 maio 2021.

SOUZA, Luciana Gonçalves Silva. Preservação digital em instituições de ensino superior: instrumentos para a oficialização e operacionalização da preservação de documentos arquivísticos digitais. 2020. 302f. Tese (Doutorado em Gestão e Organização do Conhecimento) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/34550. Acesso em: 25 maio 2021.

TEIXEIRA, Lívia Marangon Duffles; AGANETTE, Elisângela Cristina; ALMEIDA, Mauricio Barcellos. Gestão da qualidade e gestão de documentos: um relato de experiência do alinhamento entre sistemas de gestão no ambiente corporativo. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, João Pessoa, v. 9, n. 1, p. 1-13, jan./ago. 2016. Disponível em: https://revistas.ancib.org/index.php/tpbci/article/view/380. Acesso em: 25 maio 2021.

TEIXEIRA, Livia Marangon Duflles; AGANETTE, Elisângela Cristina. A gestão documental associada à modelagem de processos de negócios: práticas interdisciplinares na especificação de sistemas de recuperação de informação. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, Marília, v. 13, n. 1, p. 33-44, mar. 2019. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/bjis/article/view/7960. Acesso em: 20 jul. 2021.

TORRES, Sara. Gestão da informação na Câmara Municipal do Porto. Páginas a & b: arquivos e bibliotecas, [S. l.], v. 3, n. esp., p. 99-117, jan./jun. 2018. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/86459. Acesso em: 20 jul. 2021.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim. Gestão da informação e gestão do conhecimento em ambientes organizacionais. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, João Pessoa, v. 1, n. 1, p. 1-21, jan./jun. 2008. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/119521. Acesso em: 25 maio 2021.

VITORIANO, Marcia Cristina de Carvalho Pazin. A relação entre gestão da informação e gestão documental na arquivologia. Palabra Clave, La Plata, v. 7, n. 1, p. 1-18, out. 2017. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/3505/350553375013.pdf. Acesso em: 25 maio 2021.

WOIDA, Luana Maia. Cultura informacional: um modelo de realidade social para a ICO. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim (Org.). Gestão da informação e do conhecimento. São Paulo: Polis; Cultura Acadêmica, 2008.

Downloads

Publicado

2021-12-04

Como Citar

SANTOS, R. F. O. dos; CRISTINA AGANETTE, E. . Metodologias para gestão documental em instituições de ensino superior: uma revisão sistemática de literatura. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, [S. l.], n. Especial, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/moci/article/view/37180. Acesso em: 18 maio. 2022.