Pensamento reflexivo na enfermagem

O uso do debriefing como elemento pedagógico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2022.38846

Palavras-chave:

Simulação, Aprendizagem, Enfermagem, Estudantes de Enfermagem, Pensamento, Feedback Formativo

Resumo

Objetivo: compreender como o debriefing se constitui como elemento pedagógico no desenvolvimento do pensamento reflexivo na Enfermagem. Método: estudo de caso único, de abordagem qualitativa, desenvolvido no Centro de Simulación en Salud (CESISA) da Universidad de Costa Rica. Dados coletados entre agosto e outubro de 2018 através de análise documental, observação não participante e entrevistas semiestruturadas com professores, estudantes e técnicos. Resultados: os dados apontam que o debriefing se constitui como elemento pedagógico no desenvolvimento do pensamento reflexivo quando todos compreendem o papel desse método, buscam seguir a suposição básica de que todos são inteligentes e estão dispostos a melhorar, garantindo-se um ambiente seguro; quando todas as etapas da simulação são planejadas com objetivos claros de aprendizado; e quando o professor assume uma postura de facilitador. Conclusão: o debriefing é um elemento pedagógico que necessita de outros fatores associados para cumprir seu papel no desenvolvimento do pensamento reflexivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Conselho Federal de Enfermagem. Aprova o novo código de ética dos profissionais de Enfermagem. Resolução COFEN nº 564/2017. Brasília: COFEN; 2017.

Dickison P, Haerling KA, Lasater K. Integrating the national council of state boards of nursing clinical judgment model into nursing educational frameworks. J Nurs Educ. 2019[citado em 2022 mar. 11];58(2):72-8. Disponível em: http://dx.doi.org/10.3928/01484834-20190122-03

Collin ACV, Giuliano D. A concept analysis of critical thinking: a guide for nurse educators. Nurs Educ Today. 2017[citado em 2022 mar. 11];49:106-9. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.nedt.2016.11.007

Bortolato-Major C. Debriefing evaluation in nursing clinical simulation: a cross-sectional study. Rev Bras Enferm. 2019[citado em 2022 mar. 11];72(3):825-31. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0103

Oliveira SN, Massaroli A, Martini JG, Rodrigues J. From theory to practice, operating the clinical simulation in Nursing teaching. Rev Bras Enferm. 2018[citado em 2022 mar. 22];71(Suppl4):1896-903. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v71s4/pt_0034-7167reben-71-s4-1791.pdf

Inascl Standards Committee. INACSL standards of best practice: simulation SM simulation glossary. Clin Simul Nurs. 2016[citado em 2022 mar. 20];12(Suppl1):39-47. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.ecns.2016.09.012

Hall K, Tori K. Best Practice recommendations for debriefing in simulation-based education for Australian undergraduate nursing students: an integrative review. Clin Simul Nurs. 2017[citado em 2022 mar. 20];13(1):39-50. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.ecns.2016.10.006

Inacls, Standards Committee, Decker S, Alinier G, Crawford SB, Gordon RM, & Wilson C. Healthcare simulation standards of best practice TM the debriefing process. Clin Simul Nurs. 2021[citado em 2022 jun. 19];58(1):27-32. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ecns.2021.08.011

Secheresse T, Lima L, Pansu P. Focusing on explicit debriefing for novice learners in healthcare simulations: a randomized prospective study. Nurse Educ Pract. 2021[citado em 2022 jun. 30];51(3):102914. Disponível em https://doi.org/10.1016/j.nepr.2020.102914

Yin RK. Estudo de Caso: planejamento e métodos. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman; 2015. 290 p.

Freire P. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra; 2019.

Minayo MCS. Sampling and saturation in qualitative research: consensuses and controversies. Rev Pesq Qual. 2017[citado em 2022 mar. 07];5(7):1-12. Disponível em: https://editora.sepq.org.br/index.php/rpq/article/view/82/59

Tong A, Sainsbury P, Craig J. Consolidated criteria for reporting qualitative research (COREQ): a 32-item checklist for interviews and focus groups. IJQHC. 2007[citado em 2022 mar. 07];19(6):349-57. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1093/intghc/mzm042

Teles MG, Mendes-Castillo AMC, Oliveira-Kumakura ARS, Silva JLG. Simulação clínica no ensino de Enfermagem pediátrica: percepção de estudantes. Rev Bras Enferm. 2020[citado em 2022 mar. 09];73(2):e20180720. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0720

Cockerham ME. Effect of faculty training on improving the consistency of student assessment and debriefing in clinical simulation. Clin Simul Nurs. 2015[citado em 2022 mar. 09];11(1):64-71. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.ecns.2014.10.011

Rosa CTW, Rosa AW. Aprendizagem autorreguladora: aportes teóricos para subsidiar a educação científica. Res Soc Dev. 2020[citado em 2022 mar. 09];9(1):1-20. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1633

Boostel R. Stress of nursing students in clinical simulation: a randomized clinical trial. Rev Bras Enferm. 2018[citado em 2022 mar. 08];71(3):967-74. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0187

Bortolato-Major C, Mantovani MF, Felix JVC, Boostel R, Mattei AT, Arthur JP, et al. Autoconfiança e satisfação dos estudantes de Enfermagem em simulação de emergência. REME - Rev Min Enferm. 2020[citado em 2022 mar. 14];24:e-1336. Disponível em: http://10.5935/1415.2762.20200073

Goncalves SAT. Sentimentos estressores em estudantes de Enfermagem no processo de ensino-aprendizagem utilizando a simulação realística: uma revisão de escopo [dissertação]. Alfenas: Universidade José do Rosário Vellano; 2021. 52p.

Mota LM, Santos ALF, Wyszomirska RM. Assessment of cognitive knowledge associated with debriefing in realistic simulation. Res Soc Dev. 2022[citado em 2022 mar. 14];11(3):e38811326583. Disponível em: https: http://10.33448/rsd-v11i3.26583

Arquivos adicionais

Publicado

21-12-2022

Como Citar

1.
Oliveira SN de, Martini JG, Morera JAC-, Canever BP, Prado ML do, Sanes M da S. Pensamento reflexivo na enfermagem: O uso do debriefing como elemento pedagógico . REME Rev Min Enferm. [Internet]. 21º de dezembro de 2022 [citado 4º de fevereiro de 2023];26. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/38846

Edição

Seção

Pesquisa